Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sketchbook SIX

26
Ago13

ROMA | Vaticano & Castelo Sant'Angelo

Vaticano, Piazza di San Pietro
No segundo dia em Roma fomos até ao Vaticano, apesar de termos ido bastante cedo a fila para entrarmos no museu do Vaticano e na Capela Sistina já era de 4h30min e por isso decidimos apenas dar uma volta pela praça, conhecer um pouco melhor o Vaticano e explorar aquela zona. Confesso que estava à espera que a praça fosse um bocadinho maior, também ia com a noção daquilo que vemos na televisão da praça sempre cheia de gente e sabemos que na TV tudo parece muito maior. No entanto é de facto um local muito bonito. 


Vaticano, Piazza di San Pietro

A Piazza di San Pietro situa-se em frente à Basílica de São Pedro, no Vaticano, foi desenhada por Bernini no século XVII com um estilo clássico mas com algumas adições do barroco. No centro ergue-se um obelisco do Antigo Egipto, e o estilo clássico pode ser apreciado na colunata dórica que enquadra a entrada para a Basílica e a grande área oval que a precede. Quase todos os visitantes que chegam ao Estado do Vaticano visitam primeiro a Praça.  O Vaticano é a sede da Igreja Católica e uma cidade-Estado soberana sem costa marítima cujo território consiste de um enclave murado dentro da cidade de Roma, capital da Itália. Com aproximadamente 44 hectares e com uma população de pouco mais de 800 habitantes, é o menor país do mundo, tanto por população quanto por área.

Castelo Sant'Angelo

Saímos da praça de São Pedro e fomos directos ao Castelo de Sant'Angelo que fica mesmo perto da praça. O Castelo de Santo Ângelo também conhecido como Mausoléu de Adriano, localiza-se à margem direita do rio Tibre, diante da ponte Sant'Angelo, de onde podemos ter uma vista maravilhosa sobre o Vaticano e toda a cidade em seu redor. Hoje em dia o Castelo serve apenas de museu, mas outrora serviu de edifício militar. A sua actual designação remonta a 590, durante uma grande epidemia de peste que assolou Roma. Na ocasião, o Papa Gregório I afirmou ter visto o Arcanjo São Miguel sobre o topo do castelo, que embainhava a sua espada, indicando o fim da epidemia. Para celebrar essa aparição, uma estátua de um anjo coroa o edifício. Durante a época medieval esta foi a mais importante das fortalezas pertencentes aos Papas. Serviu também como prisão para muitos patriotas, na época dos movimentos de unificação da Itália ocorridos no século XIX.

Castelo Sant'Angelo
Para visitarmos o castelo temos de pagar entrada e podemos andar lá dentro, serve como museu e podemos visitar algumas salas e ver algumas peças que estão guardadas na fortaleza. Ao longo do percurso vamos subindo até chegar ao topo do Castelo, temos vários pisos onde vamos tirando várias fotografias e apreciando as vistas sobre Roma e sobre o rio Tibre.

Vista sobre Roma do Castelo Sant'Angelo
Á medida que vamos subindo, chegamos ao terraço onde podemos ter uma vista panorâmica sobre toda a cidade de Roma, vendo a praça de São Pedro, no Vaticano até o Coliseu e as várias cúpulas que circundam a cidade italiana. É sem dúvida um monumento de referência para quem gosta de ter este tipo de vistas panorâmicas e de cortar a respiração e se tiver um dia bom como o que eu apanhei, melhor ainda. 
25
Ago13

ROME | Fontana di Trevi


Fontana di Trevi
Provavelmente uma das fontes mais fotografadas em todo o mundo, a Fontana di Trevi é paragem obrigatória tanto de dia como de noite e foi isso mesmo que fizemos. Como o hotel era relativamente perto da fonte, acabámos por passar aqui quase todas as noites à excepção da última que foi passada em Trastevere. A Fontana di Trevi é a maior fonte barroca de Roma e, foi projectada por Nicole Salvi e construída em 1735, está situada no cruzamento de três ruas e faz parte da história da cidade, paragem obrigatória para quem visita Roma.


