Quando estamos no processo de perda de peso ou no processo de adopção de um estilo de vida mais saudável, há uma coisa que nos pode falhar e que sem dúvida pode ser aquilo que estraga todo o trabalho que tivemos até aqui, a motivação. Quando a motivação nos falha, como é que é? Como é que fazemos? 



...e não me arrependo um único dia! 


Há 5 anos tomei a decisão mais difícil de sempre: mudar de vida. Mudei por mim, pela minha saúde, pela minha auto-estima e pelo meu bem estar. Escolhi ser saudável, escolhi dar um novo rumo à minha vida, deixar de lado os pessimismos, a desmotivação e os meus defeitos e abraçar a saúde, a alimentação saudável e o exercício físico. Não sou viciada em exercício, sou viciada nas coisas que me fazem bem e um bom chocolate também entra! Entra também a sensação de liberdade que a corrida nos trás, correr sem destino até me superar. 



... e vão perceber porquê!

Esta semana foi uma semana em que o meu percurso sobre a minha dieta foi bastante falado e teve um destaque bem grande, algo que me deixa muito feliz precisamente por saber que consigo e que posso com isto chegar a mais pessoas e fazê-las mudar, motivar e dar algum apoio. Quando se fala em hábitos de alimentação há uma palavra que nos vem logo à cabeça: dieta. Antes de falarmos sobre isto, vamos procurar definir a palavra que faz parte do nosso dia-a-dia e se  procurarmos pela palavra dieta no dicionário encontramos as seguintes definições*:

Viajar é bom sim, conhecer novos lugares, novas culturas e novas cidades. Mas por vezes dou por mim a pensar, será que conhecemos tão bem a nossa cidade? Será que a exploramos o suficiente tal como exploramos outras cidades? Os nossos dias são sempre a correr, andamos sempre limitados à nossa própria rotina, aos nossos planos que são quase sempre os mesmos. Que tal pararmos um pouco e explorarmos lugares que nunca pensámos em explorar mesmo dentro da nossa própria cidade? 

Será que já subiram ao topo do Padrão dos Descobrimentos? Visitaram todos os palácios em Sintra? Subiram ao Castelo de S.Jorge? Passearam pelo Jardim Botânico? Visitaram a Tapada de Mafra? Sabem a história da Quinta da Regaleira ou até mesmo da Torre de Belém? Por vezes esquecemo-nos de conhecer um pouco mais o que é nosso e aproveitar ao máximo a nossa cidade. Acabamos por ir aos mesmos lugares, visitar os mesmos sítios. Ontem o plano era irmos jantar fora, mas decidimos fazer uma paragem pelo Arco da Rua Augusta, já há algum tempo que tinha curiosidade em ver o pôr-do-sol por lá e ontem, espontâneamente, decidimos meter a máquina fotográfica ao peito e subir até ao topo de um dos Arcos mais marcantes de Lisboa.

Já há algum tempo que ando para vos falar nisto, desde há cerca de um mês para cá que andamos com algumas mudanças na alimentação aqui por casa. Desde a minha viagem a Ibiza que senti que estava bem mais inchada e não percebia bem porquê, até ter pesquisado um pouco o assunto e feito algumas mudanças na rotina. Trocámos as bolachas por alguns frutos secos, sementes e flocos, começámos com novos hábitos e a experimentar outro tipo de alimentação - biológica. As frutas e as verduras é sem dúvida o mais difícil, pois nem sempre temos tempo ou podemos investir em frutas e legumes mais frescos e biológicos. Contudo, fazem toda a diferença o sabor é completamente diferente e os nutrientes estão lá todos. 


... Não sou a única que fica acordada até tarde, principalmente agora com HBO em Portugal e a chegada da Netflix vai ser caótico, perfeito para aqueles ataques de meia-noite ao frigorífico ou à despensa que acabam por se tornar fatais. No entanto, ficar muitas horas sem comer também não é bom, vai fazer com que comamos mais de manhã  tenhamos mais fome ou que o nosso organismo não consiga separar os nutrientes a reter e retenha tudo, até o que não é suposto. 

Devemos ou não comer antes de ir dormir? O que devemos comer na ceia? O que ter no frigorifico para estes ataques de meia-noite?

Pois bem, é certo que devemos comer à pouco, o corpo precisa de descanso e durante a noite não vamos queimar tantas calorias como durante o dia. Contudo há sempre qualquer coisa que podemos comer antes de dormir, sendo que o primeiro truque é eliminar tudo aquilo que nos é tentador e rechear a cozinha com coisas que podemos efectivamente comer.

