A granola é das coisas mais fáceis de fazermos e das coisas mais saudáveis que podemos e devemos incluir no nosso pequeno-almoço e se for homemade, melhor ainda. Porquê? Porque mistura uma série de frutos secos ricos em fibras, gorduras boas e algumas sementes ricas em proteínas. O facto de ser feito homemade faz com que consigamos controlar a quantidade gorduras e dos óleos que adicionamos para criar aquela crosta mais doce e que une a mistura dos alimentos secos, se fizermos em casa conseguimos controlar não só os ingredientes mas também a quantidade, usarmos apenas as quantidades necessárias e não adicionarmos açúcares extras. 







Esta receita é uma receita que adaptei do livro da Ella, do Deliciously Ella e que pode ser facilmente adaptada aos vossos gostos pessoais, a base é sempre a mesma e podem e devem adicionar o que mais gostarem. Neste caso é uma granola feita com flocos de aveia (costumo usar sem glúten, mas podem usar normal), nozes de pecan, lascas de côco, sementes de girassol e sementes de abóbora. Mas também gosto de adicionar bagas de goji, lascas de côco biológico e cacau cru por exemplo. Super rápido e fácil de fazer e como vêm as possibilidades são imensas. 

INGREDIENTES
180gr de nozes de pecan 
100gr amêndoas com pele
240gr de flocos de aveia
175gr de sementes de abóbora
175gr de sementes de girassol
3 colheres de sopa de óleo de côco
3 colheres de sopa de xarope de ácer ou de mel
1 colher de sopa de canela em pó

LET'S DO THIS
1# Começo por pré-aquecer o forno a 180ºC;
2# Num tacho coloco o óleo de côco, o xarope de ácer e a canela em pó e derreto tudo, misturando bem até ficar uma mistura uniforme;
3# Junto os frutos secos maiores numa trituradora apenas para os partir, sem os desfazer totalmente, neste caso as nozes de pecan e as amêndoas;
4# Tuma tigela misturo os flocos de aveia, as sementes de girassol e as sementes de abóbora e depois adiciono os frutos secos maiores já partidos e a calda. Misturo tudo bem
5# Forro um tabuleiro com papel vegetal e espalho a granola por todo o tabuleiro de forma a que fique tostada por igual
6# Levo ao forno a 180ºC por cerca de 30 a 40 minutos. 

Quando começar a ficar tostada está pronta, mas nem têm de contar os minutos, o cheirinho delicioso vai sentir-se pela casa inteira! Depois podem guardar em frascos e terem sempre à mão em casa para juntarem aos vossos pequenos-almoços ou lanches com iogurtes, fruta ou queijo quark. Yummmmm! Costumo comprar os ingredientes secos no Continente, na área dos frutos secos e quando não há acabo por comprar no Brio ou no Celeiro por exemplo que costumam ter e é onde também encontram os outros ingredientes como óleo de côco e o xarope de ácer . 






Parece que o pequeno-almoço na McDonald's já não é uma novidade da marca, já havia algumas opções um pouco por todo o mundo e adaptadas a cada cultura onde estava inserido. Todas nós somos fãs de McDonald's, seja dos hamburgueres deliciosos, dos gelados e daquelas batatas incríveis que ninguém consegue reproduzir em casa, ou para as opções mais equilibradas como as saladas, wraps, sopas.

Já tinha visto que a McDonald's tinha lançado um menu de pequeno-almoço em Portugal, e confesso que fiquei muito curiosa. Sou super fã de pequenos-almoços e por isso mesmo, aceitei o desafio e fui experimentar - além do mais já me tinham falado muito bem dos menus para a primeira refeição da manhã. E não, não comi um BigMac às 8h da manhã. Antes pelo contrário, entre as 08h00 e as 11h00 os restaurantes McDonald's têm um menu que inclui um pouco de tudo para todos os gostos, desde um pão de água com queijo ou fiambre ou um pão com cereaiscroissants; tostas mistas ou torradas. Claro que, para além disto podemos sempre optar por outras opções tipicamente americanas, tais como as panquecas (yummm, bem fofas) ou o Bacon & Egg McMuffin®. E no que toca a bebidas? Para além do café normal que já estava disponível em todos os restaurantes, podemos optar por meias de leite, sumos, cappuccinos, leite, leite com chocolate ou chá.












