Muito mais do que estarmos em forma para o verão, querermos emagrecer ou entrarmos naquele biquini que sempre desejámos, há algo que é muito mais valioso que tudo isto: ser saudável. Quem me conhece e me segue desde o inicio sabe que perdi 25kg e que a verdade é que muito mais do que "fazer dieta", é sim introduzir um estilo de vida completamente diferente. Neste sentido e para quem procura ser mais saudável, seleccionei as 5 dicas que podem ajudar para quem está a começar. 


planeamento
sem dúvida que esta é uma das palavras-chave para que tudo funcione. É difícil resistir a tentações, especialmente se estamos em períodos de stress e passamos a vida a querer ir almoçar fora, jantar fora todos os dias ou estamos constantemente com cravings - quem nunca? O segredo aqui está no planeamento e saber organizar a semana e com isto quero dizer: marmitas! Sim, preparar as refeições é meio caminho andado que não fujamos ao nosso plano. Costumo preparar sempre as minhas refeições para a semana ao fim do dia de Domingo, normalmente cozinho sempre vários alimentos e guardo em caixas de vidro e durante a semana é só "montar" o que quero levar no dia. 

Quick wins: ovos cozidos, peitos de frango cozidos desfiados, vegetais salteados, arroz de couve flor ou cenoura no forno. São os mais comuns e o que costumo fazer mais vezes e acabam sempre por resultar em vários pratos diferentes para a semana.

Outra dica para quem não tem tanto tempo para organizar a semana, conheci recentemente a WTFIT que é uma marca que entrega refeições caseiras prontas para uma semana e que são a salvação, principalmente para aquelas semanas que andamos a mil ou para as semanas que se seguem a fins-de-semana fora (como é o caso desta minha semana). Se quiserem experimentar, usem o código JU10 para terem 10% de desconto. As opções são muitas e são deliciosas! 



shop local 
há cada vez mais mercados locais a ganhar vida, seja o do Principe Real com o mercado biológico ao fim-de-semana, seja o mercado mais próximo da nossa zona. O plano de sábado de manha passa sempre por espreitar o mercado para fazer algumas compras - normalmente fruta, vegetais e peixe. Começámos a consumir cada vez mais produtos locais e sem dúvida que a nível de sabor e de qualidade, é completamente diferente. 

pesquisar, pesquisar e pesquisar
Sem dúvida que uma das coisas que senti na altura que entrei neste processo de mudança de estilo de vida foi que pesquisava muito sobre o assunto e acabei por me interessar tanto pela área da nutrição que é algo que acabo por ler um pouco todos os dias. Vários temas, várias teorias, sobre vários alimentos e como posso incluir na minha alimentação. Sem dúvida que ao pesquisarmos sobre o tema, aprendermos a ler os rótulos e a ver os "ingredientes escondidos" fazem com que comecemos a fazer umas escolhas em detrimento de outras e deixamos de ter a duvida de "será que isto faz bem?". 

Uma dica que dou sempre, é procurarem uma nutricionista. Vai ajudar-vos a desvendar muita coisa, muito mais do que um plano para emagrecer ou engordar, o nutricionista ajuda-vos a saber fazer escolhas e a serem mais saudáveis. Para quem procura uma boa nutricionista, sem dúvida a minha querida Lillian Barros.


consistência
Dizem que criar um novo hábito demora cerca de 28 dias a ser "enraizado" e tomado como uma nova rotina e por isso a consistência é algo muito importante e que devemos seguir, não só na alimentação, mas também no exercício físico. Se há coisa que mais me ajudou em todo o processo e que me ajuda a manter o foco é o ginásio, sabemos que temos este compromisso para connosco e que nos faz bem. Além do mais, as aulas em grupo são sempre uma motivação extra - têm de experimentar a aula de AirFit por exemplo! Super divertida!

Para quem procura resultados mais imediatos, aconselho sempre a que consultem um PT para vos traçar o melhor treino para que os resultados sejam exactamente aquilo que procuramos e isso vai ajudar a manter a motivação para continuarmos nesta jornada de sermos mais saudáveis. Este mês o Holmes Place está com uma promoção em que oferecem o mês de Maio com 2 sessões de PT, 1 massagem e 1 aconselhamento alimentar. 



calendário
Ajuda muito! Foi um método que costumo usar principalmente para conseguir visualizar semanalmente e mensalmente o plano da dieta. No fundo é um calendário que colo no frigorifico e onde marco com um certo ou errado os dias em que segui tudo a risca e os dias de deslize. Desta forma conseguimos visualizar quando é que precisamos de compensar mais para equilibrar a nossa dieta e não cairmos no erro de estarmos sempre em "dias da asneira". 




Acho que nunca se falou tanto num estilo de vida saudável como hoje em dia, desde a alimentação, ao exercício físico e aos hábitos de consumo. E ainda bem! Para quem me segue desde o início sabe que passei por um processo de mudança de estilo de vida radical mudando completamente os meus hábitos alimentares e o meu estilo de vida que com ajuda de um nutricionista, alimentação certa e exercício físico, fez com que conseguisse eliminar quase 25kg. Mas muito mais do que os kg, eliminei um estilo de vida que me fazia mal e prejudicava a minha saúde – fast food a toda a hora, refrigerantes, açúcares, emotional eating etc.





