Paris é sem dúvida uma das cidades mais bonitas do mundo e é tão fácil que as fotografias fiquem bonitas e com um aspecto romantico e clássico. Durante a minha viagem a Paris tirei algumas fotografias a preto e branco, é uma das minhas muitas paixões e hoje venho aqui partilhar algumas que tirei.

Paris is always a good idea

Este palácio dispensa apresentações. É de longe o palácio mais bonito do mundo e acreditem que já vi bastantes. O Palácio de Versailles fica em França, perto de Paris cerca de 20km do centro penso e podemos ir facilmente visitá-lo apanhando a linha RER, saindo em Versailles Rive-Gauche. 


Chegamos ao destino em muito pouco tempo e assim que saímos da estação, percebemos logo por onde é que é o caminho, há imensas pessoas a visitar o palácio diariamente - só para terem uma noção o palácio recebe em média 8 milhões de visitas por ano. Fomos logo no primeiro dia que estivemos em Paris, aproveitámos e fomos durante a semana, pensámos que não estaria muita gente até porque o tempo estava nublado de manhã e era uma terça-feira, no entanto enganámo-nos.



Havia pessoas por todo o lado, tanto turistas como franceses. Havia também muita gente sem bilhetes para entrar no palácio e as filas eram assustadoras e ainda não eram 10horas da manhã. É aconselhável tirarem um dia inteiro apenas para Versailles e para os jardins, vale a pena passar algum tempo nesta zona. O bilhete custa à volta dos 18€, mas os residentes da União Europeia entre os 18 e os 26 anos não pagam - foi a nossa sorte, caso contrário ainda lá estaríamos a esta hora para comprar o bilhete.


Para quem quer saber um pouco mais sobre o palácio, bem na minha opinião é de longe o palácio mais bonito do mundo - é este e o palácio de Catarina em St.Petersburg. O palácio de Versailles foi mandado construir por Luís XIV, o conhecido Rei Sol que até então vivia no actual Museu do Louvre. O rei achava que o palácio onde vivia era demasiado pequeno, imagino ele devia sentir-se muito apertado no palácio, tendo em conta que se hoje visitarmos todo o museu do Louvre é o equivalente a percorrermos uma meia maratona (20km)


Situando o palácio na história, século XVII. Por aqui passou a corte francesa até às invasões francesas, foi aqui que morou a tão conhecida Marie Antoinette. É um dos maiores palácios do mundo, conta apenas com 2153 janelas, 67 escadas, 352 chaminés (imaginem o trabalho que não deve dar limpa-las todas), 700 quartos, 1250 lareiras e 700 hectares de parque. Isto são tudo números oficiais, por algum motivo deve ser um dos maiores do mundo, certo?


Durante a nossa visita ao Palácio, ainda apanhámos a exposição da artista plástica portuguesa Joana Vasconcelos que expôs algumas das suas peças ao longo de todo o palácio, esta foi uma das muitas esculturas maravilhosas da artista, mas dedicarei um post ao seu trabalho.


Todas as salas são diferentes e têm um tema. É tudo grandioso, as portas são monstruosas e o pé direito é uma coisa de cortar a respiração. Os tectos são todos trabalhados, as paredes com detalhes e portas talhadas a ouro. Há muita ornamentação e ostentação no palácio, ou não fosse um palácio típico do Barroco. Fico completamente fascinada por história e por história de arte, adoro saber tudo isto e através da arte conseguimos perceber o contexto sócio-cultural e económico-político das civilizações passadas. É de facto uma paixão e algo que me fascina imenso


Nesta capela, a capela do palácio foi onde a rainha Marie Antoinette casou com Luís XVI e onde se realizaram quase todas as cerimónias religiosas da corte naquela altura. É uma capela muito bonita, ornamentada e cheia de luz. 



Alguém já visitou o palácio de Versailles? É sem dúvida um lugar a não perder de vista, para mim um dos mais bonitos lugares do mundo.





Não há nada melhor do que trazer algumas recordações de Paris. Adoro viajar e comprar uma série de lembranças para mais tarde recordar onde comprei e quando comprei e andarem sempre comigo, essencialmente porta-chaves. Claro que Paris tem muito mais coisas apelativas do que um simples porta-chaves.

Embora não tenha tirado fotografias a tudo o que comprei, aqui ficam algumas fotografias de algumas das muitas coisinhas que trouxe comigo. 

