# GELATINA
De preferência as gelatinas da Royal que têm 10 kcal cada e há vários sabores à venda, costumo ter sempre no frigorifico para estes ataques de meia-noite ou para misturar com lanches da tarde (com iogurte fica delicioso). O facto de ser doce vai evitar com que ataquemos outros alimentos como chocolates ou bolachas, ou pelos menos devia de ser assim. Eu sei que nada sabe melhor do que um chocolate, mas vá meninas, façamos um esforço. 

# BAGAS GOJI, NOZES ou CHIA
Atenção aos frutos e Às sementes, são bastante calóricas, mas se ingeridas com moderação acabam por nos deixar saciadas durante muito mais tempo. Aliás, um dos conselhos de muitos nutricionistas é o de ingerir duas a três nozes quando sentimos muita fome, ao ingerirmos frutos secos ricos em proteínas e gorduras chamadas de "gorduras boas" vamos enganar o organismo e saciá-lo eà hora de alvitando chegar moço e atacarmos a primeira coisa que vrimos na mesa. Já as bagas de Goji são doces e acabam por enganar um pouco o desejo por comer doces, é um dos snacks de eleição aqui por casa. 

# QUARK
Apesar de ser um queijo magro, devemos ingerir com moderação pois contém lactose. Apesar de ser altamente rico em proteínas e baixo em gorduras, a lactose - um tipo de açúcar encontrado no leite e derivados, acaba por se acumular no nosso organismo e não são eliminadas formando algumas gordurinhas indesejadas. Podemos misturar com outros alimentos como uma ou duas nozes para um snack saudável e que nos deixa saciadas durante mais tempo. 

# IOGURTE MAGRO
Segue o mesmo pensamento do que o quark, visto que é um derivado do leite e contém lactose. Apesar de existirem já opções sem lactose, acaba por ser um snack saudável. Um iogurte magro sabe bem antes de dormir, principalmente no verão. Foi um dos snacks que acabei por começar a comer e a evitar atacar a fruta, que contém frutose e não é aconselhada ser ingerida à noite. Podem juntar uma colher de Chia que contém algumas proteínas e fibras e acabam por nos dar a sensação de saciedade durante mais tempo.

Há pouco tempo comecei a perceber que estava a comer fruta em demasia, sim! Principalmente à noite o que me deixou com algumas gordurinhas acumuladas, juntamente com isto tinha o hábito terrível de comer uma mão de cereais à noite, apesar de serem integrais acabam por ser hidratos de carbono que quando ingeridos à noite acabam por não ser benéficos para quem quer emagrecer ou manter o peso. Comecei a sentir-me mais inchada devido à ingestão em excesso destes alimentos que contém frutos e glúten que nos deixam mais cheias e com gordurinhas instaladas. Agora pronto, com o regresso ao Holmes Place  e as dicas certas, já sabemos o que comer antes de dormir, toca a rechear a despensa com estas coisas boas. 

Nós mulheres passamos a vida a cobiçar a vida de outras mulheres, nunca estamos contentes com nada e isso acaba por nos afectar a auto-estima. Admitam girls, a auto-estima e o nosso ego nunca é muito alimentado por nós, estamos sempre a olhar para outras mulheres e a desvalorizar alguma coisa em nós, mas isso tem de mudar. 

O post de hoje é dedicado a todas as mulheres que precisam de um boost na auto-estima, esse boost pode ser conseguido com a mudança de algumas atitudes bem simples do dia-a-dia.


#1 BELEZA INTERIOR 
Em primeiro lugar olhem-se ao espelho, perca uns minutos a olharem para vocês, para o vosso corpo e enfrentem-no. Deparem-se com o que têm e agradeçam por serem quem são, são únicas. Não há ninguém igual a vocês, cada pessoa é especial e tem as suas particularidades e se não aceitarmos quem somos e não gostarmos de nós em primeiro lugar, nunca vamos ser felizes a 100% e vamos estar constantemente à procura da felicidade em coisas materiais que nunca nos vão completar na totalidade. 

Claro que há coisas pelas quais devemos lutar, mas a beleza interior está em primeiro lugar do que qualquer tipo de beleza exterior. Aceitar quem somos, sentirmo-nos bonitas nossa pele e estarmos confiantes e tudo isto pode ser conseguido com o facto de nos olharmos ao espelho e aceitarmos quem somos. O poder da mente é mais forte do que o pensam, de certeza que têm um cabelo lindo ou uns olhos super bonitos, um sorriso de meter inveja a qualquer uma ou um sentido de humor que muitas de nós gostaríamos de ter. Acima de tudo têm um coração maravilhoso e isso faz de vocês as pessoas mais bonitas do mundo. 



