29/08/2019

O QUE APRENDI AOS 28

De repente os 28 batem à porta e olhando para trás, fazendo uma análise do último ano, it was a hell of a year! Muitos desafios, muitas descobertas e auto-descobertas pessoais e profissionais. De repente percebes que cresceste, que tens novos desafios para enfrentar e que se calhar tudo aquilo que dizias “um dia vou fazer”, começa a fazer sentido fazer agora. Se há coisa que aprendi é que não há “um dia”, o dia é hoje mesmo, porque o teu tempo é agora



Vamos enfrentando vários desafios, somos postos à prova e percebemos que somos mais fortes do que pensávamos. Vamos começando a dar cada vez mais valor aos verdadeiros amigos que se contam pelos dedos das mãos e descobrindo novas facetas. Vamos dando cada vez mais valor à forma como falamos e comunicamos uns com os outros, o que dizemos e as palavras que escolhemos. Começamos a aprender a não julgar tanto, porque não sabemos nunca o que está do outro lado. 

Este último ano tem sido um ano bastante particular a nível de desafios pessoais e profissionais, confesso que houve muita coisa que mexeu comigo e que me obrigou a ter de ver as coisas de outra forma. Comecei a meditar, a aprender a tirar tempo para conseguir limpar os meus pensamentos e tentar controlar a ansiedade. Senti-me sozinha muitas vezes, acabei por me fechar também nas minhas decisões e dei por mim muitas vezes embrulhada nos meus pensamentos. Agarrei-me aos verdadeiros amigos e comecei a tentar viver um dia de cada vez - que para alguém que sofre por antecipação, é bem complicado.

Aprendi que devemos tentar relativizar sempre os problemas, que devemos sempre tentar distanciar-nos para ver de fora de que forma conseguimos/podemos resolver. Aprendi que devemos sempre respirar fundo, devemos pensar 3 e 4 vezes antes de falar e a devemos por-nos em primeiro lugar. Aprendi que provavelmente as pessoas poderão não estar lá sempre e que vais ter de dar a volta por cima sozinha e isso vai fazer de ti uma pessoa mais forte.

Se foi um ano positivo ou negativo? Não podemos ver as coisas dessa maneira. Tudo acontece por algum motivo e aprendi que devemos fazer o balanço dessa forma e a ver cada dia como um desafio e uma nova aprendizagem, que faz de ti aquilo que és hoje. Muito mais forte que ontem e menos que amanhã. Porque a vida é isto mesmo, uma auto-descoberta constante.

Se há coisa que sempre soube que o devo fazer é agradecer por cada dia, agradecer e valorizar, sejam as mais pequenas coisas, as pessoas que estão ao teu lado sempre, que te vão dar a mão e que te vão fazer ver as coisas de outra forma. A vida é um desafio, e sem desafios, não fazia sentido. Venham daí os 28!
SHARE:

Sem comentários

Enviar um comentário

Blogger Template Created by pipdig