Sobre esse processo, já falei várias vezes aqui. O que me traz hoje a escrever sobre o tema vem como consequência da reportagem que a SIC transmitiu sobre a alimentação vegetariana e com a qual me identifico muito. Estes últimos anos tenho vindo a deixar por completo a carne, passando a comer apenas peixe e no último mês tenho feito uma alimentação praticamente vegetariana, sendo o objectivo será sim tornar-me vegetariana a longo prazo. Isto não só por uma questão de “dietas” ou modas, mas sim por ser o tipo de alimentação com a qual me identifico cada vez mais. Quando iniciei o processo de mudança de estilo de vida cortei por completo as carnes vermelhas, o que faz com que não coma carne vermelha há quase 10 anos. No meu caso, esta mudança deveu-se ao facto do meu organismo não conseguir digerir este tipo de carnes e por isso, cortei por completo. Com o passar do tempo, comecei a explorar algumas receitas 100% vegetarianas e agora posso dizer-vos que a minha alimentação é 90% baseada em fruta, vegetais, legumes e ovos. Os outros 10% incluem peixe ou muito raramente, carnes brancas.  Comecei a perceber que havia certos alimentos que o meu organismo não conseguia digerir ou responder tão bem e com a ajuda de uma nutricionista fui cortando aos poucos e substituindo por outro tipo de alimentos com os mesmos nutrientes.




Não quero com isto dizer que sou apologista de uma dieta vegetariana ou que devemos todos seguir o mesmo, até porque cada organismo é único e cada corpo tem necessidades diferentes. Aliás, é importante encontrar o equilibrio, tal como menciono aqui. No entanto, queria deixar-vos o meu testemunho de alguém que era a “louca dos bifes com batatas fritas, da fast food e dos refrigerantes” e que ao longo deste tempo aprendeu a ouvir o seu corpo e hoje em dia não sinto falta de nada disso. Aprendi a ouvir os sinais que o meu corpo me ia dando, perceber o que me fazia mal e a tentar encontrar soluções e outras alternativas e hoje em dia temos tantas igualmente deliciosas. E confesso que tem sido um desafio super giro, procurar alternativas, testar novas combinações e estar mais atenta a rótulos e pesquisar mais sobre os alimentos.

Tenho partilhado algumas das minhas receitas no instagram stories e têm-me pedido bastante para partilhar mais opções e por isso vou passar a partilhar algumas das receitas que vou inventando e testando para que possam também começar a experimentar opções vegetarianas na vossa alimentação.

__
ph via the coveteur

Vocês já me conhecem e sabem que passei por um longo período de perda de peso e, numa fase inicial, obviamente que tive de cortar e eliminar muitas coisas da minha alimentação. Mas e agora? Depois dessa perda de peso? Vamos eliminar de vez? Nunca mais voltaste a comer ou beber coisas que realmente gostas? Claro que sim! Na verdade lembro-me que na minha primeira consulta com o meu nutricionista a primeira pergunta que ele fez foi "o que foi o teu almoço?" e eu um pouco a medo respondi "pizza! Eu sei, eu sei que foi errado mas foi para a despedida" e ele "qual despedida? Não vais deixar de comer o que gostas, vais aprender a comer de outra maneira". A perda de peso é muito mais do que um "estou de dieta" é o voltar a reeducar-nos e a sabermos comer, sabermos o que podemos comer, quando, em que quantidades e com que frequência. A dica que ele me deu foi reduzir a frequência e optar por ingredientes mais verdes, com legumes e que não adicionem ainda mais calorias e gorduras extra. Se possível optar por pizzas com massa integral por exemplo. 




E hoje em dia voltei a reeducar-me dessa forma. Vamos crescendo e tendo outra liberdade, especialmente no secundário e na faculdade parece que comemos o que queremos sem ter de pedir autorização a ninguém e foi um pouco por aí que acabei por começar a ter uma alimentação menos equilibrada. 


Tudo o que é excessivo faz mal. Por isso, o truque é saber comer, saber fazer escolhas e aprender como é que as devemos fazer. É preciso encontrarmos um equilíbrio e não nos vamos privar de comer o que gostamos, podemos comer um pouco de tudo, é preciso é saber escolher. A perda de peso é muito mais do que um "estou de dieta" é o voltar a reeducar-nos e a sabermos comer, sabermos o que podemos comer, quando, em que quantidades e com que frequência. Depois disso, depois de aprendermos, já podemos fazer outras escolhas.

__
ph via hoot suite blog
Já há algum tempo que andava para experimentar esta receita e hoje acabei por me estrear. Partilhei no instagram stories e surgiram imensas perguntas sobre esta receita, como se faz e como a temperei. Por isso mesmo partilho convosco esta receita, super fácil, rápida e sobretudo, deliciosa!



ingredientes
1 couve flor 
paprika
sal grosso
alho em pó
azeite 
pimenta 

let's do this
1. começar por pré-aquecer o forno a 180ºC
2. de seguida, lavar a couve flor e cortar em "bifes" 
3. numa taça colocar a couve flor e juntar os temperos. misturamos tudo muito bem para que toda a couve flor ganhe o sabor da mistura de tempero
4. forrar um tabuleiro do forno com papel vegetal e colocar a couve-flor durante 30 a 45 min até ficar dourado.


Depois disto está pronto a comer! Pode servir de acompanhamento, de entrada ou de complemento para uma salada quente de inverno! Fica absolutamente delicioso e é uma opção bem saudável e diferente do que estamos habituadas a comer no dia-a-dia. 

Um dos meus objectivos para 2019 era incluir mais refeições "plant based" e mais verdes ao longo do dia - começar com um sumo verde, tentar fazer algumas refeições exclusivamente vegetarianas etc. Apesar de ter passado por todo o processo de perda de peso que já partilhei aqui várias vezes, deixamos de viver em "modo dieta" e passamos sim a viver um novo estilo de vida, com outro tipo de cuidados - especialmente com a alimentação e com a prática de exercício físico. 



