Não há nada como aproveitar um fim-de-semana para "quebrar" a rotina, ou até mesmo, adoptar uma rotina mas numa outra cidade! Foi isso mesmo que fizemos estes últimos dias, aproveitámos para ir até ao Porto e matar saudades daquela que é uma das cidades mais cooldo momento. A verdade é que o Porto está cada vez mais trendy, cheio de lugares giros, coisas novas a abrir que, em conjunto com a história toda da cidade, resulta no destino perfeito para um fim-de-semana perfeito. 




Saímos de Lisboa na sexta-feira ao fim do dia, contando chegar ao Porto à hora de jantar - não há nada mais encantador do que chegar à cidade ao anoitecer! É absolutamente mágico! A primeira paragem foi o hotel Mercure, a nossa casa dos ultimos dias e que nos desafiou a criar os nossos próprios #localstories! Fizemos o check in, deixámos as coisas no quarto, o carro no parque e fomos em busca de um restaurante para jantar. Aqui confesso que tivemos a vossa ajuda preciosa que rapidamente nos indicaram uma série de restaurantes óptimos, desde os mais trendy, às novidades da cidade entre outros.


Acabámos por jantar no Portarossa, um restaurante italiano óptimo, com um ambiente super simpático e acolhedor! De entrada, uma beringela parmiggiana e de seguida uma pizza para os dois com burrata e tomate - divinal! Massa super fina e estaladiça! Um lugar para voltar!

Deixo-vos abaixo com o roteiro e com alguns dos lugares que visitamos ao longo destes dias e que valem muito a pena visitar. Ao longo do próximos dias vou deixar-vos com algumas fotografias e looks que usei nestes dias pela cidade do Porto.



sexta-feira
jantar Portarossa
passeio pela Ponte D.Luís 

sábado
pequeno-almoço delicioso no hotel Mercure 
visita ao mercado do bolhão
manhã de compras na rua de santa catarina
visita à estação de S.Bento
almoço no vegetariano daTerra
pausa para café no Vogue Café
passeio pelo jardim do palácio de cristal
ribeira
jantar no Flow
after-dinner: torel avant garde

domingo
aliados & clérigos
brunch no Zenith Porto
visita a Serralves
pausa para cafe no Majestic
passeio pela Foz 
Sem dúvida que a cidade do Porto está a ficar cheia de cool places! A cada dia que passa vemos que abrem coisas novas, restaurantes giros, lojas com conceitos diferentes, tudo isto para juntar aos lugares ícone que o Porto já tinha! Estes dias pelo Porto fizeram não só com que revisitássemos alguns dos nossos lugares favoritos, mas também conhecessemos os novos cool placesda Invicta. Para facilitar, juntei as minhas sugestões num post que podem guardar no vosso roteiro para a vossa próxima visita à cidade. 



Torel Avant Garde
O bar do Torel Avant Garde é sem dúvida um dos lugares mais cool e mais trendy do momento, com uma parede cheia de flores vermelhas e uma vista maravilhosa sobre a cidade, este é o cenário perfeito para aproveitar o fim de tarde no Porto.

000.png

Brick Clérigos & Zenith
Já sabemos que no Porto se come muito bem, e tanto o Brick Clérigos como o Zenith são só mais duas paragens obrigatórias para quem quer começar o dia da melhor maneira, com um brunch absolutamente divinal - o que me dizem a uma tosta de abacate, umas panquecas ou uns ovos bennedictYummmm.

kitchen.png
Nola Kitchen
Para quem procura um lugar com opções mais saudáveis, a Nola Kitchen é outro dos lugares imperdíveis. Descobri através do instagram da Sílvia (@mahrlagirl) e confesso que foi um dos lugares que quis muito experimentar e que fiquei fã. 

Ribeira 
Vai ser sempre o local de eleição para passear num sábado à tarde, é um dos lugares que mais gosto, a vista é absolutamente maravilhosa, os prédios e arquitectura tão típica da Ribeira tornam este lugar mesmo especial. Além disso há uma série de cafés giros, lojas típicas, arte de rua entre muitas outras coisas para explorar aqui e de todas as vezes que por aqui passo, há coisas novas para ver. 



Flow 
Conheci o Flow há cerca de 2 anos na minha viagem com a Salsa ao Porto e confesso que fiquei mesmo fã, de tal forma que assim que decidimos vir ao Porto, reservei logo mesa no Flow para dar a conhecer ao Manel este restaurante super cool e com uma carta excelente. 

Vogue Café
Desde que abriu que tem sido um verdadeiro sucesso, o Vogue Café no Porto é um dos lugares que devem visitar! Super giro para tomar um café, lanchar e meter a conversa em dia. É também um dos spots mais "fotografados" do momento no Porto. 