#2 BELEZA EXTERIOR
Os padrões de beleza mudaram muito ao longo dos anos, se antes as mulheres com curvas eram consideradas como o padrão de beleza, porque é que o deixou de ser? A sociedade é que dita os padrões, contudo isso está a mudar. Hoje em dia o padrão de beleza é ser saudável e sermos felizes. Não há nada neste mundo que consiga mandar abaixo uma mulher confiante do seu corpo e da sua maneira de ser. A saúde em primeiro lugar e a felicidade e por saúde falo em saber comer, termos uma boa alimentação e darmo-nos ao luxo de pequenos prazeres de vida - como um quadrado de chocolate por exemplo, um jantar com as amigas no sushi de vez em quando ou até mesmo devorar aquela taça de gelado que tanto gostamos uma vez por semana. São essas pequenas escapadas que nos deixam felizes, ou por vezes pode ser o facto de fazermos o que gostamos. Ser feliz acima de tudo é o mais importante, não abdicar das coisas que realmente nos deixam felizes e rodearmo-nos por pessoas boas para nós, evitando as pessoas tóxicas.

A saúde passar por isto, saúde física e saúde mental. Saúde física consegue-se com o exercicio que é muito importante, como sabem sentimos uma sensação de bem-estar depois de o fazermos e se o que custa é começar, lembrem-se do bem que vão sentir depois de um treino, de uma corrida ao ar livre ou de um passeio pelo parque num sábado de manhã. Inscreve-te num ginásio, vão puxar por ti e fazer com que entres na rotina. Deixa os maus hábitos, se fumas, deixa de fumar. Deixa de comer chocolates ou aquele hábito terrível de roer as unhas. Faz um esforço, por ti.



#3 TIC TAC, TIC TAC
A vida passa a correr girls, pensem na quantidade de vezes que já dissemos "bem este ano passou a correr" ou "bem amanhã já é sexta-feira, esta semana passou super rápida". Só temos 24horas por dia e cada dia é um dia diferente, façam com que cada segundo conte, tentem fazer qualquer coisa de diferente na vossa rotina todos os dias, desde mudar o pequeno-almoço, experimentar um lugar novo, ir ao ginásio de manhã em vez de ser ao final da tarde, combinar um jantar com aquela amiga a meio da semana, surpreender o namorado, ir ao cinema, teatro.. Qualquer coisa. 

Por exemplo, levantem-se mais cedo de manhã para terem tempo para vocês, tomem o pequeno-almoço com calma em casa ou experimentem tomar o pequeno-almoço fora se possível, há cada vez mais sítios em Lisboa e arredores onde isso já é possível e torna o nosso dia especial. No dia anterior tirem 20 a 30 minutos da vossa noite para organizarem a roupa para o dia seguinte, os acessórios ou a maquilhagem que vão usar. Ou até mesmo para preparem o almoço que vão levar no dia seguinte, isto vai evitar com que andem stressadas no dia seguinte de manhã e até mesmo evitar que recorram a tentações e aos perigos de ir almoçar fora. Quanto tiverem um tempinho extra e dinheiro extra, aproveitem para se mimarem, quando não tiverem esse dinheiro extra, gastem o tempo extra - numa caminhada, com uma amiga que não vêm há muito tempo, com o namorado, com os amigos ou com a família.



#4 CUIDA DE TI
A higiene pessoal e os cuidados de beleza são também muito importantes para ajudar na auto-estima e no ego. Se há coisa que eu mais gosto é de tomar um bom banho todos os dias, parar naqueles minutos para aproveitar para relaxar, apostar em bons cosméticos e produtos de higiene com cheiros que me acalmem como lavanda, côco ou flor de algodão. Incluam na vossa rotina de beleza um bom esfoliante para remover as células mortas e deixar a pele super suave e bonita. Cuidem do corpo e do rosto, com um bom creme hidratante e um gel de limpeza que remova impurezas. 

Tenham sempre convosco um kit SOS para usarem sempre que possa ser preciso, kit esse com toalhas, desodorizante, uma escova de dentes, pastilhas elásticas, uma lima de unhas, uma pinça, um mini-espelho, máscara de pestanas, lipgloss e corrector de olheiras. Nunca se sabe o que pode surgir e assim temos sempre este kit à mão - na carteira ou no carro. 