O que é mais difícil neste novo estilo de vida? Encontrarmos receitas diferentes e variadas! No meu caso gosto muito de cozinhar e de experimentar receitas diferentes, acabo sempre por "inventar" um pouco e hoje venho partilhar convosco uma salada bem nutritiva - rica em fibra, proteína e que é ideal para levarmos para o trabalho ou para quando queremos "desenrascar" um almoço rápido e saudável em casa. 




Neste caso não é uma salada plant based, pois temos o miolo de camarão à mistura, no entanto, para quem é vegetariano pode retirar o camarão que fica igualmente deliciosa - na verdade esta semana acabei por comê-la totalmente só com vegetais. É uma salada super fácil e rápida de fazer e que acaba por render várias porções - ideal para fazer durante o fim-de-semana e guardarmos em pequenas porções para o resto da semana (fica a dica!!) 

ingredientes
miolo de camarão
abacate 
mistura de alfaces 
alho francês
brócolos 
romã
amêndoa laminada 
aipo
azeite
sal 
pimenta


how to 
1. começo por saltear os brócolos e o alho francês com um pouco de azeite, sal e pimenta
2. junto o miolo de camarão previamente descongelado até ficar rosado e deixo arrefecer
3. num prato coloco a mistura de alfaces - gosto de comprar as já embaladas que são super saudáveis e práticas. Junto ainda os espinafres e o abacate, a romã e a mistura de brócolos, alho francês e camarão. No final tempero com um pouco de pimenta, azeite e vinagre e coloca um pouco de amêndoa laminada


Normalmente faço sempre uma boa quantidade de vegetais salteados para dar para o resto da semana e vou acrescentando o resto dos ingredientes - alface, espinafres, as vezes junto abobora, cenoura cozida, ovo etc. Acaba por ser algo mesmo muito prático! 
... depois das festas! Hora da desintoxicaçãodos fritos, dos molhos, das gorduras e dos açúcares. É certo que sabe sempre bem e parece que nestes dias ficámos super indisciplinadas e só nos apetece é comer chocolates, doces e outras coisas para matar a gula. Por aqui já voltei à vida real, ao meu plano de alimentação à base de frutas, legumes, vegetais, carnes magras e super alimentos. 
 
green-kitchen-stories-veggie-bowl.jpg
 
Mas como é que conseguimos voltar a ser disciplinadas? Ou como é que vamos começar a sê-lo? Pois bem, hoje dou-vos 6 dicas de como podemos ser saudáveis ou voltar a sê-lo.Parece que nos esquecemos não é? 
 
 
ELIMINAR TENTAÇÕES
Caixas de bombons, chocolates com menos de 70% de cacau, bolachas, caramelos e outros "restos" natalícios e festivos... têm de ser eliminados. Não digo com isto que os tenhamos de deitar fora, mas escondê-los, tirá-los do nosso alcance ou até mesmo dar os pacotes que estão por abrir. O importante é eliminar as tentações do nosso campo de visão - siiiiim, aquela prateleira dos doces vai ter de ficar vazia por uns tempos!
 
COMEÇAR DO INÍCIO
Pequeno-almoço. Sim! Deixámos os dias de férias para trás e voltámos à rotina de acordar cedo, acabou-se a desculpa de acordei tarde então só vamos almoçar. Voltamos a tomar um pequeno-almoço e de preferencia saudável. O que é um pequeno-almoço saudável? Uma fonte de proteína e pelo menos uma fonte de hidratos de carbono chamados de "bons". Sugestões? Omelete de fiambre e uma peça de fruta, sopa de legumes sem batata e duas fatias de fiambre, sumo verde com um ovo cozido, iogurte com fruta, uma fatia de pão integral com abacate e queijo fresco... Há muitas opções! 
 
SNACKS SAUDÁVEIS
É muitas vezes onde ingerimos mais calorias ou cometemos as maiores asneiras, no entanto os snacks não têm de deixar de existir, apenas os devemos substituir por outras opções, aqui ficam algumas sugestões dos meus favoritos.
 
DISCIPLINAR COM AJUDA
... De aplicações! Sim! Vivemos na Era da tecnologia, ao menos que tiremos proveito disso. Hoje em dia temos um milhão de aplicações que não servem para nada, e outras tantas que até servem mas que acabamos por não usar. Chegou a hora de o fazer! Uma app de treino, uma de monitorização de calorias e outra que registe o nosso progresso são pequenas coisas que nos vão ajudar a sermos mais disciplinadas - e nada de fazer batota!
 
VOLTAR AO GYM
Deixem lá a preguiça de lado e a desculpa do frio, do vento e da chuva! Estamos a pagar ginásio e não metemos lá os pés? Nem pensar! Hora de voltar aos treinos, além do mais os PTs e os instrutores do ginásiojá vão mandar bocas quando lá voltarmos, não é? É evitar isso o quanto antes. Voltar a ganhar aquela rotina de exercício físico, faz-nos tão bem! O que custa é começar só! E se não estamos inscritos? Já está mais do que na hora de o fazermos! 
 
NOVAS LEITURAS
Tanto em blogs como livros de cozinha, são boas apostas! Optar por blogs ou livros de comida saudável ou blogs de desporto que nos motivem. Nada como experimentarmos receitas novas, vão ver que são igualmente deliciosas! Se ainda não experimentaram, não sabem o que estão a perder! Se já experimentaram e não ficaram fãs? Continuem a experimentar coisas diferentes que acham que podem resultar convosco, procurem por palavras chave de coisas que gostam "salmão; beringela; cogumelos; ovos; chocolate; côco; abacate..." 
 