E a segunda parte do VLOG de NYC está finalmente no ar! Tentei misturar alguns vídeos que fui fazendo com o telemovel com outros filmados com a máquina e este foi o resultado, ainda um pouco amador, mas ainda assim gosto sempre de partilhar e compilar os melhores momentos para partilhar com vocês e mais tarde recordar também.


Um mix entre o dia em que visitamos o Rockefeller Center, SoHo e algumas lojas bem cool de Nova Iorque - a loja de ténis era uma perdição! Partilho também convosco um dos vegetarianos que visitamos, o Le Botaniste que é muito bom!! Espero que gostem!


Finalmente consegui arranjar um tempo para editar os VLOGS de NYC! É um dos primeiros e confesso que ainda há muito para melhorar, especialmente a nível de som e "wrap up" ao final do dia,  mas ainda assim não queria deixar de partilhar convosco alguns dos melhores momentos da nossa viagem a Nova Iorque. Este é o primeiro vlog da nossa viagem, espero que gostem!



Uma das coisas às quais me quero dedicar em 2019 será ao canal do YouTube e estes VLOGS são o mote perfeito para voltar ao canal e aos poucos ir aperfeiçoando algumas coisas. Acho que ainda tenho um pouco de vergonha de ir falando para a câmara na rua, ahahah mas é algo que aos poucos, espero conseguir melhorar! Espero que gostem e não se esqueçam de subscrever o canal para estarem sempre a par dos próximos vídeos. 



Confesso que esta era a cidade onde eu não me importava nada de viver - gosto muito de Lisboa, é verdade, mas se tivesse de morar numa outra cidade, sem dúvida que Nova Iorque seria uma das minhas escolhas. SoHoseria A zona de eleição, precisamente pela vibeque se sente nesta zona de NYC - se vão visitar NYC em breve, esta é uma das zonas onde não podem deixar de passar. 

soho.png

O dia passado em SoHo foi um dia de compras, aqui encontramos de tudo, desde a loja da Converse - onde confesso que ficámos bastante tempo - à loja da Adidas mais coolonde já estive, a lojas de love brandscomo Chloé, YSL ou Céline que são uma loucura ou outras lojas que também nos deixam a suspirar como a Tiffany's. Depois há ainda outras lojas locais e que vale a pena visitarem como a The Line (fecha no fim de Fevereiro, sniiif!) ou a loja da Anine Bing! O problema desta zona? É que todas as lojas são lindas de morrer e as fachadas dos prédios vivem todas em sintonia - o mesmo tipo de arquitectura e uma paleta de cores harmoniosa.

soho01.png
soho02.png

Para este dia deixei de lado o look total whitee passei para um look total black. Foi o dia de estrear os Nike Blazer Midi pretos que comprei na FootLocker em NYC e combinar com um look à base de skinny jeans, um casaco de pêlo preto, uma fita bem quentinha e uma camisola preta de gola alta - bem simples e confortável!

soho011.png

SHOP THIS STORY
calças ZARA / casaco ZARA / fita Primark / ténis Nike
O Rockefeller Center e SoHo são provavelmente as minhas duas zonas favoritas de NYC e por isso são sempre locais onde gosto de passar mais tempo sempre que venho a NYC. Nunca tinha visitado Nova Iorque nesta altura do ano, e de facto, o Rockefeller Center torna-se ainda mais mágico. Aqui tudo é pensado ao detalhe e é impossível não sentirmos o Christmas spirit - desde músicas de natal pelas ruas, à árvore de natal gigante, à patinagem no gelo e às montas da Sacks completamente decoradas e vestidas a rigor para esta época festiva. 

pastels03.png

Neste dia aproveitámos para explorar a zona de Rockefeller Center, onde podemos encontrar os estudios da NBC, a pista de gelo para patinar, os armazéns Sackse o Top Of The Rock, um dos observatórios de Nova Iorque que vale muito a pena visitar - o elevador vai do piso 0 ao 62 em apenas 40segundos e conseguimos ver através do tecto de vidro do elevador.  

totalwhit03.png

Aproveitámos um dos dias com menos nevoeiro para subir ao Top Of The Rock para conseguirmos apreciar a cidade e a vista do 62º andar do Top Of The Rock. Aqui têm um observatório ao ar livre ou fechado com janelas de vidro como estas onde tirei a fotografia abaixo. Podem ainda subir ao último piso onde têm mesmo uma visão 360º de toda a cidade e é completamente breathtaking! 

totalwhite.png
Para este dia, o look escolhido andou em volta dos tons pastel, as calças brancas, uma camisola de lã oversize super quentinha  - provavelmente uma das minhas favoritas, um casaco da Levi's de pêlo que comprei em NYC e um chapéu bege para rematar todo o look. 