A McDonald's tem seguido muito uma estratégia de adaptação à cultura de cada país onde está inserida e claro que nós, portugueses, somos super gulosos e adoramos um doce (seja a que hora fôr, certo?) e para além das opções mais simples e típicas dos pequenos-almoços dos portugueses, como uma meia de leite e um pão com fiambre, podemos sempre escolher as opções mais american style que têm sido as que maior adesão têm tido, e não é para menos, especialmente quentinhas e acabadinhas de fazer - panquecas com topping de morango, caramelo, chocolate, xarope de panqueca ou simples ou os Bacon & Egg McMuffin que, à semelhança de outros produtos da McDonald's podem pedir para modificar se não gostarem, neste caso por exemplo o bacon, podem pedir para retirarem.

As opções de menus para o pequeno-almoço variam entre os 1,60€ a 2,45€ e estão disponíveis entre as 8h e as 11h da manhã... Parapapapa! 



... ou também conhecidos como o pão lowcarb ou cloudbread

Para quem segue ou quer seguir uma dieta low carb ou um estilo de vida paleo há uma série de coisas que vai ter de adaptar, no entanto não vamos deixar de comer coisas de que gostamos, simplesmente tentar reproduzir com outros ingredientes e outras misturas. Hoje trago-vos uma espécie de pão que é muito usado e conhecido nas dietas lowcarb e paleo, os chamados Oopsies.

São super fáceis de fazer e muito versáteis, sendo que podem servir de base para sandes, pizzas, salgados, doces, panquecas entre muitas outras coisas. Imaginação não falta e além do mais cada Oopsie tem à volta de 30cal cada. A minha combinação favorita? Oopsies barrados com queijo creme e salmão fumado com cebolinho, uma refeição lowcarb super deliciosa. 


ingredientes (12 Oopsies)
3 ovos
90gr de Iogurte Grego ou Cream Cheese
Pitada de Sal 
Sementes ou ervas aromáticas a gosto

let's Oopsie this up!
  • Pré-aquecer o forno a 160ºC;
  • Separar as claras das gemas dos ovos;
  • Bater as claras em castelo com uma pitada de sal até ficarem bem fofas;
  • Misturar as claras com o iogurte grego ou cream cheese;
  • Envolver as claras em castelo no creme das claras com o iogurte, bem devagar sempre debaixo para cima para que não perca muito o ar e a textura leve e fofa;
  • Forrar um tabuleiro do forno com papel vegetal e pincelar com azeite para que não agarre;
  • Colocar pequenas quantidade de massa pelo tabuleiro, podem usar uma colher para que seja mais fácil (a receita dá para cerca de 12 Oopsies);
  • Adicionar umas sementes ou ervas aromáticas por cima;
  • Levar ao forno entre 20 a 25minutos por 160ºC ou até ficarem dourados;

No meu caso acabei por usar iogurte grego sem lactose que tinha aqui em casa, mas a receita é bastante versátil e podem usar iogurte grego normal, queijo creme, mascarpone... É só uma questão de experimentarem. Depois disto podem armazenar durante 1 ou dois dias fora do frigorifico, se fizerem quantidades para guardarem, fechem num saco hermético sem ar e guardem no frigorifico. 

Depois é so experimentarem: mini-pizzas, panquecas, brunch, lanches, pequenos-almoços, snacks, hamburgueres, sandes, tostas... o que quiserem.




Uma receita sem glúten, sem farinhas, sem leite e sem açúcares... Curiosas?

Querem melhor maneira de começarem a sexta-feira como uma receita deliciosa como esta? Pois é, hoje trago-vos a receita das minhas panquecas paleo de banana e canela. Super simples e rápido de fazer, e apesar de não ter farinhas, leite ou açúcar é uma receita bem deliciosa! Experimentem e comprovem por vocês mesmas! 



ingredientes
1 banana madura
2 ovos
1 colher sopa bem cheia de canela moída
1 colher sobremesa sementes de linhaça triturada


let's do this
Começar por triturar a banana madura e acrescentar os dois ovos, com a canela moída e as sementes de linhaça trituradas. Costumo juntar um pouco de nada de água para dar mais algum volume e não ficar um sabor tão intenso a canela. 