Estamos juntas! Vamos lá voltar à rotina!
 
__
ph via Green Kitchen Stories
... que tens de saber! A moda de começar o dia a beber água morna com umas gotas com limão veio para ficar e se costumam seguir algumas nutricionistas e fit girlsno instagram ou no Youtube, já repararam que todas, ou quase todas elas têm um ponto em comum nas suas rotinas: água com limão. Uma das coisas que o meu nutricionista sempre me aconselhou a fazer foi beber um copo de água com limão em jejum. Mas afinal, quais os benefícios de começar o dia com este pequeno detalhe? 

LEMON.jpg
Sabemos que beber água é sem dúvida alguma um dos pontos obrigatórios ecerca de 1,5l a 2l de água por dia. Á nossa rotina podemos e devemos acrescentar um copo de água morna com sumo de meio limão ou umas gotas, desta maneira conseguimos eliminar toxinasregular o nosso metabolismoe evitar a ação negativa dos radicais livres. Contudo, podemos ir bebendo também algumas infusões ou água aromatizada com limão durante o dia.

 SABOR
O limão acaba por dar sabor à água. Se têm dificuldade em beber água durante o dia, especialmente porque são mais fãs de águas aromatizadas, acrescentar uma ou duas rodelas de limão à vossa garrafa de água pode ser uma boa opção para vos levar a beber mais água durante o dia, cumprindo assim os 1,5l a 2l de água diários recomendados.

ANTI INFLAMATÓRIO
O limão é um alimento que ajuda a diminuir a acidez do organismo e ao fim de uns tempos começamos a notar realmente diferenças. Um poderoso aliado para quem procura um anti-inflamatório do organismo natural. Não falha, testado e comprovado por mim.

SKIN BOOST
Rico em antioxidantes e em vitamina C, dois aliados perfeitos no que toca aos cuidados da pele, certo? Só aqui temos dois bons motivos para começarmos a incluir o limão na nossa rotina, e a maneira mais fácil é mesmo esta, duas rodelas de limão em 1,5l de água.

ANTI-ANSIEDADE
E um anti-depressivo. O limão tem componentes que ajudam a combater algo que todas nós temos em demasia os dias de hoje: ansiedade.  Para além disto o limão consegue dar-nos um boost de energia muito grande.

PERDA DE PESO
Last but not least, ajuda na perda de peso porque ajuda a eliminar toxinas, a eliminar retenções de líquidos e é altamente digestivo pelo que é um alimento poderoso e perfeito para quem procura perder algum peso. Devem incluir sempre na vossa rotina e de preferência limões comprados em alguns mercados ou biológicos, desta forma conseguimos tentar fugir a alguns químicos e outras substâncias que estes possam ter sido submetidos. 
Terminou a época festiva! Para trás ficam os jantares de natal, os almoços desenfreados, as noites mal dormidas e as festas de fim de ano. Janeiro chegou e damos como aberta a época detoxde tudo isto - mente, corpo e pele. No que toca à moda e à beleza, deixo para outras núpcias. 
Partilho convosco algumas dicasminhas e coisas que costumo fazer depois de um período festivo.

21209651_y9WRz.jpeg

SKINCARE TIME
Sem dúvida que a nossa pele denuncia tudo o que se passa na nossa vida: seja uma má alimentação, noites mal dormidas ou stress - a verdade é que a época das festas traz tudo isto e resulta em: olheiras, papos nos olhos, pele mais acinzentada e claro algumas borbulhas a quererem espreitar. Nestes casos nada como reforçar a nossa rotina de cuidados com a pele: seja alterar os produtos que estamos a usar - pois a pele já está mais habituada - seja fazer uma máscara de tratamento mais profundo.
No meu caso como tenho a pele mista a oleosa, são as borbulhas que normalmente me denunciam - seja por noites mal dormidas ou por stress. Neste caso costumo fazer uma máscara anti oleosidade da Kiehl’sque ajuda a secar e a dar um glowdiferente à pele. Para completar, uso o serum da Skinceuticalsrico em antioxidantes que deixa a pele como nova.

ACERTAR O RELÓGIO
Uma das coisas que mais odeio é passar o dia cheia de sono e com falta de energia - e aqui nem um café me safa! Assim que este período festivo acaba gosto sempre de acertar o meu relógio e dormir as 8h/dia para conseguir repor os níveis de energia e recuperar para começar o ano como deve ser. Não há nada pior do que estar com mau feitio e “bêbada de sono” - a minha mãe que o diga que está sempre a mandar-me dormir quando sente que estou mais rabugenta - as mães conhecem-nos tão bem! 
JacksWifeFreda_1008-2019-best-eating-habits-homepa
GREENS 
Voltamos às sopas, aos purés vegetais, aos sumos e às frutas! Até porque depois de uma época como o natal a única coisa que me apetece é comer e por isso tento sempre passar uns dias apenas a comer sopas, fruta e vegetais apenas quando tenho fome. 