SHOP THIS STORY
calças ZARA / camisola H&M / casaco ganga Levi's / chapéu Parfois / lenço ZARA

Provavelmente um dos dias mais frios que apanhámos em Nova Iorque - as mínimas rondavam os -2ºC e a máxima 2ºC. No entanto nada como um escudo bem quente e umas boas camadas de roupa para nos protegermos durante aquele que foi um dos dias que mais andámos pela cidade .

times.png
white02.png

Este dia foi um dos mais completos, acordámos cedo e fomos até Times Squaretirar umas fotografias, ver a praça durante o dia - pois era sempre à noite que andávamos por aqui e depois seguimos em direcção ao Central Park. Atravessámos o Central Parkinteiro até Harlempara irmos assistir a uma missa de Gospel - se tiverem tempo, é algo que vale muito a pena! Aconselho a que cheguem cedo, cerca de 30min antes para conseguirem um lugar pois costuma encher. De seguida aproveitámos para patinar no gelo em Central Park, visitar o Museu de História Natural, o MET e seguimos para a 5ª Avenida. No final da noite, acabámos a jantar no TAO, um restaurantes asiáticos mais trendy de NYC e que vale muito a pena - mais dicas aqui.

white04.png
Para este dia, o look escolhido foi um look total white - não consigo resistir e adoro vestir branco no inverno. Umas calças ripped brancas, um dos meus Converse favoritos com estrelas douradas de lado, um casaco branco de pêlo que comprei em Londres no ano passado, um gorro, uma camisola de gola alta e luvas! 

SHOP THIS STORY
calças ZARA / ténis Converse / mala Louis Vuitton / gorro H&M / luvas Parfois / camisola gola alta & Other Stories
Das duas vezes que tinha estado em Nova Iorque era um dos locais que estava na wishlist para visitar, e parece que há terceira foi de vez! Coney Island é tudo aquilo que vemos nos filmes e muito maise só me deu ainda mais vontade de visitar Los Angeles e o mítico Pierde Santa Monica. 

aroundconney.png

Aproveitámos um dos dias com mais sol para ir visitar este parque de diversões à beira mar! Sim, temos uma praia com um areal bem extenso a cerca de 1h de metro do centro de Manhattan e uma praia cheia de vida! Ao longo de toda a praia temos um parque de diversões que está aberto entre Março e Outubro e que tem todas as diversões e mais algumas - desde a roda gigante às rollercoasters

coney005.png
conney06.png
Para além das diversões há ainda as "Beach Shops" onde podemos encontrar um pouco de tudo para o verão, desde toalhas, biquinis, chapéus entre muitas outras coisas como vemos nas séries e nos filmes. Há ainda uma sugarland mesmo à saída do metro que é uma verdadeira perdição para quem é louco por doces, gomas e afins. É sem dúvida um local que vale muito a pena explorar e passar uma manhã/tarde a aproveitar esta beira-mar e este local tão divertido e que desperta a criança que há em nós - ou a curiosidade de quem está sempre a ver este tipo de imagens em filmes. 
Visitar Nova Iorque nesta altura do ano requer muitas camadas de roupa. Uma das perguntas mais frequentes durante estes dias em NYC foi precisamente sobre a temperatura e quão "suportável" era o frio por lá. Nos próximos dias vou partilhar convosco alguns dos looks que usei por lá e falar-vos um pouco dos sítios que visitamos em cada um dos dias. 

wiw.png

No que diz respeito à temperatura, confesso que tivemos sorte, segundo os Norte Americanos. Foi uma das passagens de ano mais quentes em NYC dos últimos anos - pelo que nos disseram, no ano passado estavam -12ºC na noite de passagem de ano e este ano as temperaturas andaram em volta dos 3ºC. 

wiw03.png
wiw01.png
wiw02.png

Ao longo destes dias, os melhores amigos foram mesmo as camadas de roupa - uma camisola térmica, uma camisola de malha e um casaco de pêlo bem chunkycomo este casaco castanho da ZARA. No que toca a calçado, quem me conhece sabe que sou louca por ténis e é sem dúvida o melhor calçado para andar kmkma fio - este modelo em particular é o Blazer Midi da Nike que comprei no Bazar Desportivo(usem o código JOANAC-10 para usufruirem de 10% de desconto) 

SHOP THIS STORY
casaco ZARA / calças ZARA / ténis Nike / camisola ZARA (antiga) / mala Louis Vuitton

.... no que toca a comida! Os Estados Unidos são sem dúvida o "berço" da fast food, mas hoje em dia encontramos outro tipo de restaurantes em Nova Iorque que vale a pena experimentar. Na nossa viagem experimentámos um pouco de tudo e reuni os 9 melhores spots que não podem perder na vossa viagem a Nova Iorque - sim com fast foodincluída. 

