Uma das coisas que mais me perguntam relacionadas com a dieta e com o estilo de vida é como é que nunca perdi a motivação e como é que mantive sempre o plano alimentar sem deslizes. Pois bem, dizem que demoramos cerca de 28 dias a adquirir novos hábitos por completo (sejam alimentares ou outros) e por isso mesmo são os primeiros 28 dias que custam mais.


Hoje trago-vos 8 dicas que vos podem ajudar a não perder o rumo e a fazer com que a vossa dieta realmente funcione, sem deslizes.
#1 planear
parece extremamente aborrecido, mas a verdade é que sem nos organizarmos e sem planearmos as coisas não vão funcionar. Acabamos sempre por fazer um pequeno deslize aqui ou ali e se nos mantivermos fiéis a um plano alimentar, as coisas são bem mais fáceis. As idas ao nutricionista vão ajudar-vos especialmente porque ele vos dá várias opções de vários pratos para as várias refeições do dia e depois o truque é irem "montando" o vosso meal plan consoante as regras do que podem e não podem comer, as quantidades etc. Planear é provavelmente um dos pontos mais importantes em todo este processo. 

O facto de planearmos vai fazer também com que "estudemos" melhor as regras que nos foram "impostas" pelo nutricionista e mais para a frente será depois mais fácil de conjugarmos com o nosso dia-a-dia, almoços e jantares fora etc. 

#2 clean & shop
termos pequenas tentações em casa não ajuda nada a quem está a querer lutar por um estilo de vida mais saudável, por isso há um passo muito importante a fazer: limpar! No fundo desintoxicar a despensa e arranjarmos maneira de irmos distribuir tudo aquilo que não podemos comer, pelos amigos ou até mesmo por quem mais precisa. De seguida, vamos rechear a despensa e o frigorifico de coisas boas. Se viverem com alguém que é basicamente o equivalente a um espargo (como o meu caso, o meu irmão é super magro e come tudo e mais alguma coisa), aqui a dificuldade é mesmo tentarmos não comer as coisas deles. Se por acaso viverem com alguém que também tem uma alimentação péssima e quer mudar, acaba por ser uma boa companhia e uma boa motivação para juntos conseguirem levar a dieta para a frente.

#3 sazonal
optem sempre por alimentos da estação, isto porque, para além de irem aprender a ver o que é e o que não é próprio da estação, vai sair mais barato e a comida sabe muito melhor. E isto ajuda a que a motivação continue do vosso lado, não há nada pior do que irmos comprar um fruto que não saiba a nada e comermos só porque temos de comer fruta não é? O mesmo para os vegetais e legumes...



#4 think green first!
sabemos que temos de incluir legumes e vegetais na nossa alimentação e na nossa dieta por isso porque não começarmos a planear os nossos pratos por aí? Funciona exactamente como a roupa que vamos vestir, normalmente sabemos que queremos calçar aqueles sapatos e construímos o look todo em volta deles, o mesmo funciona com a comida. Comecem por pensar num vegetal ou legume e construam uma refeição à base disso, juntando a fonte de proteína e de hidratos que melhor combina com aquele vegetal ou legume. Vão ver que acaba por se tornar divertido e mais fácil ao longo do tempo. Além do mais, vamos experimentando vários sabores e conjugações diferentes.

#5 food diary
criem um diário de comida, pesquisem em blogs de cozinha saudável, comprem livros com receitas diferentes e que vos possam atrair. Hoje em dia há imensas coisas por onde podemos pegar e registem tudo o que gostariam de experimentar e o que pode ou não resultar consoante os vossos gostos pessoais. O facto de criarem um food diary e planearem as vossas refeições vai fazer com que a ida ao supermercado seja mais fácil, assim levam as receitas convosco e já sabem do que vão e não vão precisar, evitando custos extra e tentações. 

#6 gym time!
sim, emagrecer ser ir ao ginásio torna a coisa mais complicada. Para além de nos fazer bem ao corpo e à mente, assim que comecei a ir ao ginásio e a fazer tanto cardio como treino de máquinas e mais localizado comecei a perceber o tempo e o quanto me custava a perder um número determinado de calorias. Isto pode ajudar-vos a deixarem de consumir certos alimentos prejudiciais e que antes ingeriam em grandes quantidades. Para além do exercício físico nos ajudar a emagrecer, vai ajudar-vos a perceber o que não devem comer. 

