Marraquexe e conhecido pelo paraíso dos tapetes e a verdade é que nada melhor do que visitar a cidade para o comprovar. Há tapetes em TODO O LADO! Tapetes e cestas na verdade! Marraquexe e o verdadeiro paraíso para quem quer fazer umas compras para a casa, há coisas realmente de perder a cabeça.



shop.png



Desde tapetes, capas de almofadas, pufs, móveis, cestas de todos os tamanhos e feitios, esculturas em madeira, cestas, sapatos, sandálias entre muitas outras coisas. A verdade é que desde que marcamos a viagem que andei em “poupanças” porque já sabia que ia perder a cabeça com as lojas locais, e acabou por acontecer! Fizemos muito boas compras e com bons preços. 






marrocos.png

 


Algumas das coisas que compramos: um tapete marfim bordado a mão com lantejoulas, 2 capas de almofadas quadradas (50x50cm), uma cesta redonda achatada, uma cesta XL rectangular, borlas para colocar nas portas do closet, 2 velas deliciosas de uma marca da Cote Bouguie, uma marca que vale muito a pena conhecer e ainda uma túnica para levar para a praia e umas babuchas, os sapatos típicos marroquinos. Para além disto, decidimos matar a curiosidade e perceber o que eram umas barras que encontramos em todo o lado que parecem sabonetes, nada como perguntarmos a um local que nos mostrou coisas fascinantes e que não fazíamos ideia se quer que existiam. 


Essas barras que parecem sabonetes são nada mais nada menos do que perfume em barra, há vários cheiros, cada um mais delicioso que outro e que vale bem a pena. Duram imenso tempo na pele e são bem diferentes, um presente giro para oferecer. 


Outra “engenhoca” local são umas espécies de vidros que são nada mais nada menos do que o Vic natural - e sim, testamos e comprovamos!! Esses “vidros” são mentol que colocamos numa chávena com água a ferver, basta uma peça apenas. Tapamos a chávena com a mão durante uns segundos e depois inalamos o vapor de água que sai dali, super fresco, da mesmo a sensação do Vic que nos abre os pulmões. É um remédio caseiro marroquino para “tratar quem ressona” e para tratar a sinusite, YEY! 


Nestas lojas encontram também todas as especiarias e mais algumas mais usadas por eles, chás, óleo de argão biológico perfeito para massagens, para o rosto ou até mesmo para o cabelo. 


O que vale mesmo a pena comprar por aqui? Tapetes, cestas e capas de almofada sem dúvida! Conseguimos muito bons preços e são peças que não encontramos com tanta facilidade em mais lado nenhum. 


Ao longo destes dias recebi muitas mensagens e alguns e-mails com questões relacionadas com a nossa ida ao deserto. O que era preciso levar, como ir, onde ficar, onde passar etc. Por isso mesmo decidir reservar um post apenas e só a estas questões. 



002.png




Uma das coisas que queriamos muito fazer era sem dúvida uma road trip até ao deserto e por isso mesmo, andámos a investigar algumas viagens e excursões já organizadas ao deserto, acabando por optar pelo Top Desert, onde podemos personalizar a nossa viagem: quantos dias queremos ir, a que deserto, quantas pessoas, viagem privada ou partilhada entre muitas outras coisas.






004.png



VIAGEM AO DESERTO

Antes de irmos andámos a pesquisa na internet qual a melhor tour pelo deserto e como o fazer: se alugavamos um carro e iamos por nós, se optavamos por uma excursão ou se iamos com um guia privado. Vimos vários sites que organizam estas tours ao deserto e ao longo destes dias vimos imensos jipes que diziam "tourism" precisamente de várias empresas que organizam esta tour. Marcámos a nossa com o TopDesert, uma companhia local premiada pelo tripAdvisor e que nos proporcionou 3 dias maravilhosos. Para marcarmos a viagem, reservamos tudo cá e pagámos metade da viagem, o resto pagámos no final da tour