18451797_818834544948204_5418448992434178335_o.jpg

LE BOTANISTE
Fica em Upper East Town e é sem dúvida um dos melhores spots vegan que devem experimentar. Bowls saudáveis, bem coloridas e com um conceito muito giro - plant based foode que é "receitada" num ambiente que faz lembrar uma farmácia antiga. Prescription foodpara um dia com energia, para um detox do organismo, para um boost de vitaminas entre muitas outras receitas que podem encontrar no Le Botaniste.  
TAO 
Provavelmente um dos restaurantes mais cool do momento! Em NYC têm dois TAOs, um em uptown e um em downtown. Fomos ao Tao de Uptown pois das imagens que tínhamos visto, a nivel de decoração era mais giro e impactante - o buda gigante no fundo da sala é sem dúvida O elemento WOW! É um restaurante asiático, ao estilo Boa Bao e está sempre cheio por isso aconselho que façam marcação com alguma antecedência - conseguem fazer através do site deles ou em apps como a Open Table. 

BLOSSOM
Mais um restaurante vegetariano que vale muito a pena experimentar, fica perto do Museu de História Natural e é sem dúvida um dos food places por onde têm de passar! As propostas de pizzas com massa sem glúten e sem lactose são bastante diferentes, feitas com queijo de caju e com uma farinha bem crocante e fininha, têm também outras opções como piadinas, saladas e pratos que vão mudando consoante a altura do ano. 

MACCHINA
Foi o restaurante escolhido para a última noite, o restaurante italiano Macchina estava na nossa "wishlist" desde que começamos a ver coisas para a viagem - sem querer demos com umas imagens da pizzaria no instagram e assim que percebemos que havia uma pizza especial com uma burrata no meio da pizza, quisemos muito experimentar - o Manel é louco por burrata então este era O local ao qual ele queria mesmo ir! E guess what, vale muito a pena! Quando forem à Macchina, peçam a pizza de burrata (não está no menu, é um little secret!). 
MAGNOLIA BAKERY
Provavelmente uma das paragens cliché-obrigatórias de uma viagem a NYC. O paraíso dos cupcakes, das cookies e dos bolos é aqui mesmo! Esqueçam qualquer outra pastelaria, este é o local ideal para experimentar os famosos cupcakes americanos! Há de tudo, desde cupcakes de Oreo, Red Velvet, com pepitas de chocolate, com topping unicorn entre mil e uma opções - o dificil é mesmo escolher! Há várias Magnolias espalhadas pela cidade!

SHAKE SHACK 
Tal como a Magnolia Bakery, também vão encontrar vários espalhados por Nova Iorque. O Shake Shack é uma cadeia de fast food americana com hamburgueres maravilhosos! Está sempre cheio, mas vale a pene experimentarem, no meu caso testei o hamburguer de cogumelo recheado com queijo e é sem dúvida um dos meus favoritos - depois disso andámos uns 30km a pé por isso as calorias foram abatidas ahah! Vale mesmo muito a pena! 
BY CHLOÉ
Um conceito de fast foodmais saudável, a cadeia de by Chloé é uma cadeia que está a crescer em NYC a olhos vistos e começa a ser um dos locais mais concorridos da cidade. Aqui podem provar um pouco de tudo, desde saladas, bowls ou aos hamburgueres. Para acompanhar têm limonadas, smoothies entre outras bebidas "detox". 
AVOCADERIA
Um conceito que acredito que chegue a Portugal dentro de pouco tempo. Imaginem um restaurante onde o menu é à base de abacate! Isso mesmo, aqui encontram de tudo a regra é apenas uma: tem de ter abacate! Desde guacamole de entrada, smoothies, bowls quentes, tostas, saladas! Tudo delicioso e é o spot perfeito para quem adora abacate!
PIETRO NOLITA 
... pink as fuck! Fica numa cave em SoHo e é um dos lugares mais "instagramaveis" do momento - uma decoração toda cor-de-rosa, absolutamente irresistivel! A nivel de pratos podem render-se às pastas ou simplesmente passar ao fim do dia para beber um café e espreitarem um dos spots mais cool do momento. 
Sem dúvida alguma que este é um daqueles hotéis que merece ser partilhado, não só pelo conceito, mas também pelo serviço e pela a localização. Conheci o Moxydurante a nossa pesquisa de hóteis em NYC através do Booking e foi imediatamente o que nos chamou mais a atenção, não só a nível de localização mas também a nível de preço, isto porque os hotéis em zonas mais marcantes como o Times Square são, naturalmente mais caros. No entanto como marcámos com alguma antecedência acabámos por conseguir um preço bem simpático.

123731268.jpg

SOBRE O MOXY
Pertence à cadeia dos hóteis Marriot e tem um conceito bem diferente e cool de tudo o que estamos habituados a ver/ficar. É um conceito de hotel super digital e feito para millenials, tudo aqui é super dinâmico - o check in/check out é feito em iPads na recepção, recepção essa que está sempre a mudar e tem sempre coisas diferentes - desde jogos "à antiga espalhados entre as caixas de check in, carros de gelado com gomas ou pipocas ou até mesmo uma decoração toda pink (com uma árvore de natal e luzes). 
O cadeia Moxy está a espandir-se e ainda este ano teremos um Moxy em Portugal - how cool is this?