LIMPEZA PROFUNDA PINCÉIS DE MAKE UP
Parecendo que não, com tanta festa, tantos eventos, almoços, jantares e festas, acabamos por não ter tanto tempo para nos dedicarmos a coisas básicas como a limpeza dos pincéis de maquilhagem. Normalmente depois de usar os pincéis, pulverizo sempre com o spray de limpeza de pincéis (há um óptimo da NYXque costumo usar), mas a limpeza com gel de limpeza próprio que devemos fazer 2xs por mês acaba por ficar de lado. Janeiro é o mês de voltar a esta rotina, esforçar-nos um pouco mais para tentar cumprir esta limpeza a fundo, até porque os pincéis de maquilhagem são das coisas que mais bactérias ganham e que aplicamos na nossa pele e que pode provocar borbulhas, vermelhidões, alergias etc. 
Um bom gel de limpeza para pincéis é o da Beauty Blender, que podem comprar aqui

HAIR DAY!
Depois de um mês cheio de secador, ferros, placas de alisar entre outros instrumentos, chegou a hora de lhe marcar uma hora de "hair spa". Quando é que foi a ultima vez que foram ao cabeleireiro sem ser para cortar ou para fazer cor? Depois da época festiva nada como fazer um tratamento de hidratação profunda no cabelo, seja ele um tratamento de brilho, um shot de hidratação ou um tratamento de reparação da fibra do cabelo - para os mais danificados e quebradiços. Algus dos melhores tratamentos para "desintoxicar" o cabelo que aconselho é o tratamento Chronologiste de Kérastase(milagroso!), ou um shot de hidratação de Redken. Se precisam de mais que uma necessidade, os tratamentos Fusiodosesão perfeitos pois podem combinar hidratação e reparação, brilho e força entre muitas outras combinações tendo em conta as necessidades do vosso cabelo, e nada melhor que o vosso cabeleireiro para vos fazer o diagnóstico e aconselhar o que é melhor para o vosso cabelo! Afinal de contas, todas as desculpas são óptimas para um great hair day, certo?



Decidir mudar, é o primeiro passo e o mais importante de todos. Mas e depois? What's next?

Tudo o resto vem por acréscimo, por que de facto tem de partir de nós, somos nós que temos de querer mudar, de lutar pelo nosso bem-estar e pela nossa saúde. No que toca aos hábitos alimentares, sabemos que nem sempre é fácil orientarmo-nos, até podemos comprar 54 livros com planos alimentares, mas a verdade é que se não formos orientados e acompanhados por um nutricionista, a probabilidade de voltarmos ao mesmo é muito grande. Sabemos que não devemos comer fritos, gorduras, doces com frequência, no entanto há muito mais para além disso e que devemos ter em conta. 

O nutricionista tem um papel muito importante, até porque é ele que vai tentar perceber o que gostamos e não gostamos de comer e vai incluir tudo isso no nosso plano. A verdade é que se torna tudo mais fácil quando continuamos a comer coisas de que gostamos, o truque está na quantidade e na frequência. Para além disto, já não é novidade por aqui que o nutricionista teve um papel muito importante na minha vida, fez com que conseguisse introduzir hábitos mais saudáveis no meu dia-a-dia e sem dúvida e o mais importante de tudo, não deixar de comer coisas de que gosto, além do mais não somos de ferro e, de vez em quando não resistimos. Na altura que decidi mudar o estilo de vida aprendi muita coisa sobre nutrição, percebi que misturas de alimentos é que posso e não posso fazer, aprendi a gerir quantidades, percebi quais os alimentos de sinal verde, amarelo e vermelho entre muitas outras coisas que acabaram por me manter motivada durante todo o processo e que faz de mim aquilo que sou hoje.


Actualmente há muitos nutricionistas e muito por onde escolher, e eu dou-vos 4 sugestões de 4 nutricionistas que aconselho

Na altura que decidi consultar um nutricionista, marquei na Clínica Europa, infelizmente o médico que me seguiu já não dá consultas lá, mas gostei muito de ser acompanhada por lá e sem dúvida que é um local que tenho aconselhado sempre e que algumas pessoas têm marcado consultas. Actualmente estou a ser seguida pelo Dr. André Matias que tem uma abordagem bem diferente e que pode ser mais radical para uma primeira abordagem, mas que é super eficaz e tem uma visão bem interessante e que tenho seguido e acompanhado ao longo dos últimos meses. Outra nutricionista que é muito querida é a Dra. Lilian Barros que, curiosamente, foi colega de faculdade do Dr.André Matias (como o mundo é pequeno!). A Lilian Barros é bem conhecida neste meio, não só pelo seu blog Santa Melancia mas também pelas suas publicações. Aconselho vivamente a que marquem uma consulta com ela, super simpática e vai sem dúvida traçar-vos um plano de acordo com os vossos gostos e estilos de vida, para que o processo se torne mais fácil.

Last but not least, não posso deixar de mencionar a Dra.Mónica do Hospital da Luz  isto porque é uma médica que conheci há uns meses quando marquei a primeira consulta de nutrição para a minha avó que decidiu mudar o estilo de vida - passou a saber comer bem, melhor e a fazer exercício físico adequado à sua idade e desde o início do ano até agora já perdeu quase 10kg! Estou super orgulhosa dela e sem dúvida que me deixa completamente babada. Keep going grandma!

Claro que a tudo isto se junta o exercício fisico que para além de ajudar na perda de peso, faz com que nos sintamos melhor e faz super bem à saúde. Começarmos a incluir exercício físico na nossa rotina é cada vez mais importante, não por uma questão de estética mas sim de saúde. E para que a motivação não se vá embora, aconselho um PT nos primeiros tempos ou que façam uma avaliação e peçam a um personal trainer para vos traçar um plano de treinos para que vejam resultados mais rápidos e eficazes. No Holmes Place por exemplo é exactamente isso que fazem assim que nos inscrevemos e nada melhor do que isso para ajudar a que nos mantenhamos focadas e motivadas nos nossos objectivos. O primeiro passo, e o mais difícil, já foi tomado por vocês: decidir mudar! 