Aquecer uma frigideira anti-aderente com um pouco de óleo de côco para evitar que a mistura pegue no fundo. Em lume brando, deitar uma concha da mistura e esperar que engrosse - tal como fazem com a receita das panquecas normais. 

No final rego as panquecas com mel biológico e acrescento mais umas rodelas de banana. Podem ainda acrescentar pepitas de cacau cru ou côco ralado que fica delicioso. 

Yummmm!






Sim! E é delicioso! 

... Tirando as excepções quando opto pelos iogurtes sem lactose e pelo açaí. No que toca à alimentação os ovos têm sido motivo de estudo ao longo dos anos, se há uns anos atrás havia estudos que diziam que não devíamos comer ovos, hoje em dia já há estudos que vem contradizer e que vêm falar dos seus benefícios para a nossa saúde. O que é certo é que hoje em dia, a maior parte dos alimentos são todos manipulados e estão cheios de químicos, os animais stressados e cheios de antibióticos pelo que nem sempre sabemos o que estamos a comer. No que toca aos ovos por exemplo, há uns anos havia o drama das salmonelas e a verdade é que temos de ter cada vez mais cuidado com o que ingerimos.


É a minha refeição favorita do dia e sem dúvida que uma coisa que eu adoro é procurar receitas e experimentar combinações novas, principalmente quando passo a vida no pinterest a reunir algumas das ideias mais deliciosas e originais para as minhas refeições. Hoje trago-vos 10 sugestões para pequenos-almoços saudáveis, variados e cheios de vitaminas e minerais que precisamos logo de manhã. 

Pelo menos uma fonte de proteínas, uma de hidratos de carbono e uma de gorduras "boas" são sem dúvida as três coisas obrigatórias que devemos incluir num bom pequeno-almoço e porquê? Porque são fundamentais para arrancarmos o nosso organismo e começarmos o dia. Vamos espreitar as 12 sugestões? 


... para dar um toque de cor a este inverno tão cinzento. Aliás esta água com rodelas de limão e os tons mais quentes já nos fazem querer que os dias maiores cheguem, não é? Hoje trago-vos uma sugestão de uma refeição mais leve e ao mesmo tempo deliciosa que combina: hidratos, proteína e "gorduras boas". 

É uma das coisas que mais gosto de comer, principalmente nos dias em que acordo mais tarde, uma espécie de brunch saudável. Começo por triturar meio abacate com sumo de limão e pimenta, depois coloco numa fatia de pão (sem glúten no meu caso, mas podem optar por pão escuro, de centeio ou mistura), junto algumas fatias de salmão fumado com ervas e salpico com raspa de limão em cima. Por fim, polvilho a tosta com tomate desidratado em flocos (compro no Continente da marca Espiga). Para acompanhar, um ovo cozido às rodelas. Fica absolutamente delicioso. 

A água com rodelas de limão ajuda a acelerar o metabolismo e dá um cheirinho a bom tempo a este brunch maravilha ;) Aqui fica uma sugestão rápida e deliciosa! 

... para começarmos o dia cheias de energia!

Uma das coisas de que mais gosto é do pequeno-almoço, sem dúvida que é a minha refeição favorita. Principalmente quando junto sempre fruta à mistura, não há nada melhor. Hoje trago-vos o meu green smoothie, é um smoothie que costumo fazer, super saudável, cheio de vitaminas C, potássio e fibras. Querem saber como se faz? Keep reading!

Sim, leram bem: muffins de ovo. Ando viciada nisto,  e adoro experimentar receitas novas e  procurar coisas diferentes e os egg muffins têm sido uma das refeições com mais sucesso aqui por casa, pelo menos ultimamente. E porquê? Porque é algo super simples de fazer e podem fazer com as mais variadas combinações. 

Para esta receita os ingredientes que vou usar são cogumelos brancos e espargos verdes, mas também os podem fazer com salmão fumado, salsichas, atum, bacon e cogumelos, tomate.. enfim! Tudo o que gostarem, porque no fundo é uma omelete que é colocada no forno em formas de muffins. E sabem que mais? Podem facilmente levar para a faculdade ou para o trabalho. Vamos ver o passo-a-passo

Se o verão pede praia, o inverno pede um brunch!