004.png
hotel.png
room.png

OS QUARTOS
Seguindo a "tradição" em Nova Iorque, os quartos aqui são pequenos, mas ainda assim não deixam de ser muito cool e super funcionais. Têm uma decoração super urbana e são muiiiito confortáveis - chegar ao hotel ao fim do dia, depois de andar km e km a pé e entrar num quarto super quentinho, com uma cama super confortável é tudo o que queremos. As casas de banho são super giras, fiquei apaixonada pelo chuveiro confesso - até partilhei nos stories(podem espreitar nos highlights!)

005.png
RESTAURANTES & BAR
O Moxy tem um restaurante principal que é também onde temos o pequeno almoço, o Legasea - uma brasserie super gira. Tem depois também o Moxy Bar onde encontram alguns snacks e até uma Ice Cream Vending Machine e o Egghead, um restaurante onde a entrada se faz pela rua e é praticamente o mesmo conceito do "Eggcelent" cá - um menu só à base de ovos. 

ACESSOS & LOCALIZAÇÃO
Tal como referi fica em Times Square, cerca de 5 minutos a pé e estamos no meio dos néons. Fica perto também do metro e da estação Penn Station, mesmo ao lado da Macy's e perto daquela que é a maior Sephora do mundo (fica na 34st). Ou seja, a nível de localização não podia ser melhor. Estação de metro mais próxima? 34 St.
Depois de desvendar tudo o que precisam saber antes de ir, vamos à parte gira: hotéis, restaurantes, o que comer, como andar pela cidade entre outras coisas. 
4749609200000578-5174569-image-a-2_1513174181615.j
HÓTEIS 
No que toca a hotéis em NYC são bem caros e bem pequenos, acabam por pagar mais do que 150€/noite para ficarem num hotel com uma cama e um WC privado. Em NYC é muito comum haver casas de banhos partilhadas e hotéis com preços altíssimos e sem pequeno almoço. Optem por um hotel com uma localização mais central possível ou perto de uma estação de metro para que seja mais fácil chegarem ao centro da cidade. Na maior parte dos hotéis, o valor é pago no check in e a esse valor acrescem as taxas municipais (3.50$/noite) e ainda um valor caução que vos é devolvido no final da estadia. Por isso aconselho-vos a ligarem para o hotel antes de viajarem para se certificarem do valor total para conseguirem levantar o dinheiro necessário antes, caso o vosso cartão de crédito/débito não seja aceite no terminal do hotel. 
DICA: Quando viajo, opto sempre por marcar o hotel através do Booking, até hoje nunca tive problemas e correu sempre tudo bem. Aqui podem ver os comentários de outros hóspedes sobre os hotéis, a pontuação atribuída ao mesmo, condições do quarto e por vezes encontram promoções e ofertas de última hora. Desta vez ficámos hospedados no MOXY Hotel, fica bem no centro de Times Square e foi dos hotéis mais giros onde fiquei até hoje, super cool, muito dinâmico e onde vou voltar certamente. 
HOMEAWAY 
Para além dos hóteis, existem apartamentos muito giros na zona de Brooklyn e a preços mais acessíveis que podem ser uma óptima opção de estadia para mais de duas pessoas - acaba por ficar bem mais em conta quando dividido por todos. Espreitem no site da HomeAway.

ONDE FICAR?  
Nova Iorque está dividida em várias zonas, na ilha de Manhattan qualquer uma das zonas do Central Park para baixo são óptimas opções, desde SoHo, Greenwich Village, Chelsea, Middle Town, East Village, Upper East Side, Upper West Side. Para quem procura uma localização mais em conta e um pouco menos central, existem cada vez mais opções em Brooklyn e muito giras - especialmente alojamentos locais.

metronyc.png
TRANSPORTES 
NYC é gigante. As ruas são enormescas e apesar de adorar andar a pé há sempre outras opções, uma delas o metro. Podem comprar passes com viagens ilimitadas de 7 dias mínimo que ronda os 39$ e acabam por viajar sem problemas, às vezes que quiserem. Podem ainda por BUS, por Uber ou por Táxi mas o trânsito em NYC é sempre tão caótico que o melhor mesmo é andar a pé ou de metro. Nesta viagem andámos sempre a pé, fizemos uma média de 25km/30km por dia que se faz super bem!