#7 together it's better
certamente têm uma amiga, um namorado, um irmão, uma mãe ou um pai que precise também de perder peso ou de adoptar um estilo de vida mais saudável. Puxem por eles, criem um grupo de that's app e vão partilhando as vossas refeições, os vossos treinos diários e encontrem-se ao fim-de-semana para uma caminhada à beira rio, pela serra, uma volta de bicicleta. Optem por adoptar um estilo diferente, em vez dos típicos almoços que duram horas, porque não pegar na família e irem andar de bicicleta e depois acabarem num brunch bem saudável à beira-mar? Óptimas sugestões para mudarem e ganharem novos hábitos em família ou com os amigos. 

#8 os substitutos
as massas, o pão, o arroz, as pizzas, os hamburgueres e todas essas coisas deliciosas vão ter de ser comidas com moderação, mas como é que podemos resistir? Pode tornar-se muito difícil, no entanto é bem mais fácil do que parece. Há os chamados "substitutos" que enganam o estômago, por exemplo no caso do arroz podem usar couve-flor (aqui), no caso da massa podem usar os zoodles (aqui), no caso dos hamburgueres podem optar por hamburgueres de carnes magras feitas em casa e o "pão" usarem um cogumelo portobello  e no caso das pizzas, porque não optar por uma base de couve-flor? Há muitos substitutos que são igualmente deliciosos e que não vão dar por eles. Claro que podem comer tudo isto, com moderação, mas se optarmos por opções mais saudáveis, melhor ainda. Ficamos felizes e não "fizemos asneira".


São 8 dicas que são fundamentais e que podem ser muito úteis. Agora não há desculpas, vamos pô-las em prática?



... de alguém que sofre de SGN.

O que é a SGN? Pois é a Síndrome da Gula Nocturna. Sou uma pessoa que tem uma alimentação equilibrada como sabem, faço os meus disparates de vez em quando como toda a gente (até porque se não for assim como é que conseguimos ser realmente felizes?!), mas quando chega a meia noite, mesmo apesar de estar satisfeita do jantar e sem fome, tenho sempre aquela vontade de petiscar qualquer coisa, mesmo por gula... daí o nome da Síndrome da Gula Nocturna.

Pois bem, estive a petiscar o assunto.. ai desculpem! Pesquisar! Estive a pesquisar o assunto e pelos vistos existe mesmo uma Síndrome da Fome Nocturna - pelo menos aqui em casa somos dois: eu e o meu pai que sofremos do mesmo mal. O que é certo que acabo sempre por comer coisas saudáveis, também não ataco logo doces, mas a verdade é que a vontade de petiscar é muita e é uma coisa incontrolável, acaba por se tornar mesmo num vício. Alguém mais sofre deste síndrome? Já li que "tem cura" e por isso mesmo deixo aqui algumas dicas para pôr em prática precisamente para tentar remediar este meu ataque de meia-noite ao frigorifico.

deitar cedo
Nos dias de hoje é uma piada, temos 1 milhão de coisas para fazer e os dias não esticam, mas vá, vamos fazer um esforço até porque só nos faz bem dormirmos pelo menos 8 horas por dia. Se nos deitarmos cedo, a probabilidade desta gula de meia-noite aparecer é mais baixa... digo eu! 


dizer adeus às tentações
... e ter apenas coisas saudáveis no frigorifico. Esta é fácil, pelo menos para mim! O problema é que acabo sempre por atacar a fruta, ou não fosse eu uma viciada em fruta! Mas bem, se tivermos coisas saudáveis em casa, e não conseguirmos resistir, a asneira vai ser mais pequena não é? Fruta, iogurtes, vegetais, fiambre, gelatinas etc. 

evitar alimentos com elevado índice glicémico
... a partir das 18h mais ao menos, pois aumentam a fome ou vontade de petiscar. Mas que alimentos são estes então? Ora bem, são precisamente os alimentos que digerimos rápido como aqueles que não possuem tantas fibras. O nosso corpo transforma-os facilmente em açucares que se acumulam no nosso corpo e que podem gerar gordurinhas indesejadas. Este tipo de alimentos aumentam a insulina, o que faz com que se depositem facilmente na forma de gordura. 