Um dos hábitos de beleza que adoptei é o de ter duas fragrâncias por estação, um pequeno luxo que pode fazer toda a diferença, um aplicamos durante o dia e o outro para aplicar à noite no pijama ou na roupa de dormir e na cama - de preferência uma fragrância mais suave. 

Uma vez por semana tira uma tarde para cuidares mais de ti, para fazeres a depilação, organizares um mini-spa em casa com cremes, óleos essenciais e fragrâncias que te deixem relaxada. Vê um filme que gostes, que te faça rir ou sonhar, faz uma sessão de manicure ou pedicure com as tuas amigas, mas acima de tudo cuida de ti. São estas pequenas coisas que aos poucos vão fazer com que te sintas melhor.




#5 ROUPA, CABELO & MAQUILHAGEM
Dá uma volta no armário e vê o que já não usas, as roupas que compraste por impulso ou as peças que estão mais velhas e largas. Ao longo dos tempos vamos acumulando coisas que nos deixaram de servir e devem ser dadas, recicladas ou deitadas fora quando já estão num estado lastimável. Experimenta as peças que tens no armário, vê com que peças te sentes mais bonita, as que te ficam melhor e as que te favorecem - se for preciso pede ajuda às tuas amigas, ao teu namorado ou à tua mãe para te darem a opinião sincera. Aprende a ver o que te fica bem e encontra o estilo onde te sentes confortável. Arranja um ou mais ícones de inspiração e constrói o teu estilo. Não precisas de ter toneladas de roupa para te sentires bem, basta teres as peças certas e esse é o trabalho mais difícil. 

Investe num bom champô e numa boa máscara de cabelo para tratares dele, não há nada como ter um cabelo bonito e uma pele bem tratada para te sentires confiante. Uma boa limpeza de pele e uma ida ao cabeleireiro de vez em quando é melhor do que aquela tarde nas compras, faz milagres! Aprende os truques da maquilhagem, é incrível o que ela consegue fazer por nós, pela nossa auto-estima. Aprende os truques mas sem ser em demasia, primeiro tens de aceitar quem és e ver o que mais gostas em ti, depois é com a maquilhagem que vais salientar e destacar ainda mais essa zona, por exemplo os olhos com sombras certas para destacar a cor dos olhos ou um batom para destacar a zona dos lábios. Depois aprendes a "retocar" as partes que gostas menos, por exemplo se não gostas do teu nariz ha técnicas de contorno que o conseguem diminuir ou esconder algumas imperfeições.



#6 POR TI E PARA TI
Acima de tudo faz tudo isto por ti e para ti, agrada-te a ti primeiro. As pessoas à tua volta vão aceitar-te como és, acima de tudo feliz. Rodeia-te de pessoas boas e positivas e afasta-te das pessoas tóxicas. Afasta-te do teu ex-namorado que só te trouxe problemas ou daquela amiga venenosa. Respira, vive um dia de cada vez! Aproveita ao máximo. Rodeia-te dos amigos verdadeiros e da tua família e mentaliza-te que só vives uma vez e passa a correr, por isso , já o grande Raul Solnado dizia "façam o favor de ser felizes", serve para T-U-D-O!




Ontem estreou o novo programa da SIC, o Peso Pesado Teen, mais um programa baseado no formato internacional Biggest Loser que tem mudado a vida de muitas pessoas. Não sou muito de falar neste tipo de coisas, mas não podia deixar de comentar este assunto. Termos excesso de peso em adultos é mau, mas pior ainda é termos excesso de peso numa altura em que não sabemos quem somos, na adolescência sonhamos com o homem das nossas vidas, sonhamos em ter um namorado que nos trate como umas verdadeiras princesas, sonhamos em vestir as melhores roupas e adoramos ir às compras com as nossas amigas. As adolescentes ditas "normais" fazem tudo isso, no entanto, posso dizer que sei perfeitamente tudo aquilo que os concorrentes estão a passar e pelo qual passaram - comer para esquecer, ser vítima de bullying, ter auto-estima negativa, perder o amor por nós mesmas... Porquê? Por causa do peso. Sei bem o que é isso tudo, sei bem pela sensação horrível que os concorrentes estão a passar.


Vá, vamos encarar a realidade... há quanto tempo não vamos ao ginásio? Quando é que foi a última vez que fizemos exercício físico? Este verão confesso que me desleixei no que toca a este assunto, como tive um entorse no início do verão acabei por não voltar mais aos treinos, mas agora que voltamos a estabelecer objectivos e entramos no mês de Setembro, chegou a hora de cuidarmos de nós.