By_Chloe_burger.0.jpg
ALIMENTAÇÃO 
Bem já sabemos que em NYC há um pouco de tudo, desde fast food, a restaurantes italianos ou mais requintados. Nestas coisas acabamos sempre por optar por comida de rua ou restaurantes italianos que é o que mais gostamos, e para os snacks ao longo do dia vamos passando nas lojas de conveniência para comprar umas peças de fruta ou bolachas. Sei que se come lindamente em Little Italy, conhecida pela comida caseira italiana deliciosa. Para cupcakes deliciosos - Magnolia Bakery, obrigatório!
Para além destes lugares de fast food, alguns deles que valem a pena: Shake Shack (o vegetariano deles é incrivel!) ou by Chloé há ainda imensos spots vegetarianos e de comida saudável que vale a pena testar tais como o Blossom ou a Le Botaniste. Para uma refeição especial, sem dúvida alguma o Tao. 
No próximo post vou partilhar alguns dos melhores spots e locais imperdíveis em Nova Iorque, bem como spots para compras e no fim-de-semana vou editar o VLOG e partilhar tudo convosco!
Estamos de volta de mais uma viagem absolutamente maravilhosa, Nova Iorque vai ser sempre aquela cidade que tem um lugar especial no meu coração - aliás, a verdade é que tanto Nova Iorque como Paris são as duas cidades onde vivia facilmente! 



Ao longo da viagem fui recebendo imensas perguntas sobre a viagem: onde ficar, o que é preciso para entrar nos EUA, quais os melhores sítios para se passar a passagem de ano, entre muitas outras. Reuni tudo o que precisam de saber antes de viajarem para Nova Iorque. 

QUANTOS DIAS FICAR? 
Sem dúvida 5 dias no mínimo para conseguirmos aproveitar a cidade da melhor forma. É uma cidade grande e há muita coisa para ver e para fazer. Desta vez ficámos um pouco mais, mas 5 dias é o suficiente para conhecerem e aproveitarem a cidade. 

PASSAPORTE
Viajar para os Estados Unidos requer algumas burocracias. Como vamos viajar para fora da UE é necessário a apresentação do passaporte - o cartão de cidadão é praticamente inválido fora da Europa. Certifiquem-se de que o vosso passaporte está dentro da validade, se estiver caducado devem ir a uma loja do cidadão ou a um balcão que trate da renovação dos documentos de identificação 


DICA: para evitarem filas intermináveis numa loja do cidadão, existem balcões perto das zonas de residência que tratam da renovação dos documentos de identificaçao através de marcação de uma hora. Acaba por ser muito mais cómodo e rápido. Eu marquei para fazer o meu em Cascais no edifício do tribunal. O custo da renovação do passaporte é de 65€ 



VISTO TURÍSTICO (ESTA)
Para viajar para os Estados Unidos é necessário um visto turístico, o ESTA. Este visto pode ser obtido online, no site do ESTA - têm de preencher um formulário onde vos vão fazer muitas perguntas pessoais, desde doenças que possam ter, objectos que possam transportar e ainda entregar dados como morada de residência e local onde vão ficar hospedados - por isso é necessário marcarem estadia e datas de ida e volta antes de pedirem o visto. 

Depois de preencherem o formulário, têm de pagar cerca de 14€ e esperar que seja aprovado. Após a aprovação, imprimem e levam convosco durante a viagem pois vai-vos ser pedido ao entrarem nos Estados Unidos - no controlo de passaportes. 

Sem este visto não conseguem viajar para os Estados Unidos. O visto turístico é válido por 90 dias, se forem viajar durante mais tempo, devem seleccionar outra opção no site do ESTA recomendado para quem vai emigrar, procurar trabalho ou estudar. O visto pode ser aprovado na hora ou demorar até 72horas, por isso recomendo que o façam com antecedência. 


TAXA CÂMBIOS & CARTÕES CRÉDITO/DÉBITO 
Antes de viajarem, informem-se se o vosso cartão de crédito ou débito é válido fora do país. Em princípio se fôr VISA ou MasterCard não tem problema, mas informem-se com o banco e aproveitem para levar já alguns dólares convosco para evitar taxas de levantamento e de conversão quando levantarem dinheiro ou pagarem com cartão. Certifiquem-se ainda junto do hotel onde vão ficar hospedados que aceitam o vosso cartão de crédito ou débito, caso contrário levem já convosco o dinheiro do hotel pois lá só conseguem levantar cerca de 400€/dia e os hotéis normalmente pedem para pagar o valor na totalidade à chegada. 

Se o vosso cartão fôr Maestro, é praticamente impossível usar o cartão para pagar hotéis, lojas ou restaurantes - de há um ano para cá que os Estados Unidos deixaram de aceitar pagamentos com Maestro segundo o que uma lojista nos explicou. Podem usar este cartão para levantar dinheiro em ATMs mas não para fazer pagamentos em lojas etc. 




AVIÃO 
O voo é um voo duro e ingrato, são quase 8horas de voo pelo que quando forem marcar o avião optem por uma boa companhia aérea, conseguem arranjar preços bons se planearem com antecedência e optem por alturas do ano com menos afluência, até porque facilita bastante e não correm riscos de apanharem greves etc.  