Para quem não sabe, o índice glicémico mede a capacidade que os carbohidratos têm de aumentar o açúcar no sangue. Além do mais, a forma como os alimentos são preparados também têm influencia, quanto mais processados forem (amassados, cozinhados, triturados etc.) mais fibra perdem e consequentemente o seu índice glicémico será maior tendo em conta o alimento original. Encontrei um post que explica na perfeição esta história toda do Indice Glicémico e que nos pode ajudar a perceber um pouco melhor esta questão e que nos fala dos alimentos que podemos e devemos evitar a partir das 18h da tarde. 

evitar a cafeína...
ora aqui está provavelmente o meu problema, tenho bebido imenso chá verde que por sua vez contém elevados valores de cafeína. A cafeína aumenta a ansiedade e por sua vez a gula, o que faz com que o ataque de meia-noite seja mais provável, certo? E quem diz chá verde, diz qualquer outro alimento ou produto que contenha cafeína - café, bebidas energéticas etc.

mais água
às vezes nada como enganar o estômago para afastar a gula. No meu caso já bebo imensa água, acho que não vai ajudar, mas ajuda a afastar a sensação de fome durante o dia, foi uma das dicas que o meu nutricionista me deu logo na minha primeira consulta. Portanto já sabem, às vezes nada como um ou dois copos de água para evitarmos a gula de meia-noite.

escovar os dentes
Pode parecer estranho mas resulta comigo, principalmente depois do almoço que é quando me dá a vontade de comer fruta. E como ando a ingerir fruta fora das refeições ajuda muito, principalmente porque o sabor da pasta de dentes fica na boca depois de a escovarmos e não temos vontade de comer nada a seguir, precisamente por não sentirmos tão bem o sabor dos alimentos. 

mais desporto, menos preguiça
e o fim-de-semana passado foi exemplo disso para mim. Foi o fim-de-semana todo cheio de actividades, o exercício físico ajuda-nos a dormir melhor, ficamos mais cansadas e afastamos se quer a possibilidade de levantarmos o rabo da cama e irmos até à cozinha petiscar. Sem desculpas, além do mais sabemos que nos faz lindamente, só estamos a ser preguiçosas e com a quantidade de oferta de modalidades, de aulas e de ginásios que há hoje em dia, é mesmo pura preguiça. Dou-vos a sugestão do Holmes Place que tem sempre imensas aulas diferentes, divertidas e que motivam bastante, precisamente para pormos em pratica uma das resoluções de ano novo que tem sido adiada, não é meninas? Váááá...

distracções
... ler um livro, ver um filme, ver uma série. Não pensar na gula nem na vontade de petiscar, tentarmos distrairmo-nos, bebermos um ou dois copos de água e pensarmos que isto é psicológico. Ao fim de uns minutos já não nos lembramos. Aliás, temos de pensar na nossa meta e nos nossos objectivos e se queremos emagrecer, petiscar à noite pode ser uma barreira. 

__
ph. The Coveteur








... é o novo juicing

A verdade é que o pequeno-almoço é a refeição mais importante do nosso dia-a-dia, não só porque é a refeição que nos vai dar combustível para arrancarmos o dia, mas também porque é a primeira refeição que o nosso organismo "recebe" depois de muitas horas sem comermos e por isso, vai absorver os nutrientes e receber melhor o que lhe formos dar. Esta é a refeição ideal para nos "portarmos bem" e com isto falo de repor vitaminas, minerais, fibras e todos os nutrientes que nem sempre conseguimos incluir no resto do dia. Á semelhança da moda dos sumos verdes, a tendência é o souping, que consiste em comermos sopa ao pequeno-almoço (claro que sem batata, sopas light cheias de legumes e verduras) e claro, uma fonte de proteína para ajudar a arrancar o nosso metabolismo. 

Pode parecer estranho começar o dia a comer uma sopa, mas na verdade é uma coisa que tenho incluido na minha dieta de há uns meses para cá e a verdade é que me sinto bem melhor. O facto de começar o dia com vitaminas e minerais vindos de legumes e verduras faz com que a pele fique mais brilhante, saudável e bonita. Dou-vos ainda 6 boas razões pelas quais devem incluir sopa na vossa rotina matinal.




#1 mais económicas
se repararmos bem, e compararmos com as frutas por exemplo, os vegetais são bem mais baratos e em vez de nos dedicarmos a um sumo de verde todos os dias, porque não incluirmos uma sopa de vez em quando? Ainda por cima agora que os dias ainda estão mais frios de manhã, sabe super bem.