Foram buscar-nos ao nosso Riad em Marraquexe e deixaram-nos no Riad da última noite de volta a Marraquexe. Optámos pela excursão com guia privado, fomos os 3 mais o guia num jipe Toyota, tinhamos lido algumas reviews de excursões em grupo não tão positivas, temos pouco tempo para explorar as paragens porque estamos sempre dependentes do resto do grupo, atrasos etc e por isso optamos por uma opção mais cómoda e irmos com um guia para o deserto. A nossa viagem foi privada, fomos os 3 mais um guia, o Somad que tornou a nossa viagem ainda mais maravilhosa e aprendemos imensas curiosidades sobre o deserto do Sahara e sobre Marrocos. Marcamos a viagem de 3 dias, que inclui transporte, 2 noites (uma delas no acampamento do deserto), 2 jantares, 2 pequenos-almoços e passeio de camelo no deserto.



No que diz respeito às malas, levámos connosco, há quem opte por deixar no Riad guardadas e levar apenas o essencial, mas como ao voltarmos do deserto iamos ficar num Riad diferente e iamos os 3 num carro só para nós, conseguimos andar com as malas facilmente atrás. O preço da tour ao deserto com 2 noites incluidas, 2 jantares, 2 pequenos-almoços, passeio de camelo, combustivel para a viagem toda e um jipe para os 3 ficou a cerca de 400€ por pessoa. Não sei se é mais barato marcar mesmo em marraquexe, mas com duas noites fora de marraquexe decidimos marcar tudo certinho por causa das datas das estadias dos Riads na Medina. Ao deixarmos a tour por marcar podiamos correr o risco de não haver tour para os dias que queriamos e ficavamos sem noites reservadas no Riad. 




DINHEIRO 

Tanto em Marraquexe como a caminho do deserto vemos muito poucos ATMs por isso o melhor e levarmos dinheiro connosco, encontramos alguns ATMs nas cidades e vilas maiores como Ouarzazate ou Zagora mas nas outras pequenas apenas casas de câmbio, sem forma de levantarmos dinheiro. 


  

POWERBANK 

É um caminho beeeeem longo até ao deserto e apesar dos Riads onde ficamos, nada como andar com um powerbank atrás por causa dos caminhos do deserto, uma pequena ajuda do GPS se for preciso e claro para haver bateria para filmar o caminho, tirar fotografias em algumas das paragens etc. 


ROUPA QUENTE 

Não para usar durante o dia mas sim para a noite. Claro que depende sempre da altura do ano em que visitam Marrocos, no meu caso bastou-me uma camisola de malha um pouco mais grossa e um lenço para jantar no deserto e estar a volta do fogueira. No verão faz mesmo muito calor, por isso uma malha mais fina para a noite ou apenas o lenço penso que será o ideal. 


LENÇO 

Para andar de camelo e explorar as dunas, super importante! Isto porque a areia no deserto é super super super fininha e levanta muito facilmente, o lenço a volta da cabeça ajuda a proteger os olhos da areia e do nariz. Qualquer local vos ajudará a colocar o lenço como só eles sabem fazer. 


CAMINHO 

Os últimos km antes de chegar ao deserto são em terra batida no meio do nada e em areia pelo que o caminho é bastante atribulado. Demora mais tempo e por vezes parece que andamos perdidos porque estamos literalmente no meio do nada, mas nada como um bocadinho de aventura para tornar a viagem ainda mais divertida. O nosso guia era um excelente condutor e ainda assim tivemos uma mini aventura no caminho de volta quando ficámos enterrados nas dunas que pode acontecer e por isso, nada de pânico e toca a meter mãos à obra e ajudar a escavar para tirar o 4x4 do meio do deserto. 



Uma das coisas que decidimos quando marcamos a viagem foi que queríamos ir visitar o deserto. Sem dúvida que é uma experiência única na vida e aproveitamos estes dias em Marrocos para o fazermos. Há imensas excursões já planeadas de 1 dia ou 3 dias para o deserto, resta escolher consoante o tempo que têm disponível na viagem. 