DICA: a TAP Portugal, a American Airlines ou a DELTA são três companhias pelas quais já voei e que têm óptimas condições para aguentarmos o voo de longo curso.- como televisões próprias para cada um de nós com jogos, filmes ou séries para ficarmos entretidos durante toda a viagem.

Atenção, não estranhem se apanharem alguma (muita) turbulência a meio da viagem, é normal!

DIFERENÇA HORÁRIA 
Em Nova Iorque a diferença é de 5 horas a menos do que em Lisboa, preparem-se para o jetlag - no nosso caso demorámos 2 dias a "voltar ao horário normal". 




AEROPORTO PARA O CENTRO
No dia da chegada à cidade aconselho a apanharem um táxi, os famosos yellowcabs ou um Uber. O preço até ao centro é fixo, ronda os 70$ mais taxas associadas às portagens e as gorjetas que é necessário incluir e que são os taxistas que escolhem, no caso do Uber, o preço é o que vos é apresentado na aplicação. Para além disto, podem sempre apanhar o metro ou o comboio, que fica bem mais em conta (12.50$). 

DICA: Não esquecer ainda, tenham muito cuidado com os "taxistas falsos" que podem querer enganar-vos. Sigam sempre a indicação do aeroporto do local certo onde devem apanhar os táxis, assim sabem que é seguro. 


ROAMING 
Antes de viajarem não se esqueçam de tratar do roaming, os tarifários são caríssimos mas acabam sempre por arranjar uma alternativa mais em conta que vos permita falar com familiares e amigos. Como somos Vodafone, activamos o Global Daily Roaming que nos dá direito a 50minutos, 50 SMS e 100mb por dia por um preço de 3€. Não sei como funciona com outras operadoras mas certamente que terão algo semelhante.

INTERNET 
Em NYC há muitas coffee shops com free Wi-Fi, nem que seja no Starbucks que há em cada esquina. No entanto certifiquem-se de que o vosso hotel ou o local onde vão ficar hospedados têm esta opção incluída. Podem ainda comprar um cartão por 30$ em vários locais como estações de metro, no aeroporto ou na estação de comboios que vos dá net ilimitada, pode ser uma boa opção para quem procura usar o GPS durante a viagem


No próximo post partilho onde ficamos hospedados desta vez, quais os melhores sítios para se comer - de forma saudável e não só - qual a melhor forma de nos deslocarmos em Nova Iorque entre outros detalhes. Se tiverem alguma questão/dúvida que queiram ver esclarecida, deixem na caixa de comentários.

Ao longo destes dias em Paris surgiram algumas perguntas e algumas dúvidas sobre o tempo de viagem, o que vale a pena ver, de da para visitar a Disney e quanto tempo vale a pena ficar.

 

 

Photo 25-08-17, 14 38 23.jpg



 

Pois bem, o post de hoje será um pouco extenso, contudo, partilho convosco o nosso roteiro destes 5 dias em Paris. Em breve partilho o VLOG da viagem. 

 

 

 


dia 1 # louvre, tuileries, angeline, rue de rivoli e palais royal  

 

Aterramos em Paris por volta das 12h30, pelo que acaba por contar apenas como meio dia. Demoramos cerca de 1h de RER desde o aeroporto até ao centro da cidade (mais detalhes aqui) e por isso optamos por visitar algumas coisas que queríamos ver perto do nosso alojamento. Começamos pelo Palais Royal, o conhecido lugar das colunas às riscas pretas e brancas onde está sempre cheio de gente a tirar fotografias. Com um jardim super agradável e perfeito para descansar ou para explorar as galerias em volta do mesmo. Depois partimos para o Louvre, onde estava a decorrer uma exposição com os vestidos de alta costura de Christian Dior que vale bem a pena espreitar - para quem gosta do mundo da moda e de alta costura é sem dúvida imperdível! De seguida, uma paragem na Angelina para o lanche - já não é a primeira vez que menciono o chocolate quente desta pastelaria maravilhosa por aqui, certamente não será a última porque será difícil haver chocolate quente melhor que aquele! Fica na Rue de Rivoli junto às Tuileries. Depois disso, um passeio pelo jardim das Tuileries, atravessar a movimentada Place de La Concorde e subir até aos Champs Elysees. A caminho conseguimos facilmente identificar um Grand e o Petit Palais que ficam mesmo no início dos Champs Elysees. Para quem acompanha as semanas da moda de perto vai identificar este local na hora, sim é aqui que Karl Lagerfeld apresenta sempre as suas colecções para a maison CHANEL.