Por algum motivo Paris é a capital da moda certo? Pois bem, durante a nossa viagem tivemos a oportunidade de nos passearmos pelas ruas lindas da cidade, incluindo a rue Faubourg-StHonore onde estão algumas lojas dos principais designers, incluindo Lanvin, YSL, Paul Smith, Hermés e muitos outros. É uma rua super bonita e uma paragem obrigatória é na Rue Cambon para espreitar a primeira loja da Chanel onde morou Gabrielle, por cima da loja era o seu apartamento que pode ser visitado. 






No dia que chegámos a Paris, por volta das 11h da manhã ataquei logo a cidade com as primeiras fotografias. Estas fotografias foram tiradas mesmo ao pé do nosso hotel, ficámos num aparthotel, o Adagio Tilsitt do Arco do Triunfo e a vista do nosso quarto era maravilhosa, já para não falar do terraço de onde podíamos ver o Arco e toda a Avenida dos Champs-Elysées.

Digam lá que a minha cidade não é linda? Sabe tão bem voltar!

Aguardem muitas mais fotografias (só tirei 800 e tal)
Ir a Paris e não ir à Disneyland não é uma ida a Paris como deve ser. Muito provavelmente não sabem como sou completamente viciada na Disney e como vibro com cada filme que é lançado. Faz parte da nossa infância, as princesas, os heróis Disney, o Mickey e os seus amigos. Como tal um dos dias em que estivemos em Paris, demos um saltinho na Disneyland Paris.


Este ano o parque comemorava os seus 20 anos e como tal, havia motivos de festa por todo o lado. Apanhámos o RER com destino a Marne-La-Vallé que é o que sai na Disney. O nosso hotel estava muito bem situado, mesmo no Arco do Triunfo onde passam quase todas as linhas principais - o metro de Paris é um dos metros mais completos e por isso mesmo é muito fácil chegar a qualquer lado de transportes públicos. 


Assim que chegamos, somos invadidos por todo um ambiente de magia e de fantasia que nos deixa logo muito bem dispostos e muito animados. Não foi a primeira nem a segunda vez que estive na Disneyland Paris, mas parece que sempre que lá volto, gosto mais deste ambiente - sabe tão bem ser criança de vez em quando. 


Para quem nunca visitou o parque, tenho a dizermos que é absolutamente obrigatório. É todo um ambiente de fantasia, de magia. Parece que estamos mesmo dentro de um filme e tudo à nossa volta é fabuloso. Há um sentimento qualquer que nos transforma e parecemos crianças novamente. Assim que entram no parque, depois de comprarem os bilhetes ou de passarem pelas bilheteiras, entram na Avenida Principal que está cheia de casinhas, restaurantes, lojinhas tudo como uma verdadeira cidade e ao fundo vemos o castelo mais conhecido de todos os tempos.



Há muitas lojas temáticas com muitos souvenirs por todo o parque, esta era uma das várias lojas de guloseimas que havia dentro da Disneyland.





Ao longo do parque e durante todo o dia podemos pedir autografos e tirar fotografias com as personagens Disney. Encontrámos algumas como os ajudantes da Cinderela, os ratinhos. O Winnie The Pooh, Jack Sparrow, Mickey, Minnie, Pluto, Pateta, o ajudante do Capitão Gancho entre muitas outras que andaram espalhadas por todo o parque. 



Demos ainda um saltinho ao outro parque da Disney, Walt Disney Studios - um parque dedicado ao cinema onde mostram os bastidores de algumas cenas e explicam ao vivo em vários espectáculos como são feitas as cenas. Assistimos a um espectáculo de carros onde explicavam todos os truques usados nos filmes de perseguições de carros com os duplos.


No parque Walt Disney Studios têm tudo o que possam imaginar dedicado a Hollywood e ao cinema, não esquecendo a Disney claro. Enquanto que o Magic Kingdom, o primeiro parque que vos falei é mais dedicado à magia e à fantasia este parque é mais dedicado ao cinema. Ambos a não perder. 

Pagámos 55€ porque conseguimos um desconto no hotel e deu para entrar nos dois parques no mesmo dia. Há várias promoções para os parques Disney nas agências de viagem por exemplo. 
Andámos em quase todas as atracções, no entanto a Viagem do Peter Pan e a Casa Assombrada - as mais giras na minha opinião - estavam a ser arranjadas e não entrámos nessas. De resto, todas as outras estavam disponiveis e sempre sem  muita fila.

É aconselhado irem a um dia de semana que tem muito menos gente e de preferência num dia com bom tempo. Levem calçado adequado e roupa confortável. 
Blogger Template Created by pipdig