 


001.png


 



Há um dos desertos que fica mais próximo de marraquexe, cerca de 45 minutos e podem ficar a dormir no S Carabeo Camp, um acampamento no meio do deserto bem simpático e supeeeeer fotografavel. Se pretendem ir um pouco mais longe e conhecer outras cidades no caminho como Ouarzazate, Zagora e Merzouga nada como optar pela ida de 3 dias ao deserto tal como fizemos. 

 



003.png


Marcamos a dia ao deserto no TopDesert e escolhemos a versão Luxury, fomos os 3 com um motorista/guia privado super simpático que nos mostrou melhor do que ninguém estas cidades fora de Marraquexe. Esta excursão incluí jantar no primeiro e segundo dia, estadia num hotel em Ouarzazate ou Zagora com pequeno almoço, gasolina, e jantar e estadia no Luxury Desert Camp no meio do deserto com passeio de camelo, sandboarding e animação local à noite. Vale muito muito a pena. O preço são 400€/pessoa a única coisa que não estava incluída eram os almoços e as gorjetas que eventualmente possam ter que dar. 

 




002.png


 


No primeiro dia passamos as montanhas do Atlas e paramos numa cooperativa antes de chegarmos a Ouarzazate, uma cooperativa que nos mostrou como se faz o óleo de argão, como aproveitam tudo das sementes  e todos os passos necessários, tive ainda a oportunidade de experimentar e ajudar em todo o processo. É sem dúvida uma experiência maravilhosa, poder passar algum tempo com comunidades locais e ajudar, conhecer um pouco mais do dia-a-dia delas e ajudar da melhor maneira. Seguimos rumo a Aït-Ben-Haddou, uma verdadeira pérola de Hollywood onde foram gravados uma série de filmes, tais como o Star Wars, Múmia, Indiana Jones entre muitos outros.


006.png


 



 

De seguida, uma paragem no Atlas Studios, como amante do cinema não podia deixar de parar aqui, naquele que é um dos maiores estúdios do mundo e onde podemos encontrar os cenários de alguns filmes como Asterix e Obelix, Cleopatra entre outros. 

 

A caminho de Zagora, a nossa última paragem do primeiro dia, passamos por um dos maiores oásis do mundo, são km e km de palmeiras com mais de 60 espécies diferentes de tâmaras. Uma paisagem incrível e que dá um toque de verde a esta zona tão árida. Depois disto, chegamos a Zagora ao fim do dia e ficamos hospedados num Riad super simpático, Riad Lemane que nos acolheu super bem. Jantamos numa tenda ao relento e provávamos alguns dos pratos mais típicos daqui como Harira e Tagine de Frango.


 
Sem dúvida que era um dos destinos que estava na minha wishlist, Marrocos. Ao longo destes dias em viagem recebi muitas mensagens no instagram sobre a viagem e alguns comentários a pedir para partilhar todos os detalhes desta viagem. Marrocos é um dos destinos mais trendy ultimamente e que vale muito a pena conhecer e visitar. 

 


marrocos01.png


 



Por isso mesmo inicio hoje a série de posts dedicados a esta super viagem, com tudoo que precisam de saber antes de ir. Nos próximos dias vou partilhar mais em detalhe tudo sobre a viagem e no final um video a contar um pouco sobre o nosso roteiro e mostrar-vos as compras feitas nestes dias por lá. 

  


COMO IR 

Há vários voos directos de Lisboa para Marraquexe, viemos na TAP e a duração do voo e cerca de 1h15min. Há outros voos que fazem escala em Casablanca por exemplo, mas se marcarem com alguma antecedência conseguem um voo directo. 

 

DO AEROPORTO PARA A CIDADE 

Existem AIRBUS do aeroporto para a cidade, no fundo autocarros que vão do aeroporto para o centro de Marraquexe e com um preço super acessível. No entanto se viajarem em grupo, como o nosso caso que éramos 3, optamos por apanhar um táxi que nos levou para a zona do nosso hotel. O aeroporto e bem perto do centro de marraquexe, pagamos cerca de 200DHs (cerca de 17€ no total). Como não conhecíamos a cidade, optamos por apanhar um táxi que nos deixou na praça a 200m do hotel e depois optamos por explorar a cidade a pé. 