Foi a convite da Adidas que aceitei o desafio: um fim-de-semana fit para testar o novo lançamento da marca, os novos Pureboost, os primeiros ténis desenhados e pensados por mulheres e para mulheres. E porquê esta febre com o novo modelo da Adidas? Pois bem, a ideia foi precisamente o de testarmos e comprovarmos que este novo modelo é adaptável a vários desportos e modalidades. Começámos o sábado de manhã com uma degustação de sumos detox e depois uma caminhada pela ponta da piedade e pela praia da D.Ana. 

Sim! E é delicioso! 

... Tirando as excepções quando opto pelos iogurtes sem lactose e pelo açaí. No que toca à alimentação os ovos têm sido motivo de estudo ao longo dos anos, se há uns anos atrás havia estudos que diziam que não devíamos comer ovos, hoje em dia já há estudos que vem contradizer e que vêm falar dos seus benefícios para a nossa saúde. O que é certo é que hoje em dia, a maior parte dos alimentos são todos manipulados e estão cheios de químicos, os animais stressados e cheios de antibióticos pelo que nem sempre sabemos o que estamos a comer. No que toca aos ovos por exemplo, há uns anos havia o drama das salmonelas e a verdade é que temos de ter cada vez mais cuidado com o que ingerimos.


... Dir-te-ei quem és! 

Desde Setembro de 2015 que a minha alimentação tem sofrido algumas mudanças. Cortar nos açúcares refinados, no glúten e na lactose. O primeiro passo já foi tomado há quase um ano, deixei de beber leite pois comecei a notar que sentia a barriga muito mais inchada e demorava muito tempo a fazer digestão do leite. Fiquei-me apenas pelos iogurtes, sendo que comecei a experimentar iogurtes sem lactose como os da MinusL


É a minha refeição favorita do dia e sem dúvida que uma coisa que eu adoro é procurar receitas e experimentar combinações novas, principalmente quando passo a vida no pinterest a reunir algumas das ideias mais deliciosas e originais para as minhas refeições. Hoje trago-vos 10 sugestões para pequenos-almoços saudáveis, variados e cheios de vitaminas e minerais que precisamos logo de manhã. 

Pelo menos uma fonte de proteínas, uma de hidratos de carbono e uma de gorduras "boas" são sem dúvida as três coisas obrigatórias que devemos incluir num bom pequeno-almoço e porquê? Porque são fundamentais para arrancarmos o nosso organismo e começarmos o dia. Vamos espreitar as 12 sugestões? 



Sabemos à partida, que existem uma série de coisas que nos fazem bem, o que não sabemos é que as devemos mesmo de incluir na nossa rotina. Ao longo destes últimos anos tenho-me interessado muito por esta área da alimentação saudável e da nutrição e sem dúvida, que tenho descoberto coisas maravilhosas, sendo que algumas delas fazem parte da minha rotina e as diferenças são brutais. 

Diferenças a que nível? Pele, unhas, cabelo e cintura (gordura abdominal e alguns cms a menos, sim!). E que hábitos são esses? Pois bem, cozinhar com óleo de côco, incluir mais abacate nas refeições semanais, beber duas canecas de chá verde por dia e ainda... chocolate preto (70% de cacau), sim leram bem.

CHOCOLATE 70‰ CACAU MINIMO
Achava mesmo que nunca mais ia comer chocolate todos os dias, aliás, quem diria que eu, o monstro do chocolate que não era bem chocolate (mais açúcares e manteigas do que cacau), se iria apaixonar por tabletes com 85% ou 99% de Cacau. O facto de ter cortado com açúcares refinados faz com que me permita dar ao luxo de comer uns quadrados de chocolate todos os dias, aliás, foi mesmo aconselhado pelo nutricionista desde que contenha uma percentagem mínima de 70% de cacau. Apaixonei-me pelas tabletes de chocolate da Lindt que se vende no Continente, estou viciada na versão de 99% de Cacau, juro! Nunca pensei em gostar de algo que à partida nos indica ser demasiado amargo, no entanto habituei-me e agora não quero outra coisa. 

Quais são os benefícios? Para além de termos aquela sensação maravilhosa de "estou a comer chocolate, yey!" e nos deixar mais felizes, o cacau tem imensos benefícios: protege contra doenças cardíacas, tem propriedades anti-cancerígenas, contém as gorduras saudáveis, controla o nosso açúcar no sangue, contém antioxidantes que evitam o envelhecimento precoce, melhora o nosso humor (e isto nós sabemos tão bem) e é rico em vitaminas e minerais como potássio, o cobre, magnésio e ferro protegendo assim contra doentes como anemia, pressão arterial alta etc. Querem mais motivos para comerem chocolate? O melhor de todos: ajuda a aliviar o stress! Ahah! Comam, mas comam com moderação, dois quadrados por dia e somos felizes! 

DICA de consumo: Tentem dividir esses dois quadrados diários em quatro, assim vai parecer que estão a comer mais - ihihihih, uma vez gordinha, para sempre gordinha! (pensamento de gulosa!)


COCONUT OIL
Bem o óleo de côco já não é novidade por aqui, já vos falei dos seus benefícios especialmente no que toca a hidratação da pele e às gorduras saudáveis. Para além de nos mantermos saciadas durante mais tempo, evita a nossa gula por doces, ajuda a emagrecer pois acelera o metabolismo, melhora a prisão de ventre, reduz o colesterol, ajuda a fortalecer o nosso sistema imunológico e por fim combate e previne o envelhecimento precoce. A diferença entre o óleo de côco e os óleos vegetais como o azeite por exemplo é que quando são submetidos a altas temperaturas, acabam por se deteriorar e acumular altas concentrações de gorduras no final do cozimento, o que não acontece de todo com o óleo de côco precisamente por ser resistente a altas temperaturas mantendo as suas características nutricionais.