Uma das coisas que pode ser mais difícil durante as férias é de continuarmos a ser saudáveis e a termos uma alimentação equilibrada, até porque o ginásio está longe e nem sempre conseguimos praticar exercício fisico com tanta regularidade. Principalmente nos hotéis onde temos à nossa frente bolos, crepes com chocolate, bacon frito entre muitas outras coisas que podem ser o início de um deslize. 

Já aqui disse várias vezes que não devemos viver constantemente em dieta, até porque só vivemos uma vez e há coisas demasiado boas para não aproveitarmos, uma delas é a comida. No entanto há que fazer escolhas, durante os meus 15 dias fora em Ibiza, Formentera e Menorca não foi difícil manter a alimentação saudável pois já é um hábito que foi adquirido, no entanto sei que nem sempre é assim tão fácil para todas as pessoas.

Os pequenos-almoços não eram muito diferentes dos que tenho aqui em casa, até porque se há coisa que não dispenso são os meus cereais de manhã. Para quem começa o dia com pão por exemplo, opte sempre por pão mais escuro, de mistura ou cereais que contem mais fibras e ajuda a saciar por mais tempo e a regular o intestino, evitando inchaço abdominal por exemplo. Os pequenos-almoços de hotel podem ser um caos, é certo mas há sempre opções saudáveis, por exemplo nos fiambres optem por carnes magras e brancas como fiambre re peru ou de frango em vez de fiambre de porco, e nos queijos a história é a mesma, o queijo fresco é sempre uma boa opção para começar o dia. 

Tentem incluir ainda uma peça de fruta de manhã pois nas férias nem sempre temos tempo para comer tanta fruta e faz-nos falta. Evitem muitos sumos de fruta, não se esqueçam que podem conter açúcares extra e que um copo de sumo de laranja por exemplo são mais do que duas laranjas, acabamos por ingerir calorias em excesso. Um chá de manhã para acompanhar o pão com queijo fresco ou um café por exemplo é uma óptima opção e pode ser delicioso. Definam um dia da semana para cometerem a facadinha na dieta, como por exemplo umas panquecas ao pequeno-almoço com chocolate ou com fruta para ser uma facadinha menos forte. 

Se vão passar os dias na praia e levam comida de casa ou estão a pensar em "comer qualquer coisa por lá" o melhor mesmo é passarem num supermercado e preparem vocês um lanche, optem por pão de mistura ou cereais uma vez mais, queijo fresco de barrar e uma fatia de proteína (fiambre, queijo ou salmão por exemplo). Uma sugestão é ainda levar cenoura cortada aos palitos para irem comendo ao longo do dia, sempre é uma dose de vegetais que vamos ingerindo e um iogurte liquido para o final da tarde. Outras sugestões são saladas, como salada de atum com feijão frade apenas com um fio de azeite e vinagre e que é deliciosa para o verão, facil de levar e comer na praia. Tentem sempre levar uma garrafa de água também e lembrem-se que à noite devemos comer algo mais leve para a digestão ser mais rápida e fácil. As saladas, atenção aos ingredientes e aos molhos.

Se optarem por comer no bar da praia, há opções saudáveis como bifes com salada, saladas de frango etc. Aqui tenham em atenção aos molhos, peçam sempre à parte para conseguirem dosear e controlar melhor evitando calorias extra.

Estas são algumas das dicas que vos podem ser úteis estas férias, não vamos cometer deslizes, vamos aprender a comer e comer melhor. Saber fazer escolhas e comer um bocadinho de tudo, se estão em dieta, aí sim é algo mais rigoroso, mas há sempre espaço para um gelado por exemplo (os de fruta, são os melhores)


No passado domingo foi o dia da mulher e como não podia deixar de ser, tinha de reflectir sobre algumas coisas que acontecem actualmente na sociedade. Não vou falar de desigualdades entre sexos porque fomos bombardeados sobre este assunto no fim-de-semana, ou sobre a violência doméstica, estive a reflectir um pouco sobre os padrões da sociedade dos dias de hoje, em conjunto com o manifesto que a Revista Happy lançou. 

Sentimo-nos quase obrigadas a perder peso para sermos bonitas em vez de saudáveis. Sentimo-nos na obrigação de preparar o jantar ou cuidar da casa para sermos vistas como mulheres exemplares. A sociedade dita as regras e se não as seguimos, somos “mulheres estranhas” ou demasiado modernas, nem todos os homens aceitam isso. Eu pessoalmente gosto muito e tenho todo o prazer em cozinhar ou ter tudo arrumado, mas faz parte de mim. Mas e as mulheres que não nasceram para a cozinha ou são são organizadas na sua própria desarrumação? 