Fontana di Trevi

Antigamente, era habitual construir uma fonte onde os aquedutos terminavam, como é o caso da Fontana di Trevi, que marca o final do Aqua Virgo, um aqueduto de grande valor simbólico. Na Fontana di Trevi vemos ainda a magnífica estátua do deus Neptuno, representado sobre um carro em forma de concha puxado por dois cavalos-marinhos, que foi protagonista de várias cenas da história do cinema. Entre essas cenas, a mais famosa é a do filme La Dolce Vita, dirigida pelo cineasta italiano Federico Fellini. Além disso, desde a rodagem do filme "Three Coins in the Fountain", a tradição diz que, se atirarmos uma moeda para a fonte, voltaremos a visitar a cidade. Porém, se formos solteiros aqui vai outra dica: a tradição também diz que, se atirarmos duas moedas, vamos encontrar nossa cara metade em Roma!

Fontana di Trevi
A fonte é sem dúvida alguma encantadora, fica num beco e está sempre cheia de gente, à sua volta encontramos vários hóteis, restaurantes, lojas que também dão ainda mais vida às ruas à noite visto que estão abertas todos os dias da semana até tarde. A fonte está sempre rodeada de turistas durante todo o dia e toda a noite, é o local e o ponto de encontro de muitas pessoas também que aproveitam para passear e se encontrarem neste local mágico. 
24
Ago13

ROME | Coliseu&Forum Romano

Coliseu Romano
O primeiro dia inteiro em Roma foi aquele a que apelidámos o dia "das ruínas" ou seja, foi o dia de visitar tanto o Coliseu Romano como o Forum. O Coliseu, também conhecido como Anfiteatro Flaviano ou Flávio é um anfiteatro construído no período da Roma Antiga. que deve o seu nome à expressão latina Colosseum devido à estátua colossal do imperador romano Nero, que ficava perto do edificio. O Coliseu está localizado mesmo no centro de Roma, tem uma capacidade de cerca de 50 000 pessoas, e era usado para vários espetáculos. Foi construído a leste do Fórum Romano e demorou entre oito a dez anos a ser construído.

Forum Romano visto do Coliseu
O Coliseu foi utilizado durante aproximadamente 400 anos, e deixou de ser usado para entretenimento no início da Idade Média, mas foi mais tarde usado como habitação, oficina, forte, pedreira, sede de ordens religiosas e como templo cristão. Embora esteja agora em ruínas devido a terremotos e pilhagens, o Coliseu sempre foi visto como o símbolo do Império Romano, sendo um dos melhores exemplos da sua arquitectura. e que é estudado em todo o mundo. Actualmente é uma das maiores atracções turísticas em Roma, sendo que é aconselhável marcar a visita guiada ou reservar na internet. No entanto, nós não o fizemos e acabámos por entrar com uns guias que estão à porta do Coliseu e que nos fazem uma visita guiada sem estarmos na fila que pode durar horas e horas só para comprarmos o bilhete.

Vista do Forum Romano, visto do Coliseu
Se houve monumento que gostei de visitar foi o Coliseu, apesar de estar em ruínas, há coisas que ainda se conseguiram conservar muito bem e os guias que estão disponíveis fora do Coliseu falam-nos um pouco da sua história. Ao longo do Coliseu podemos ainda ver, para além do seu interior e arquitectura, alguns objectos e algumas pedras com desenhos que os espectadores faziam nas bancadas, desenhos ainda muito nítidos e com traços perfeitos, ilustrando aquilo que se estava a passar na arena.
Coliseu e Forum Romano
Depois de uma intensa visita ao Coliseu, com direito a imensas fotografias e a imensa história sobre o monumento, rumámos até ao Forúm. O Fórum Romano localizado também no centro de Roma, é uma praça rectangular, circundada pelas ruínas de várias construções públicas de grande importância cultural. O principal centro comercial da Roma Imperial, este espaço era conhecido como Forum Magnum ou, simplesmente, Forum. Foi durante séculos o centro da vida pública romana: o local de cerimónias triunfais e de eleições, o local onde se realizavam discursos públicos, os processos criminais, os confrontos entre gladiadores, e o centro dos assuntos comerciais. Aqui, estátuas e monumentos celebraram os grandes homens da cidade, o coração da Roma antiga, foi considerado o ponto de encontro mais conhecido do mundo, em toda a história, no entanto actualmente este local está bastante desgastado e restam apenas algumas ruínas daquele que foi um dos centros mais importantes da vida política desta cidade.


Forum Romano
É um local muito interessante de se visitar, quando compramos o bilhete para o Coliseu, compramos também para o Forúm Romano, é uma área bastante extensa e se fizerem com visita guiada têm uma explicação exaustiva de todos os recantos do Forúm, de como estava organizado e do que se passou aqui há centenas de anos atrás. 