 

CÂMBIO 

A moeda em Marrocos é o Dirham (MAD), 1 Euro equivale a cerca de 11,32MADs. Dentro da Medina quase não encontram ATMs para levantar dinheiro, encontramos algumas casas de câmbio mas nenhuma delas com ATM e por isso optamos por levar dinheiro connosco e ir pagando com cartão sempre que dava (restaurantes, algumas lojas e Riads onde ficamos). Só encontramos uma rua com imensos bancos ao pé da La Koutoubia, a mesquita de Marraquexe.

 

Em algumas lojas aceitam euros também, mas na maioria das vezes pagamos em Dirhams marroquinos. 

 

TRANSPORTES 

Foi uma das perguntas que mais me fizeram ao longo destes dias, como andávamos em marraquexe, se alugamos carro, se andamos com guia etc. A verdade é que organizamos nós a viagem, escolhemos os lugares que queríamos visitar e dividimos os dias consoante os sítios por onde queríamos passar (La Koutoubia, Souks, Jardin Majorelle, Mamounia, museu YSL, Palais Bahia, Le Jardin Secret etc). Andamos sempre a pé, a grande vantagem de ficarem hospedados num Riad no centro da Medina é esta mesmo, e que conseguem visitar bem Marrocos e ver tudo a pé a caminho dos monumentos e principais atrações). 

 

02.png

 

ONDE FICAR 

Em Riads no meio da Medina, sem dúvida! Não há melhor maneira de conhecer marraquexe sem ser assim, até porque dentro da Medina só andam bicicletas e motas, nada de carros e conseguimos ver tudo a pé facilmente, perdermo-nos nos Souks e conhecer bem um pouco de tudo a volta. Há três Riads onde estivemos e que aconselho vivamente: Riad BE, Riad Moulay e Riad Dar Yema. São os três em três pontos diferentes da Medina. 

 

Os Riads são casas grandes geralmente com um pátio no centro com uma piscina com vários quartos privados e que são bastante comuns por aqui. 

 

ONDE COMER 

Ha restaurantes e cafés super giros que valem muito a pena explorar, aliás, marraquexe está cheio de sítios giros que estão escondidos nas ruas da Medina. Alguns spots que valem a pena conhecer: La Familia, Café des Epices, NOMAD, Le Jardin, Limoni, Maison Árabe e para beber um café ao fim do dia o Terrasse des Epices. 

 


03.png


 



 

O QUE COMER 

Em qualquer um dos restaurantes encontram comida marroquina, os pratos mais típicos daqui são Harira (uma sopa marroquina), Tajine, Kefta, Pastilla e Couscous. Qualquer um deles vale muito a pena experimentar. Há ainda imensas opções vegetarianas (couscous vegetariano, Tajine de vegetais ou Pastilla). O Kefta são almôndegas de vaca e ovos escalfados em molho de tomate com especiarias. 

 

Não podem ainda deixar de beber os sumos de laranja naturais deliciosos deles, bem doces e feitos na hora e que encontram em qualquer lado. 

 

CLIMA 

Fomos em Março e apanhamos temperaturas entre os 15C de mínima e os 32C de máxima. Basta trazerem um casaco quente para os dias mais frios ou um lenço mais quente para o anoitecer, mas de resto, toca a trazer roupas de primavera! 

 

SEGURANÇA 

Outra das perguntas mais colocadas nestes dias mas a verdade é que Marraquexe é bem seguro. Andei sempre com o meu irmão e o Manel, mas vimos vários grupos só de mulheres ou até mesmo mulheres que viajavam duas a duas ou três a três sem qualquer problema. Marraquexe está cada vez mais turístico e em nenhum dia me senti insegura ou senti alguma inseguranca na cidade.

 

Algumas dicas só que tem de ter em atenção e que evitamos foi andar nas ruas da Medina à noite, optamos sempre por jantar perto do Riad ou no Riad. De resto andamos calmamente a explorar a cidade de manhã ao fim do dia. 