#2 mais práticas
especialmente se estivermos com pressa, o que acontece 99.9% das vezes, basta fazermos uma panela XL de sopa no fim-de-semana que nos dê para a semana toda e guardarmos no frigorífico. Assim de manhã é só preciso aquecer e está pronto a comer, ou mesmo para quem não tem tempo, pode sempre levar numa taça e aquecer no trabalho por exemplo

#3 light & nutritiva
os vegetais estão cheios de fibras, minerais e vitaminas de que precisamos ao longo do dia, além do mais, ao contrário da fruta não contém tantos carbohidratos ou a frutose. Apesar de que, a fruta é super importante para uma dieta equilibrada, podemos fazer uma sopa com algumas frutas, há imensas receitas de combinações deliciosas (em breve partilho). Uma sopa ao pequeno-almoço vai deixar-nos sem fome e é uma refeição bem light - especialmente para aquelas pessoas que não gostam de comer logo de manhã, pode ser uma óptima opção. Um big plus ainda porque são bem fáceis de digerir, não nos vamos sentir pesadas logo de manhã nem inchadas e os vegetais estão carregados de fibras que nos ajudam a regular o transito intestinal, e se os ingerirmos de manhã, melhor ainda. O corpo está pronto a receber todas as coisas boas vindos deles.



#4 add a little crunchy on it!
uma das coisas que senti mais falta quando comecei a adoptar uma alimentação baseada na alimentação paleo, foram os cereais. No entanto é muito fácil de adaptarmos isso e com as sopas então é bem fácil, a verdade é que podemos enganar o estômago, o que eu mais sentia falta era de algo crocante e podemos perfeitamente adicionar uma colher de amêndoas laminadas na sopa, nozes ou outro fruto seco que seja rico em gorduras boas. Fica absolutamente delicioso.

#5 souping & super alimentos
outro big plus para a sopa, podemos, e devemos adicionar superalimentos à sopa. Um dos conselhos que o meu nutricionista me deu foi para acrescentar uma colher de sopa de sementes de cânhamo na sopa, são ricas em proteínas e ajudam a acelerar o metabolismo, além do mais o granulado destas sementes dá uma textura óptima à sopa. Para quem tem trânsito intestinal, as sementes de linhaça moída também podem ser adicionadas à sopa, spirulina para quem precisar de proteínas extra, entre muitas outras opções.

#6 detoxing
é uma óptima maneira de desintoxicarmos o nosso organismo, devido a todas as verduras, legumes e vegetais que contém. Além do mais, todos sabemos que comer sopa é super benéfico, porque não começar por comer de manhã? É quando o organismo vai absorver todos os nutrientes, e queremos que só absorva coisas boas, não é?

Experimentem incluir sopa na vossa rotina, se quiserem experimentem só durante 3 ou 4 dias comer sopa de manhã e vejam as diferenças no vosso organismo, na vossa pele e no vosso bem-estar. Se pensarem bem, faz todo o sentido e são só benefícios.

__
ph. GreenKitchenStories

Uma das coisas que mais gosto de fazer é ir ao cinema. Hoje é quinta-feira, dia de estreias nas salas de cinema e há uma série de filmes que quero muito ver, a maior parte deles estreiam hoje e pode ser um bom plano para o dia dos namorados - até porque grande parte deles são precisamente pensados nesta data especial. 

"A woman's lingerie says a lot about her"

E é tão verdade! É certo que todas nós temos complexos com o nosso corpo, gostávamos de ter o corpo de uma modelo da Victoria's Secret por exemplo ou daquela musa inspiradora que todas nós temos. Na verdade nem sempre é possível e até mesmo essas mesmas inspirações e musas, têm os seus complexos. Nunca estamos contentes com o que temos e isso afecta a nossa confiança, mas na verdade há pequenas coisas que podemos fazer para aumentar a nossa auto-estima e reduzir esses mesmos complexos. 

Tudo começa com a lingerie, até porque esta citação não foi escolhida ao acaso. Se andarmos sempre com lingerie básica e aborrecida, afecta na verdade aquilo que sentimos em relação ao nosso corpo. Podemos sempre optar por um soutien push up, ou soutien redutor no caso das mulheres com mais peito e no que toca a partes de baixo, optar por conjuntos sem costuras para não marcar algumas imperfeições. Hoje em dia são imensas as possibilidades e cada vez mais temos ao nosso dispor soluções para os nossos "problemas". 

Experimentem dar um up na vossa gaveta da roupa interior, certamente é algo que nem sempre sofre uma reviravolta e que merece, quase tanto quanto o closet. Invistam em peças mais sensuais, com rendas, em conjuntos de soutien e cuecas, em roupa de dormir. Experimentem vários cortes e vários formatos tanto de partes de baixo como de partes de cima e encontrem aquele que vos deixa mais confiantes. A partir daí já sabem que será essa a vossa "lingerie da auto-estima". Ah! E não deixem de usar no dia-a-dia, vão ver que faz toda a diferença e que se vão sentir mais confiantes.