DICA de consumo: E como é que o podem incluir na vossa alimentação? Pois bem, quando cozinharem, experimentem trocar o azeite por óleo de côco. Não se esqueçam que também é uma gordura, pelo que se estão num processo de perda de peso, têm de ter alguns cuidados com as quantidades. É óptimo ara refogar, fazer grelhados e todo o tipo de alimentos que contiver óleos ou gorduras na receita, até para fazer ovos mexidos ou uma omelete, fica delicioso. Lembrem-se de que o podem usar sim, tem imensos benefícios mas não deixa de ser uma gordura.


ABACATE
Parece que só vos venho falar mesmo é de gorduras não é? Pois bem, mas a verdade é que o nosso organismo precisa delas e podem ser nossas amigas, como o caso das gorduras contidas no abacate por exemplo. Certamente já se depararam com imensas receitas supostamente saudáveis mas onde o abacate está presente. O nosso pensamento é "como é que pode ser saudável se o abacate é altamente calórico?" Pois bem, são as chamadas gorduras boas que o abacate contém que o tornam calórico, mas que está cheio de benefícios para o nosso organismo e por isso mesmo é que o devemos de incluir mais vezes nas nossas refeições semanais. 

O acabasse está cheio de benefícios para a nossa saúde: é um óptimo amigo para a nossa visão, tem imensa vitamina E que ajuda a revitalizar a nossa pele e o cabelo, mantém o coração saudável, é um dos melhores aliados no combate ao colesterol e doenças cardiovasculares, é um alimento com imenso potássio, fibra, melhora a absorção de nutrientes e ajuda a perder peso - inibe o apetite e é anti-inflamatório. No que toca à pele, por conter vitaminas A, C e E faz com que a pele fique muito mais bonita, saudável e nutrida. Para além disto, podemos ainda fazer várias máscaras e tratamentos de beleza com abacate: pele e cabelo que precisem de hidratação e nutrição profunda, é um alimento perfeito para isso mesmo. 

DICA de consumo: Normalmente faço uma duas refeições por semana onde o incluo: uma salada de salmão fumado com abacate, trigo sarraceno e espargos verdes ou zoodles com pesto de abacate (trituram meio abacate, com sumo de limão, sal e nozes)

CHÁ VERDE
Já estamos fartas de saber os benefícios do chá verde, então porque é que não incluímos na nossa alimentação? Desde Setembro que me habituei a beber duas chávenas de chá verde por dia (uma de manhã ao pequeno-almoço e outra a seguir ao almoço) e as diferenças a nível de gordura abdominal têm sido incríveis. Chá verde puro, com gotas de limão ou gengibre ralado, vale tudo! 

O chá verde tem propriedades anti-inflamatórias e verdadeiramente detox, ajudando a eliminar toxinas. É rico em cafeína e catequinas que aceleram o metabolismo, fazendo com que o nosso organismo gaste mais energia mais rapidamente, a juntar a isto, ajuda e facilita a digestão, a regular o intestino e a combater a retenção de líquidos. É um óptimo componente para incluirmos na nossa dieta diária pois é desintoxica o organismo e facilita na perda de peso.

DICA de consumo: O chá verde deve ser bebido fora das refeições, por isso o ideal é levar um cantil com o chá verde e ir bebendo ao longo do dia, é super fácil e rápido de fazer, por isso não há desculpas! Tenho bebido o chá verde com laranja da Dammann Frères que é óptimo, costumo comprar na secção gourmet do SuperCor ou o da Kusmi Tea, perfect!



Desde que temos optado por uma alimentação mais biológica, estamos mais limitados aos alimentos da época e ultimamente tenho-me dedicado muito a experimentar coisas novas, saudáveis a pratos diferentes com alimentos diferentes. Desde que comprei o livro da Deliciously Ella que tenho experimentado imensas coisas diferentes e tenho conhecido novos alimentos, substitutos mais saudáveis e igualmente deliciosos. Esta é sem dúvida a melhor parte de todo o processo de, quando decidi perder peso, ter decidido também mudar o meu estilo de vida e ter-me tornado numa pessoa saudável, é experimentar coisas tão boas e descobrir coisas maravilhosas, misturar alimentos, combinações improváveis... acho que o gosto pela cozinha também ajuda não é? Além do mais os livros de cozinha saudável são cada vez mais cá em casa, o que torna a coisa ainda mais viciante!

... para começarmos o dia cheias de energia!

Uma das coisas de que mais gosto é do pequeno-almoço, sem dúvida que é a minha refeição favorita. Principalmente quando junto sempre fruta à mistura, não há nada melhor. Hoje trago-vos o meu green smoothie, é um smoothie que costumo fazer, super saudável, cheio de vitaminas C, potássio e fibras. Querem saber como se faz? Keep reading!

... voltamos à vida real! 

Hora da desintoxicação dos fritos, dos molhos, das gorduras e dos açúcares. É certo que sabe sempre bem e parece que nestes dias ficámos super indisciplinadas e só nos apetece é comer chocolates, doces e outras coisas para matar a gula. Por aqui já voltei à vida real, ao meu plano de alimentação à base de frutas, legumes, vegetais, carnes magras e super alimentos. 

Se o verão pede praia, o inverno pede um brunch!