 

NEGOCIAR 

Os Souks de marraquexe são o lugar perfeito para quem quer “tirar um curso de negociação”. Em todas as lojinhas e mercados onde compramos algumas coisas, negociamos o preço e regra geral conseguimos sempre baixar para metade do preço inicial. Um pouco de paciência e de mão firme no preço final e conseguem um bom preço. Isto inclui cestas XL a 10€ por exemplo, tapetes a 50€ entre outros bons achados. 

 


04.png


 



 

DICAS ÚTEIS 

Vão ser várias vezes abordados para entrarem nas lojas, espreitarem os produtos que há por lá, nos Souks dizem-vos Olá a toda a hora e convidam-vos a ver as coisas. Se não vos interessar, basta dizerem de forma simpática “non, merci!” E continuarem. Para ser sincera confesso que achava que iam ser mais “chatos” do que foram na realidade e acabamos por fazer bons amigos em alguns lugares como no Beldiweave, onde compramos os tapetes e aprendi/ajudei a fazer um com uma marroquina muito simpática. 

 

Outra dica útil que devem seguir e arranjar sempre um ponto de referência para não se perderem e saberem sempre o caminho de volta para o vosso Riad, seja um nome, uma loja específica, a direcção da Koutoubia, isto porque dentro da Medina e tudo tão labiríntico que é bem fácil perdermo-nos

 

O QUE VESTIR 

Sem dúvida alguma roupa confortável para andar de um lado para o outro, calças largas, vestidos compridos, camisas fluidas e lenços foram os meus melhores amigos nestes dias por Marraquexe. Quanto a calçado? O mesmo de sempre, os meus queridos All Star. 

 

INTERNET

O roaming em Marraquexe é bem caro, contudo a Vodafone tem pacotes específicos para zonas fora da UE que compensam apenas para chamadas e SMS são 50min e 50 SMS e 50MB de internet por  9,5€/dia. Depois de esgotados estes dados e este pacote as taxas cobradas são bem mais elevadas. Aproveitamos sempre o Wi-Fi de restaurantes e dos Riads onde estivemos para falar com os nossos pais/ consultar e-mail quando era preciso por que fora isso, os preços são bastante elevados. 

 


Alguma dúvida que tenham ou questão, deixem nos comentários para incluir num video de Q&A sobre a viagem.



 

Ok, provavelmente é demasiado cedo para fazer a contagem decrescente, mas a verdade é que já estamos a planear a nossa próxima viagem: Marrocos. No final de Março vamos finalmente conhecer um país novo, desta vez rumo a África onde vamos estar cerca de uma semana. 


 


morocco.png


 


Já há algum tempo que queria muito visitar Marrocos e parece que é este ano que ovu finalmente conhecer este país cheio de coisas encantadoras, lugares imperdíveis e rotas únicas. Como todas as viagens, têm de ser planeadas e organizadas com antecedência e por isso mesmo já ando a planear o roteiro com o meu irmão e com o Manel para que nada nos escape. 


 


 



04.png


05.png


03.png


02.png


01.png


 


 


08.png


07.png


06.png


10.png


09.png


DESSERT.png


 Untitled-1.png


 


Para já andamos a "rodear" e assinalar os lugares que não podemos mesmo perder. Sabemos que queremos visitar Marraquexe e ir ao deserto pelo menos. Gostávamos de ir a Chefchaoen também, mas é longe de Marraquexe e por isso estamos a tentar organizar esta nossa "semana da Páscoa" de forma a conseguirmos aproveitar da melhor maneira. Claro que depois da viagem a saga de posts sobre Marrocos estará por aqui, aliás, a ideia será mesmo fazer um VLOG da viagem e registar os melhores momentos, mas antes disso preciso de dicas de lugares imperdíveis, o que ver, onde ficar, o que comer, roteiros... enfim, todas as dicas são bem-vindas! Quem já foi a Marrocos? O que não posso mesmo perder? 



 

Blogger Template Created by pipdig