30/08/2013

GIRLS ONLY | Acabou, e agora?

src
Numa das minhas noites a ver o Sexo e a Cidade na Fox Life, pus-me a pensar nos relacionamentos da Carrie e das suas amigas e estive a analisar a forma como elas reagem e lidam com o fim das relações amorosas. A Carrie é apaixonada pelo Big, disso já todas sabemos mas na realidade nem todas podemos ficar com o Mr.Big ou aquele que achávamos que seria o Mr.Big pode não o ser. O fim de um relacionamento pode ser muito complicado e há mulheres que lidam bem com isso e outras nem por isso, também depende sempre dos motivos e de quem acabou, de como estava a relação etc.

É verdade que já recebi inúmeros emails com conselhos sobre este mesmo assunto, muitas mulheres perdem toda a auto-estima que tinham, entram em depressão, não querem sair do quarto nem têm vontade de fazer nada. Nos primeiros dias, nós, as amigas, compreendemos essa mesma frustração mas passado uns dias do final da relação temos de entrar em acção e não são só as amigas que têm de "deitar mãos à obra". Pode ser muito complicado esquecer aquele que poderia ser "o amor da nossa vida" no entanto os desgostos de amor fazem parte da vida de qualquer ser humano, muitos deles são inspirações para livros e para canções que se tornam um êxito - a Adele é exemplo disso. 


http://www.inslee.net/

Em primeiro lugar, temos de nos mentalizar que não é o fim do mundo, até porque já vivemos sem ele antes e apenas vamos mudar a nossa maneira de viver. Podemos sempre pensar no lado positivo, temos mais tempo para nós, mais tempo para idas ao cabeleireiro, à manicure, pedicure e quem sabe umas massagens e um spa - o que interessa é mimarmos nos primeiros tempos para recuperarmos a nossa auto-estima aos poucos. Dizem que um novo corte ou um novo tom de cabelo são logo dois passos importantes e que podem mesmo por-nos melhor, uma ida às compras com as amigas é outro dos passos a cumprir. Contudo e antes de tudo isto, temos de nos "desintoxicar", segundo o que li na Happy o amor afecta as mesmas áreas do cérebro que a droga e o tabaco e por isso mesmo o amor também pode causar vício e devemos lidar com o nosso ex como se fosse cocaína nos primeiros tempos e deitar fora tudo como cartas, emails, fotos e presentes que nos fazem pensar nele, não temos necessariamente de o apagar do facebook ou apagar o número de telemóvel dele mas temos de nos controlar e evitar falar com ele ou ir espreitar-lhe o facebook

Nos primeiros tempos o nosso pensamento não pode ser "vamos mesmo ficar amigos", isso faz com que tenhamos esperanças de que as coisas possam reatar, se isso acontecer será mais tarde e não devemos viver nessa ansiedade ou com essa esperança. Sabemos que o tempo cura tudo e que os primeiros tempos não vão ser fáceis, temos de nos lembrar que apesar de tudo não é de um dia para o outro que o vamos esquecer e por isso mesmo devemos evitar estar sozinhas nos primeiros tempos, falo por experiência própria e de facto as nossas amigas são a nossa melhor companhia - nem que tenhamos de passar uns dias em casa delas ou passar dias inteiros com elas e noites também, até porque há noite estamos mais sensíveis e temos tendência a pensar mais nas coisas. 

Acabar uma relação é dificil, passamos um mau bocado e podemos sentirmo-nos mais fracas, sem vontade de fazer nada apenas de comer gelados e chocolates enfiadas no sofá e a vermos filmes românticos enfadonhos e melosos com o pacote de lenços de lado. Não se esqueçam que há milhões de homens fantásticos por aí e what's meant to be, will be. Não desistam de vocês mesmas até porque, apesar de neste momento não parecer, são bem mais fortes daquilo que pensam - vejam pela Carrie e pelas amigas, vão às compras, vão sair à noite e acabam por se divertirem imenso e por criar mais memórias juntas, mais tarde vamos rir-nos das nossas figuras tristes. 
SHARE:

5 comentários

  1. Eu só vi a série toda do Sexo e a Cidade já na casa dos 20 e gostei imenso da série. E agora que de vez em quando revejo a série na Fox Life, parece que às vezes estou a ver a "história da minha vida". Claro que não é 100% igual, longe disso mas no que toca a relações e principalmente nas atitudes dos homens e depois os break-ups e o "let's be friends" encontro várias semelhanças.
    xoxo
    K.

    ResponderEliminar
  2. Mas não fazer como no Sexo e a Cidade, andar com um para esquecer o anterior ou ter um diferente cada noite! ahahah

    ResponderEliminar
  3. Gostei do texto! O melhor que já li aqui =) beijinhos

    ResponderEliminar
  4. O problema é que nos filmes e nas séries é tudo tão bonito, tão fácil e maravilhoso que faz parecer que perder o namorado não custa assim tanto.
    Nos filmes e nas séries não se sente o peso das lembranças, a angústia do tempo a passar e que nunca mais passa, o termos que nos desprender de uma série de memórias, de coisas que foram partilhadas e até mesmo da família dele quando as relações já vão nessa fase. E quando se mora junto?
    Efectivamente acabar uma relação não é o fim do mundo mas muitas vezes esse namorado era o mundo para nós.

    ResponderEliminar
  5. Gostei imenso do post Joana :D
    Ainda há pouco tempo, devido também à série escrevi sobre esse assunto :)

    Beijinho, C.

    http://3littlelettersabc.blogspot.pt/

    ResponderEliminar

Blogger Template Created by pipdig