 

 


PARIS.png


 



 

dia 2 # saint germain de prés, jardin de luxembourg e les marais

 

Um dia menos turístico que os outros, contudo são as minhas duas zonas favoritas na cidade. Saint Germain de Près é absolutamente encantadora, por aqui a paragem obrigatória é no Café de Flore para um café e um croissant e de seguida explorar está zona cheia de lojas locais e outras bem conhecidas de todas nós. Encontramos também algumas lojas vintage que valem a pena explorar e com alguma paciência conseguimos bons achados! Não deixar também de passar no mercado de Saint Germain! Nesta zona também fica a famosa CityPharma, a parafarmacia mais conhecida de todas as francesas, onde encontramos algumas das nossas marcas de cuidados de rosto como La Roche Posay, Bioderma entre outras muito mais baratas. Um verdadeiro paraíso para as beauty junkies. De seguida, um picnic no Jardin du Luxembourg para recarregar baterias e arrancar para outra das zonas favoritas da cidade, o Marais. 

 

Como fizemos tudo sempre a pé traçamos um roteiro para que passássemos pela Norte Dame, não queríamos deixar de visitar   esta igreja maravilhosa - quando era pequenina dizia sempre a minha mãe que adorava casar-me aqui por causa do filme do Corcunda de Norte Dame (eu e a Disney, a Disney e eu!). No Marais é aproveitar para nos perdermos nas ruas e ruelas típicas da cidade, nos cafés típicos, nas boulangeries, nas lojas vintage e nos imensos cantinhos maravilhosos que valem a pena fotografar. Para as fãs de stationery, paragem obrigatória no BHV que fica em frente ao Hotel de Ville! E para quem quer levar uma lembrança para os nossos patudos, um pouco mais à frente encontramos o BHV dedicado a animais de estimação apenas - Sammy e Chloé foram mimados com presentes! Ao fim do dia, subida ao rooftop Le Perchoir du Marais para descansar! 

 

 


Untitled-1.png


 



 

dia 3 # montmartre, champs de mars e trocadero

 

A manhã do terceiro dia em Paris foi passado em Montmartre, uma zona encantadora de Paris conhecida por estarem sempre uma série de pintores e artistas por todo o lado! Vale a pena a visita desta zona de Paris. Subir a escadaria da Sacre Coeur, um passeio pela praça central de Montmartre onde os pintores estão concentrados e claro não deixar de passar na La Maison Rose para uma fotografia bem girly! Ao descer para uma das avenidas principais, encontramos o tão conhecido Moulin Rouge.

 

Depois de uma manhã a explorar esta zona linda de Paris apanhamos o metro para o centro da cidade, para o Grand Palais e atravessamos a ponte Alexandre III, uma das pontes mais bonitas da cidade. Caminhamos até ao Champs de Mars onde fizemos um picnic com vista para a Torre Eiffel. De seguida, atravessamos o Sena e seguimos para o Trocadero para umas fotografias da Torre. 

 


AAAA.png


 



 

dia 4 # disneyland

 

O dia mais esperado por todos nós! A ideia de voltar a Paris nesta altura era precisamente para passar o meu aniversário na Disneyland! Acho que todas nós temos aquele bichinho e encanto pela Disney, os anos 90 não deixam ninguém indiferentes aos grandes clássicos, às princesas e as personagens mais queridas de sempre da história dos filmes de animação. 

 

Qual foi o plano neste dia? Compramos um bilhete com acesso aos dois parques - Magic Kingdom e DisneyStudios. Através dele conseguimos entrar e sair às vezes que quisermos nesse dia. Para conseguirmos andar em tudo o que queríamos, a estratégia foi chegar cedo, logo na abertura do parque e sair só no fim das portas fecharem. 

 

Chegamos logo as 10h da manhã e só saímos às 00h passamos a parte da manhã no Magic Kingdom e depois de almoço fomos para o DisneyStudios porque fecha mais cedo do que o Magic Kingdom. Ao fim do dia voltamos para o Magic Kingdom para andarmos no que nos faltava e repetir algumas coisas - Hyperspace Mountain e Big Thunder Mountain (yeahhh!). Ainda esta semana partilho convosco um post mais detalhado sobre a Disney, com tudo o que tem de saber e algumas dicas. 

 

Ficamos mesmo até ao fecho do parque para vermos o espectáculo incrível de fogo de artifício e de projecção no castelo.

 

 


AB9C85A2-ED8E-4B61-B049-9C145BD0987B.jpg


 


PARIS01.png



 

dia 5 # arco do triunfo, opera garnier e galerias lafayette  

 

Para o último dia em Paris, o plano começou com um pequeno almoço na Ladurée dos Champs Elysées - os deliciosos macarons não podiam faltar nesta viagem, right? Depois uma subida ao Arco do Triunfo onde temos uma vista de 360º pela cidade e depois seguiu-se uma visita pela Opera Garnier e umas últimas compras na Lafayette antes de voltar para o aeroporto. 

 

Paris e uma cidade enorme e cheia de coisas para ver, aconselho ainda a incluirem alguns pontos de paragem na vossa checklist de viagem, tais como a Colette, Le Bon Marchais, Pierre Hermès para croissants e macarons maravilhosos (tem de ir bem cedo!) e claro o Palácio e os Jardins de Versailles. 


 
Blogger Template Created by pipdig