Gosto de usar maquilhagem e saltos altos, mas há dias em que só me apetece calçar os meus ténis, sair com o cabelo meio desajeitado e sem maquilhagem. E faço-o porque sou feliz e não há nada melhor do que uma mulher confiante. Gosto de sonhar, sonhar bem alto e independentemente da possibilidade de realizar os meus sonhos ou não, continuo a sonhar porque são os sonhos que me movem e que me fazem levantar todos os dias da cama. E a ti o que é que te move? 

Quando perdi peso foi por uma questão de saúde e de não me sentir bem comigo mesma, não por uma questão de entrar nos padrões da sociedade. Tenho celulite, vou ao ginásio, ataco as bolachas, devoro chocolate. E daí? Sou feliz assim. Procuro um estilo de vida saudável e que ao mesmo tempo me deixe feliz, não quero ser privada das melhores coisas da vida porque só vivemos uma vez. 



 Sou mulher, somos todas mulheres, cada uma com os seus sonhos e com os seus ideais. Cada uma à sua maneira, com as suas particularidades. Olha-te ao espelho e vê o que mais gostas em ti, se é do teu sorriso, dos teus olhos, do teu cabelo, da tua gargalhada, das tuas sardas, da tua maneira de ser. És tão bonita por dentro como és por fora, aceita como és e sorri porque isto sim é ser feliz. É aceitarmos quem somos, sem as pressões de quem querem que sejamos. Não tentes ser quem não és, porque só vives uma vez e deves aproveitar a tua vida da melhor maneira. Agradece por estares aqui, por veres a luz do dia ou por conseguires ouvir os pássaros a cantar. 

Agradece por estares viva, por conseguires sorrir. Quando é que foi a última vez que deste uma gargalhada realmente bem dada? Desliga-te do mundo e liga-te ao que realmente importa, por vezes sentimos esta necessidade de sentir as coisas simples da vida. Experimenta desligares-te um dia que seja das redes sociais, do telemóvel ou da caixa de entrada, senta-te à mesa com as tuas amigas e aproveitem o momento. Junta a tua família e absorve cada segundo porque nunca se sabe o dia de amanhã. As coisas simples da vida são o que realmente nos deixam HAPPY. Aceita quem és, vive segundo as tuas regras e desliga-te do mundo. 

 Deixa o desgosto amoroso para trás porque se tens o coração partido, é porque ele não te merece. Arranja um homem que te aceite como és, que te faça sentir bonita sem maquilhagem, com o cabelo despenteado ou com a roupa que mais gostas. Dá um passo em frente, sempre. Em tudo o que fazes, porque a tua vida começa agora. Faz com que o teu dia de hoje seja sempre melhor do que o de ontem. Aprende a viver. Isto sim, é ser mulher. Ser mulher é ser feliz, não precisas de te esforçar em seres alguém que não és. Aceita e sê feliz. Sê melhor por ti e não por mais ninguém.




Hoje parei para pensar, consegui tirar uns minutos do meu dia e reflectir. Aproveitei para passar pela praia, visto que é o meu local de meditação e o meu refúgio para desligar a cabeça do mundo. O que eq eu nos fazia mover quando tínhamos 15,16 anos? Quais eram os nossos sonhos? No que é que realmente acreditávamos? Nessa altura sonhávamos 3 vezes mais, também é verdade que tínhamos 3 vezes mais de tempo mas foram esses sonhos e esses objetivos que traçamos que definem de alguma maneira o percurso que escolhemos hoje. 

 Hoje vivemos numa rotina, cada vez há mais coisas para fazer e cada vez há menos tempo para parar, para pensar e para sonhar. Não temos tempo para ir atrás do que realmente nos move, será que deve ser mesmo assim é isso chama-se crescer ou estamos consumidos pela rotina e pela correria do dia-a-dia. Trabalhamos para sobreviver infelizmente não há ninguém que alimente os nossos sonhos a não sermos nós mesmos, mas há pequenas loucuras que podemos fazer, pequenas coisas que nos façam sonhar... 