23
Ago13

ROMA | Exploring

Quarta-feira de manhã às 7h estávamos a chegar ao aeroporto para apanhar o avião com destino a Roma, a capital italiana. A curiosidade era muita e a ansiedade ainda maior e apesar da confusão que se faz sentir no aeroporto de Lisboa nesta altura do ano, apanhámos o avião bem a tempo de ir explorar a cidade de Roma. Aterrámos em Roma perto da hora de almoço, o voo com a TAP correu lindamente e apanhámos um shuttle bus do aeroporto para a estação de comboios Termini, uma estação central que ficava perto do nosso hotel. Decidimos apanhar o shuttle bus porque o comboio da estação de Fiumicino tinha acabado de partir e o preço era o mesmo. 

Coliseu Romano
Assim que o shuttle nos deixou na estação Termini, fomos a pé até ao hotel, são cerca de 7minutos a pé. O hotel que escolhemos, Eurostars International Palace Hotel fica na Via Nationale e é bem perto da estação de Termini e cerca de alguns minutos do Coliseu Romano. É um hotel com uma excelente localização, visto que fica perto das atracções principais de Roma, como o Coliseu ou como a Fontana di Trevi. No primeiro dia acabámos por andar apenas a "apalpar terreno", decidimos andar a explorar as ruas de Roma e a percebermos onde estávamos situados, vermos o que havia perto do hotel e acabámos por nos aperceber de que as coisas em Roma são todas perto umas das outras e acabámos por ver um pouco de tudo, nos dias seguintes vimos tudo com mais calma e visitámos os monumentos por dentro como o Coliseu por exemplo. 


Vittorio Emanuelle II monumento
Depois de deixarmos as coisas no hotel e do check in feito, decidimos encontrar um lugar para almoçar qualquer coisa e dar início às maravilhosas refeições italianas. Acabámos por nos meter pelas ruas típicas de Roma e encontrámos um restaurante local muito giro com direito a música e a uma esplanada muito agradável, como em praticamente todos os restaurantes na capital. Ao andarmos acabámos por dar de caras com o Coliseu Romano, tirámos apenas umas fotografias cá fora porque no dia seguinte era o dia da sua visita oficial e vê-lo um pouco mais por dentro. Mesmo ao lado do Coliseu Romano estava o Forúm e um pouco mais à frente o Monumento Vittorio Emanuelle II que acabámos também por visitar por fora. 

Fontana di Trevi 
Como os pontos de interesse eram bastante perto e ainda era muito cedo, decidimos continuar a explorar as ruas de Roma e por entre as ruas e ruelas acabámos por ir dar de caras com aquela que é considerada uma das fontes mais famosas de todo o mundo, a Fontana di Trevi sempre cheia de gente. É de facto uma fonte muito bonita, é num beco e à noite ainda é mais bonita, acabámos por visitá-la praticamente todas as noites, à excepção da última noite que fomos jantar a Trastevere. Á noite a fonte enche-se de luzes e torna-se ainda mais mágica e mais bonita. Foi de facto um momento alto da viagem, foi ver esta fonte maravilhosa, não é tão grande quanto aquilo que se julga e fica num beco, mas tem uma magia fantástica e é um local muito bom para se comer um gelado por exemplo, que foi o que acabámos por fazer. 

Fontana di Trevi 
A Fontana di Trevi é a maior e mais ambiciosa construção de fontes barrocas de Itália com cerca de 26 metros de altura e 20 metros de largura. A fonte situava-se no cruzamento de três estradas (tre vie), marcando o ponto final do Acqua Vergine, um dos mais antigos aquedutos que abasteciam a cidade de Roma. No ano 19 a.C., supostamente ajudados por uma virgem, técnicos romanos localizaram uma fonte de água pura a pouco mais de 22km da cidade. A água desta fonte foi levada pelo menor aqueduto de Roma, diretamente para os banheiros de Marco Vipsânio Agripa e serviu a cidade por mais de 400 anos. 

Piazza di Spagna
Depois de todo aquele excitamento e da sensação maravilhosa de termos visto a Fontana di Trevi decidimos continuar a explorar a cidade, no primeiro dia há sempre um entusiasmo imenso e queremos sempre absorver o máximo que conseguimos e foi o que acabámos por fazer. Mais uma vez por entre ruas e ruelas fomos dar à Via del Corso e por sua vez à Via Condotti o local predilecto para as compras onde podemos encontrar lojas como a ZARA entre outras lojas que já conhecemos e na Via Condotti, lojas como a Chanel, Céline, Louis Vuitton, Gucci, Prada entre outras. Ao fundo, demos de caras com a Piazza di Spagna, mais uma vez um local obrigatório a visitar e que está sempre cheio de gente, tanto de dia como de noite.