Se os fins-de-semana de calor e de verão são sinónimo de praia, os fins-de-semana de inverno e de temperaturas mais baixas são sinónimo de brunch. Não há nada melhor do que  acordar tarde num sábado de manhã e desfrutar de um brunch maravilhoso. O escolhido foi o do Museu do Oriente, provavelmente um dos mais badalados da cidade e dos melhores que conheço. E porquê? Começando pela relação qualidade-preço, o preço por pessoa é de 20€ e inclui vinho tinto ou branco, uma garrafa de água de 1,5l e a mesa de buffet recheada com tudo e mais alguma coisa: desde um tradicional pequeno-almoço com pão, cereais, ovos, bolos ou croissants deliciosos a pratos quentes, frios, salgados, doces, fruta, opções para os mais pequenos, para vegetarianos entre muitas outras coisas. Para as crianças (4 aos 12 anos) o preço é de 10€.

Foi a convite da marca de relógios Eletta, que juntamente com a Mafalda Pinto Leite Castro nos juntamos todas no jardim do Hotel da Estrela para um brunch saudável preparado pela Mafalda. Aprendemos imensas coisas, a paixão pela comida saudável e o saber comer melhor, a Mafalda falou-nos ainda das propriedades e das vantagens de alguns superalimentos como as pétalas de rosa por exemplo que usámos para fazer as trufas, a receita será em breve partilhada por ela (Dias com Mafalda)


Como sabem uma das coisas que mais gosto é de cozinhar e de reinventar algumas coisas na minha ementa, como o caso das panquecas que é do que vos vou falar hoje. Estas panquecas são panquecas feitas com apenas dois ingredientes e não, nenhum deles é farinha, são panquecas com poucas calorias por cada porção e são ricas em proteínas pelo que são ideais para comermos depois do treino ou até mesmo de manhã, ao pequeno-almoço. 

A sugestão? Acompanhar com iogurte natural, granola e fruta para o um pequeno-almoço completo e que vai fazer com que não tenham tanta fome ao longo do dia e evitar que comam "fora de horas" e em excesso.


  • Ingredientes:


1 banana 
2 ovos (1 inteiro e 1 clara)

  • LET'S DO THIS
Numa batedeira bater os ovos e a banana triturada. Numa frigideira anti-aderente e com o lume sempre baixo, colocar pequenas porções da massa e virar assim que um dos lados estiver cozinhado. Acompanhar com iogurte natural e granola.


Pois é, muitas de vocês que me seguem pelas redes sociais como o instagram ou o facebook têm-me perguntado qual a receita que uso para as minhas panquecas de aveia e iogurte e hoje venho deixar-vos com essa mesma receita para que possam fazer em casa. É super simples, rápido e fácil de fazer, já para não falar que cada porção tem menos de 200kcal pelo que é uma opção fantástica para um pequeno-almoço ou lanche. 

E claro, vou ter curiosidade em ver como ficaram as vossas panquecas, por isso coloquem o hashtag #eatcleanwithskbs e vamos criar um movimento para cuidarmos melhor de nós e acabarmos por nos motivar umas às outras, o que acham? 

Aqui fica a receita

INGREDIENTES

1 ovo
100gr Farinha Aveia integral
200ml Leite Aveia OatLy
1 colher sopa iogurte natural Yonest
2 colheres sopa de mel

LET'S DO THIS

Juntam todos os ingredientes num recipiente e misturam até terem uma massa uniforme, sem grumos. Se preferirem podem juntar tudo numa liquidificadora para garantirem que não há grumos na massa. Enquanto fazem a massa, colocam uma frigideira anti-aderente a aquecer com o lume baixo para que quando colocarem a primeira panqueca esta já esteja quente e seja mais fácil virar sem que ela se desfaça. 

Pegam numa concha da sopa e colocam um pouco no centro da frigideira sem espalhar a massa, ela vai engrossas e ficar mais alta e fofa se não a espalharem pela frigideira e com um salazar ou espátula viram a panqueca quando esta começar a ficar mais grossa e consistente. 

Super simples, super easy!



Podem seguir-me no instagram (@jufcarreira) ou no facebook.
Blogger Template Created by pipdig