Se os fins-de-semana de calor e de verão são sinónimo de praia, os fins-de-semana de inverno e de temperaturas mais baixas são sinónimo de brunch. Não há nada melhor do que  acordar tarde num sábado de manhã e desfrutar de um brunch maravilhoso. O escolhido foi o do Museu do Oriente, provavelmente um dos mais badalados da cidade e dos melhores que conheço. E porquê? Começando pela relação qualidade-preço, o preço por pessoa é de 20€ e inclui vinho tinto ou branco, uma garrafa de água de 1,5l e a mesa de buffet recheada com tudo e mais alguma coisa: desde um tradicional pequeno-almoço com pão, cereais, ovos, bolos ou croissants deliciosos a pratos quentes, frios, salgados, doces, fruta, opções para os mais pequenos, para vegetarianos entre muitas outras coisas. Para as crianças (4 aos 12 anos) o preço é de 10€.

E os últimos 3 meses têm sido a prova disso. Quem me conhece sabe que provavelmente nesta altura do ano que deixo de apanhar sol e de ir à praia etc, a minha cara estaria cheia de imperfeições, com poros bem dilatados, demasiada oleosidade na zona T, borbulhas etc. Ao longo dos últimos tempos temos adoptado uma alimentação bem mais cuidada aqui em casa e temos tido alguns cuidados extra no que toca aos alimentos que ingerimos.


The way food was meant to be!

Já há algum tempo que ando para vos falar neste novo estilo de vida baseado em "real food". Desde Setembro que a dieta do paleolítico tem despertado o meu interesse, e a culpa de tudo isto é do meu pai que se aventurou por estas andanças e pegou esta febre a todos cá em casa. Depois de fazermos análises médicas e de consultarmos vários especialistas e de pesquisarmos sobre o assunto, decidimos experimentar um estilo de vida que se baseia em legumes, vegetais, carne, peixe, marisco, leguminosas, fruta, chocolate preto, frutos secos e gorduras naturais. No fundo uma espécie de dieta do paleolítico mas adaptada aos dias de hoje: incluímos lacticínios sem lactose e alguns cereais como aveia por exemplo. 

Encontrei um programa de televisão que está a passar no 24h Kitchen que explica muito melhor esta filosofia, The Paleo Way by Pete Evans. Basicamente acaba por ser a utilização dos melhores alimentos dos nossos antepassados misturadas com as melhores coisas do século XXI. Baseia-se então numa dieta saudável sem alimentos processadas, à base de legumes e vegetais verdes e sem pesticidas, frutos secos, carnes biológicas, peixe e marisco, frutas sem adubos ou químicos e tudo isto associado sempre com desporto e com um objectivo: uma vida mais feliz e mais saudável. 

A verdade é que as diferenças são notórias e há cada vez mais adeptos deste estilo de vida precisamente por todos os benefícios que trazem ao nosso corpo e à nossa mente - sentimo-nos melhores, com mais energia, mais produtivos e mais concentrados, mais saudáveis e dormimos melhor. Por cá, o nutricionista André Matias é quem nos tem estado a acompanhar e é certo que de vez em quando lá fazemos uma asneira ou outra, até porque não somos de ferro e sabe sempre bem sair da linha de vez em quando, mas a verdade é que este estilo de vida tem-me mudado bastante e tenho gostado dos resultados. Os exames médicos comprovam tudo isto, pelo menos os nossos aqui por casa e sem dúvida que tem sido muito benéfico para a nossa saúde também. 

Posso dar-vos um exemplo, um exemplo de um alimento que consumimos todos os dias: trigo! Seja ele integral ou não, todos nós consumimos diariamente em vários momentos do dia - pão, cereais, bolos, massas... O Dr. William Davis tratou ao longo de anos milhares de doentes com diabetes elevado, colesterol altíssimo ou excesso de peso e encontrou algo comum em todos eles: uma dieta com excesso de trigo. Ao que parece duas fatias de pão de trigo aumentam os níveis de glicémia muito mais do que duas de colher de sopa de açúcar de cana e isto tudo porque o cereal que mais comemos todos os dias tem sido geneticamente modificado ao longo das últimas 5 décadas, o suficiente para que este se tornasse prejudicial à nossa saúde. 

Claro que, como todas as ciências, há várias teorias sobre este ou outro estilo de vida, até porque a nutrição de hoje em dia está muito avançada e precisamente por isso é que juntamos os melhores alimentos de outrora com os de hoje em dia. Isto tudo para vos falar em redução de peso para quem quer perder peso de forma saudável, sem passar fome e sem deixar de comer ou redução de cm que é o meu caso que até hoje já perdi 5cm só com alguns ajustes na minha alimentação. Vamos ganhar mais massa muscular, diminuir a gordura acumulada no nosso corpo: "let medicine be your food, let your food be your medicine"

O que é mais divertido nisto tudo? É que podemos comer tudo o que comemos no dia-a-dia, mas substituindo por alimentos reais: sobremesas, pastas... O século XXI e a ciência trouxe isso de bom, podermos substituir as coisas mais prejudiciais por alimentos mais saudáveis, sem deixarmos de comer o que mais gostamos. E sim, podemos incluir pão ou massas no nosso dia-a-dia, só temos de fazer uns pequenos ajustes. 

Para quem se interessar podem sempre ler mais sobre o Paleo Way aqui, optar por comprar livros como o Cérebro de Farinha de David Perlmutter ou o Sem Trigo Sem Barriga de William Davis que vos vão ajudar a perceber um pouco mais sobre este estilo de vida que se baseia em comer comida real. Podem ainda ver alguns blogs de receitas como o Deliciously Ella ou o The Healthy Foodie

Blogger Template Created by pipdig