Estava a observar um casal de italianos que depois meteu conversa comigo e que por sinal vem a Portugal sempre que arranjam algumas poupanças, são os dois apaixonados por surf e adoram as praias de Portugal para fazerem isso mesmo e foi esta paixão deles pelo mar que me fez levar a escrever este texto é a meditar sobre o assunto. Até que ponto é que hoje em dia percorremos os nossos sonhos? Sentamo-nos à espera que aconteçam ou vamos realmente atrás deles? 

 É certo que há sonhos mais difíceis que outros e nem sempre os conseguimos atingir, mas certamente não são só sonhos bem altos que nos movem. Há outras coisas que nos fazem vibrar e nos deixam ansiosos. Afinal de contas só vivemos uma vez, e o ser humano é cheio de sonhos! Por que não percorrer um?
Este é um post que tem sido muito muito pedido. As leitoras que acompanham o blog desde o início acompanharam esta minha mudança, foram 25kg/26kg desde 2010 até 2012/2013. Não foi tarefa fácil e não houve qualquer tipo de intervenção cirúrgica, comprimidos milagrosos ou terapias, foi tudo uma questão de força de vontade, mudança de estilo de vida e duas consultas de nutricionista.

Para já começo por vos dizer que não existem comprimidos milagrosos, o milagre está em cada uma de nós, resta-nos mudar os nossos hábitos de vida, a nossa alimentação e a forma como encaramos o dia-a-dia, a comida e a nossa vida. Se querem viver por muitos mais anos, é o estilo de vida e a alimentação que têm de mudar, tudo começa por aí. Era muito gulosa, aliás, ainda sou confesso, mas sou gulosa por chocolates, não ligo a bolos nem a outro tipo de doces, o chocolate dá cabo de mim e faz com que trepa às paredes de tão bom que é (uma tablete Nestlé ou Milka, yummmmm). Sempre fui muito preguiçosa no que toca ao exercício físico e a minha alimentação não era a melhor, comia fritos, fast food, pipocas, chocolates de 300gr todos os dias (sim TODOS OS DIAS) e não mexia um dedo, preferia sempre escadas rolantes às escadas tradicionais, o elevador era o melhor amigo e bebia Coca-Cola como hoje em dia bebo água. 

Mudou muita coisa e aprendi a comer, aprendi a conjugar alimentos e aprendi a gostar de salada, de legumes e de vegetais (hoje em dia vivo à base de comida vegetariana e cortei nas carnes vermelhas). E esta mudança porquê? Primeiro porque com a doença que a minha mãe teve, mudámos todos a alimentação cá em casa, carnes vermelhas então não toco há 4 anos (sim sim, um bom bife de vaca por exemplo, um hamburguer.. nada disso), depois porque tinha mesmo de ser, tinha 19 anos e não mexia o rabo, subir 3 escadas deixava-me KO e o meu pai alertou-me para o meu peso. Comecei a ganhar força de vontade aos poucos, a motivação foi aparecendo à medida que ia perdendo peso. 

Comecei a frequentar o ginásio e perceber o quanto me custava perder o equivalente a uma Coca-Cola ou a um Hamburguer do McDonald's. Comecei a trocar os refrigerantes por água e aos poucos fui-me habituando a beber cerca de 2 a 3l de água por dia - o truque é andar sempre com o cantil atrás para nos lembrarmos que temos de o acabar e de voltar a encher. Fui a um nutricionista que me ensinou a comer, que me pesou e que me disse qual o meu peso ideal, o que devia fazer para lá chegar e sem qualquer tipo de comprimidos, mudando apenas a minha alimentação. Passei a comer de 3h em 3h no máximo, pequenas quantidades de comida para evitar a fome e a verdade é que nunca a senti. No início achava que ia ingerir imensas calorias e que não ia dar resultado, no entanto o nutricionista estava certo e a prova disso estava na balança, semana após semana. 

A motivação foi aparecendo através desses números na balança e na cintura (sim, todas as semanas media a zona abdominal para perceber também que estava a perder gordura abdominal). Não há dietas milagrosas, é mesmo uma mudança de estilo de vida, a motivação tem de aparecer aos poucos e nada melhor do que termos uma amiga que nos apoie e nos lembre sempre porque estamos a fazer aquilo. Se estão a fazer ou a pensar em fazer dieta, pensem sempre que é por vocês e pela vossa saúde.