Aceitam o desafio? 




É a minha refeição favorita do dia e sem dúvida que uma coisa que eu adoro é procurar receitas e experimentar combinações novas, principalmente quando passo a vida no pinterest a reunir algumas das ideias mais deliciosas e originais para as minhas refeições. Hoje trago-vos 10 sugestões para pequenos-almoços saudáveis, variados e cheios de vitaminas e minerais que precisamos logo de manhã. 

Pelo menos uma fonte de proteínas, uma de hidratos de carbono e uma de gorduras "boas" são sem dúvida as três coisas obrigatórias que devemos incluir num bom pequeno-almoço e porquê? Porque são fundamentais para arrancarmos o nosso organismo e começarmos o dia. Vamos espreitar as 12 sugestões? 



Sempre que chega o fim-de-semana é quando eu e o Manel fazemos alguns planos com mais calma e temos mais tempo para estarmos um com o outro, e normalmente, acabamos sempre por ir ao sushi num desses dias. Esta semana foi diferente, na sexta-feira à noite decidi surpreendê-lo com o Las Ficheras e no sábado foi a vez dele escolher e irmos experimentar o Moules&Gin. Foram dois sítios de que gostámos bastante, pelo ambiente e pela comida claro.

... voltamos à vida real! 

Hora da desintoxicação dos fritos, dos molhos, das gorduras e dos açúcares. É certo que sabe sempre bem e parece que nestes dias ficámos super indisciplinadas e só nos apetece é comer chocolates, doces e outras coisas para matar a gula. Por aqui já voltei à vida real, ao meu plano de alimentação à base de frutas, legumes, vegetais, carnes magras e super alimentos. 

... um desafio que nos vai fazer tão bem! 

Vivemos o ano todo atarefados, de um lado para o outro e parece que às vezes nos esquecemos de nós, de sermos felizes e de darmos valor às coisas simples da vida. Para 2016, o desafio é muito simples: um memory jar. 

E o que é um memory jar? Pois bem é um jarro onde todos os dias vamos colocando um papelinho com algo que nos aconteceu de bom nesse dia ou com memórias, histórias engraçadas. Qualquer coisa que seja positiva nesse dia e que o tenha marcado - mesmo as coisas mais simples. Daqui a um ano, a ideia é abrir o jarro e ler estas memórias, relembrarmos o ano que passou e recordarmos estas memórias tão boas. Arranjem papelinhos divertidos, coloridos e enrolem-no em pequenos rolinhos e coloquem dentro do jarro ou do pote. É super simples de fazer!

Se mantivermos esta tradição todos os anos, vamos ter muitas histórias para contar e para relembrar, certamente! Façam-no sozinhas, com uma amiga, o namorado, os pais, primos... vale tudo! O que interessa é escrever coisas boas, pensamentos positivos, músicas, coisas que nos façam bem! Alinham? Começa hoje, let's go!

Ao que parece as temperaturas vão baixar e vamos entrar mesmo no Inverno, oficialmente! E com o inverno vem a chuva, vento forte e frio onde só nos apetece mesmo é ficar em casa, com roupa confortável, a beber chá a ver as nossas séries favoritas e a ler revistas. E, a pensar nisso mesmo, montei um novo cantinho dedicado exclusivamente a este programa mais relax. A convite da KASA, escolhi alguns dos meus produtos favoritos do novo catálogo e trouxe para casa, para montar um cantinho dedicado ao descanso, para leitura, chá e muito conforto acima de tudo. 

Lisboa está cheia de spots novos e de lugares escondidos para descobrirmos, cada vez mais vemos o espirito empreendedor dos portugueses e de estrangeiros que decidem apostar na restauração em Portugal. A tendência é a de, finalmente, virarmo-nos para a comida saudável, restaurantes vegetarianos, restaurantes com comida biológica ou apostas numa alimentação sem glúten e alimentos processados. Para hoje reuni alguns dos spots mais saudáveis do momento e que valem a pena a visita, especialmente para quem é fã de comida vegetariana ou de comida saudável. 

Foi no típico e agitado bairro parisiense de Paris que a Chanel abriu a sua primeira boutique exclusivamente dedicada à beauté. A boutique abriu no número 40 da Rue des Francs-Bourgeois no Marais e aqui podemos encontrar todo o universo de beleza da maison Chanel. Uma rua muito típica de Paris e onde moram outras boutiques de outras grandes marcas que tão bem conhecemos: Michael Kors, Maje, Pandora, Ted Baker entre muitas outras. 