Via del Babuíno
Nas transversais à Piazza encontramos ainda algumas outras lojas de grandes marcas como a Tiffany's e a Chanel por exemplo. As lojas são pequenas em termos de tamanho, mas podemos entrar nas lojas e ver um pouco de tudo - entrei na Chanel e estava apinhada de asiáticos e árabes que estavam a repor o seu armário ainda tive oportunidade de ver a minha 2.55 de perto mas tal era a confusão que nem consegui ver bem a loja como deve ser. Outra loja em que entrei também e que ficava numa transversal, era uma loja chamada Gente que tem sapatos Louboutin, Alexander McQueen, malas Céline entre outras coisas das nossas queridas e adoradas marcas. 

Via del Babuíno
No que toca a lojas de luxo, Roma não é o local para vermos as lojas grandiosas, decoradas e com montras espectaculares - Paris nisso é perita, e provavelmente Milão também, mas nunca visitei. Continuámos na nossa caminhada, sempre a pé por entre ruas e por entre as lojas maravilhosas, como calculam estava maravilhada e nas minhas "sete quintas". Acabámos por continuar até à Piazza di Spagna e aí sim decidimos tirar o mapa do bolso e ver o caminho de volta para o hotel, já estávamos a andar há algumas horas e tínhamos feito uns largos km, aproveitámos ainda para ir até ao pé da Villa Borghese onde acabei por lanchar uns morangos maravilhosos numa das imensas esplanadas. 

Via Condotti

Um dos passeios giros de se fazer em Roma, principalmente para quem gosta de ver montras e passear pelas grandes marcas é subir a Via Condotti toda e acabamos por ter esta vista maravilhosa com a Piazza di Spagna ao fundo. O primeiro dia foi assim, explorando Roma e acabámos por nos orientar e termos uma melhor noção das distâncias. 

22
Ago13

DIARY | Bella Italia Preview

Roma 
Acabadinha de aterrar em Lisboa, depois de uma semana intensiva de história, de ruínas, de comida maravilhosa, de gente simpática, de sítios lindos de morrer e de descobrir aquela que se tornou a mais uma das minhas cidades favoritas. Depois de uma semana em Itália, cheguei a casa cheia de boas recordações, cerca de quase 2000 fotografias e muitas lembranças e memórias fantásticas de um dos países que tinha imensa curiosidade em visitar. 


Veneza
Roma e Veneza foram as duas cidades por onde andei nesta última semana, lugares maravilhosos e que fizeram com que me apaixonasse por este país mediterrâneo. Roma é cheia de história e de arte, respira tradições por todo o lado e a minha querida e adorada Veneza transpira romance por todo o lado, marca pela diferença e por ser única, é de facto um lugar único no mundo onde quero voltar sem dúvida alguma. Agora resta organizar o resto das fotografias para vos encher de curiosidade e fazer um roteiro bem completo tal como fiz da minha viagem a Munique.

--
Não se esqueçam ainda de participar no giveaway de verão, estou a sortear um kit Mythic Oil juntamente com a L'Oreal, está quase a terminar!
16
Ago13

DIARY | De Roma, com amor



Os dias em Roma têm sido maravilhosos! Sempre de um lado para o outro a andar sem parar. A cidade é de facto muito bonita e as atracções principais acabam por ser bastante perto uma das outras, temos andado sempre a pé, só hoje é que apanhámos o metro para ir visitar o Vaticano e andar por Trastevere - dois lugares obrigatórios para se passear. 



Roma é de facto muito bonita, as ruas têm o aspecto rústico e italiano que vemos nas fotografias e nos filmes e aquela magia que o Woody Allen captou no filme "Para Roma com Amor" anda pelas ruas. A Piazza di Spagna é maravilhosa, o Colosseo fantástico e a Fontana di Trevi linda de morte (principalmente à noite). Roma é muito giro, as massas são de perder a cabeça e os gelados em todas as esquinas são impossíveis de resistir. 


Deixo-vos com algumas fotografias captadas via instagram, tenho muitas mais para vos mostrar mas aqui fica um cheirinho! Nao se esqueçam de acompanhar tudo via instagram, adicionem @jufcarreira! Agora vou despachar-me para ir deliciar-me com mais uma refeição na capital italiana! 

Ciao * 

PUB