Hoje em dia como chocolates, como lascas (que amo de paixão), como pizzas, mas sempre com moderação e aprendi que posso comer tudo isto, não preciso de comer 300gr de chocolate num dia, nem preciso de comer 3kg de lascas à refeição ou uma pizza cheia de gorduras. Aprendi a juntar os vegetais na minha refeição, a cumprir sempre a regra da salada ou dos legumes em todas as refeições e à noite como sempre um prato de sopa e fruta. De manhã, ninguém me tira os meus Corn Flakes, adoro e tomo com leite ou com iogurte, às vezes junto fruta natural ou um sumo. Não se esqueçam ainda de que as proteínas são muito importantes e apesar de pratos vegetarianos, temos de ir buscar as proteínas da carne ou do peixe a algum lado. Outra coisa que me fez emagrecer, foi aprender a gerir as doses, especialmente de hidratos de carbono.

Hoje em dia mantenho-me em forma, aposto imenso no Holmes Place, adoro frequentar o ginásio, especialmente as aulas de grupo que são sempre divertidas e há ainda a possibilidade de sermos acompanhadas por um nutricionista. Como um pouco de tudo, sei que o Holmes Place me ajuda depois a queimar essas calorias, há dias que cometo extravagâncias, mas sem nos deliciarmos com pequenas coisas de vez em quando, a vida não tinha graça, certo? Além do mais, muitas de vocês me perguntam como é que me mantenho motivada.. é fácil, são os nossos objectivos e é algo que temos de lutar para conseguirmos. Escolhi ter uma vida mais saudável, encontrei ainda o sítio ideal para o manter e para continuar a manter-me sempre motivada no ginásio. É aprender a viver e a mudarmos os nossos hábitos, é mais fácil do que pensam, acreditem.

O resto vem por acrescento, estamos em constante aprendizagem, mudei os meus hábitos alimentares e o meu estilo de vida e não me arrependo de nada. Nos primeiros tempos é complicado sim, mas depois acabamos por assimilar tudo e adoptarmos um estilo de vida diferente. A motivação ganha-se, cada dia é uma vitória, cada escolha que fazemos e é a isso que nos temos de agarrar para conseguirmos seguir em frente.

Não falo muito no plano que o nutricionista me passou porque é algo que é adaptado a cada uma de nós, na consulta ele vai querer saber como é o vosso dia-a-dia, do que gostam de comer e do que não gostam e traçar-vos um plano onde não deixam de comer o que gostam, apenas mais moderadamente e aprendem a saber comer. Hoje estou muito contente com o peso que tenho e com o corpo que tenho, sinto-me mais saudável e acima de tudo melhor de saúde. Força nisso, inspirem-se! No que puder ajudar, estou aqui!


Numa conversa com umas amigas, estávamos a falar de entrevistas de emprego e de como nos devemos comportar, do que devemos fazer, vestir ou como nos devemos preparar e por isso mesmo, decidi reunir algumas dicas que podem ser úteis na altura da primeira entrevista de emprego.

Em primeiro lugar, devemos fazer uma boa pesquisa sobre a empresa, saber um pouco mais e estarmos mais informadas, perceber um pouco mais sobre a missão e os objectivos da empresa, perceber quais os valores da mesma e saber um pouco sobre a sua história. Para além disto, é fundamental termos o nosso CV actualizado, é importante que levem um CV apresentável, em boas condições, com um design que tenha haver convosco e que ao mesmo tempo transmita profissionalismo.

Um dos melhores conselhos que me deram sempre e que sigo à regra, mesmo no dia-a-dia (eventos, encontros, reuniões com amigas, aulas etc.) é chegar sempre 10 minutos antes da hora, o que demonstra e transmite que estamos empenhadas e compromisso da nossa parte. Mantenham sempre o contacto visual com a pessoa que vos estiver a entrevistar, vai demonstrar confiança e profissionalismo. Para além de tudo isto, levem perguntas preparadas, bem como as respostas a perguntas que vos fizerem, façam ainda com que um defeito vosso seja visto como uma coisa boa, por exemplo "sou perfeccionista" ou "tenho de acabar sempre tudo o que começo" (no meu caso são estes dois pontos). Mantenham sempre uma boa postura durante toda a entrevista, evitem mexer muito no cabelo, e sejam vocês mesmas. Na hora de escolher a roupa, não se vistam para o cargo para o qual estão a ser entrevistadas, mas sim para o cargo que um dia aspiram vir a ter, optem por tons neutros, evitem grandes decotes e acessórios demasiado exagerados e adaptem o vosso estilo à situação ou à imagem da empresa. 

No que toca ao cabelo, optem por algo prático e que vos mantenha longe de mexer no cabelo, e a maquilhagem, mantenham-na natural. Relaxem e tentem ser vocês mesmas.
Blogger Template Created by pipdig