Agora que o frio está para ficar, a tendência que temos é a de ficarmos em casa enrolados na manta, a ver filmes ou a devorar chocolates e bolachas. No entanto, hoje trago-vos algumas sugestões daqueles que são os melhores spots de inverno, uma desculpa perfeita para irmos lanchar, tomar o pequeno-almoço ou reunir alguns amigos para um café. 

Bolos artesanais, chocolates e doces com a assinatura Prada e a mestria de Marchesi. Sim, agora é possível! 

... pois é leram bem! Depois do Martini Bistro de Dolce&Gabbana, do Polo Bar de Ralph Lauren e do Gucci Café da Gucci, chegou a vez da Prada se aventurar pelo ramo da restauração, com a pastelaria Marchesi.  

Desde que vi no livro da Deliciously Ella que fiquei super fã, os zoodles têm sido uma das minhas refeições mais frequentes precisamente por serem algo super versátil e por permitirem uma infinidade de combinações. Mas afinal, o que são os zoodles? Pois bem são noodles ou "massa"de courgette e para conseguirem este efeito de espaguete basta comprarem um espiralizador à venda em locais como o El Corte Ingles por exemplo. 

Já tinha falado várias vezes nesta minha refeição, mas hoje decidi mostrar-vos o passo-a-passo de como podem fazer os vossos zoodles em casa. Super simples, rápido e muito saudável. Tudo isto começou num dia em que me apetecia massa, mas estava com desejos daqueles quase impossíveis de combater, no entanto apetecia-me experimentar algo novo e lembrei-me de ter visto esta receita na Deliciously Ella pelo que meti mãos à obra e dei início aquela que se tornou na minha obsessão saudável mais recente.  



...e não me arrependo um único dia! 


Há 5 anos tomei a decisão mais difícil de sempre: mudar de vida. Mudei por mim, pela minha saúde, pela minha auto-estima e pelo meu bem estar. Escolhi ser saudável, escolhi dar um novo rumo à minha vida, deixar de lado os pessimismos, a desmotivação e os meus defeitos e abraçar a saúde, a alimentação saudável e o exercício físico. Não sou viciada em exercício, sou viciada nas coisas que me fazem bem e um bom chocolate também entra! Entra também a sensação de liberdade que a corrida nos trás, correr sem destino até me superar. 



Bem já não consigo esconder o meu vício por sushi, por comida japonesa e por tudo o que seja alimentação deste género. Já vos falei aqui várias vezes de vários sítios onde podem comer bom sushi. No entanto há coisas que devemos saber para quem quer experimentar ou para quem quer comer sushi de boa qualidade: a primeira é que temos de pagar bem para comer bem, temos vários lugares onde vamos comer provavelmente as melhores peças de sushi, tais como a Confraria e o Sushic. Aqui comem sem dúvida o melhor sushi, destaco o carpaccio da ConfrariaLX e o Sushi Fit do Sushic - das melhores coisinhas deste mundo.


Vá, vamos encarar a realidade... há quanto tempo não vamos ao ginásio? Quando é que foi a última vez que fizemos exercício físico? Este verão confesso que me desleixei no que toca a este assunto, como tive um entorse no início do verão acabei por não voltar mais aos treinos, mas agora que voltamos a estabelecer objectivos e entramos no mês de Setembro, chegou a hora de cuidarmos de nós.


Falemos de coisas deliciosas e por delicioso quero obviamente falar em sushi. Ontem foi dia de experimentar um restaurante de sushi diferente, já há algum tempo que estava muito curiosa com o Sushima, no Chiado e aproveitámos a noite de sexta-feira para irmos experimentar o menu de degustação. Foi graças ao sushi de fusão que o Manel aprendeu a gostar de sushi e agora é o melhor companheiro para as sextas à noite, lá o consegui arrancar da faculdade e dos exames para ir descontrair um bocadinho e irmos experimentar um restaurante novo e diferente. 

Em modo picnic, é esta a sugestão para este fim-de-semana! Daquilo que vi, amanhã pelo menos o sol vai brilhar um pouco por todo o país e esta é a sugestão, juntar a família e os amigos e aproveitar ao máximo para estarem todos juntos, porque não fazer um picnic? Quando era pequena fazíamos sempre imensos, principalmente nesta altura do ano reunimo-nos todos, com amigos e alguns familiares, cada um levava uma coisa e acabava por ser muito divertido.

Blogger Template Created by pipdig